A cenografia e o espaço-tempo no neorrealismo como indicador da sociedade italiana no pós-guerra: uma breve análise a partir de Roma, Cidade Aberta e Ladrões de Bicicleta

  • Renata Latuf de Oliveira Sanchez Universidade Estadual de Campinas
Palavras-chave: Neorrealismo. Cinema. Arquitetura. Espaço Urbano.

Resumo

As relações entre as diversas produções artísticas ao longo dos anos mostram-se relevantes para o entendimento de um contexto histórico e seu retrato político, social, psicológico. Entendemos que a arquitetura é capaz de moldar uma sociedade e, com sedimentos temporais, revelar informações cruciais do espaço habitado, constantemente formado e transformado. O cinema, por sua vez, capta as emoções e o movimento da realidade pelos olhos de um ser sensível, tornando-se precioso documento histórico e objeto estético. Este artigo discute a relação entre Arquitetura e Cinema a partir do neorrealismo italiano e sua representação do espaço urbano na década de 1940, através de uma análise dual entre as obras Roma, Cidade Aberta (1945), de Rosselini, e Ladrões de Bicicleta (1948), de De Sica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Renata Latuf de Oliveira Sanchez, Universidade Estadual de Campinas
Estudante de Arquitetura e Urbanismo na Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo da Universidade Estadual de Campinas. Conclusão em dezembro 2014.

Referências

AUGUSTO, I. R. A Lição Neo-realista: A breve longa história de um movimento de resistência e libertação do cinema hegemônico. In: 7o ENCONTRO NACIONAL DE HISTÓRIA DA MÍDIA, MÍDIA ALTERNATIVA E ALTERNATIVAS MIDIÁTICAS, 19 a 21 de agosto de 2009, Fortaleza. Disponível em: http://www.ufrgs.br/alcar/encontros-nacionais-1/encontros-nacionais/7o-encontro-2009-1/A%20Licao%20Neo-realista.pdf

BAUMAN, Z. Modernidade Líquida. Tradução, Plínio Dentzien. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2001.

CARLOS, C. S. Roma, Cidade Aberta. In: CARLOS, C. S.; GUIMARÃES, P. M., ALPENDRE, S. (Org.) Roma, Cidade Aberta. Coleção Folha Cine Europeu, v.17. São Paulo: Moderna, 2011

FABRIS, M. Neo-Realismo Italiano. In: MASCARELLO, Fernando (Org.). História do Cinema Mundial. Campinas, SP: Papirus, 2008. 3a edição. Pp 191-217.

FABRIS, M. O Neo-Realismo Cinematográfico Italiano: Uma Leitura. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo; FAPESP, 1996.

FOLGADO, S. C. M. Saber Ver a Arquitectura Neo-Realista em Portugal. Dissertação de Mestrado Integrado de Arquitetura. Faculdade de Ciências e Tecnologia, Universidade de Coimbra, Departamento de Arquitectura. Coimbra: s.n., julho, 2010.; Disponível em: https://estudogeral.sib.uc.pt/bitstream/10316/14072/1/Saber%20Ver%20a%20Arquitectura%20Neo-Realista%20em%20Portugal_Disserta%c3%a7%c3%a3.pdf

KLEIN, Y.; RAYSSE, M. ; ARMAN. Os Novos Realistas. In: FERREIRA, G.; COTRIM, C. (Orgs.) Escritos de Artistas: anos 60/70. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2009. Pp.53-57. Versão digitalizada disponível em: http://books.google.com.br/booksid=3FuN9BoixJgC&pg=PA53&dq=novo+realismo+jean+tinguely&hl=ptBR&sa=X&ei=OYwfUum2PO28sQSK5IC4CA&ved=0CDcQ6AEwAQ#v=onepage&q=novo%20realismo%20jean%20tinguely&f=false. Acesso 27/08/2011

Ladrões de Bicicleta. Direção: Vittorio de Sica. 1948. Continental, 1948. DVD (88 minutos) NTSC p&b. Título original: Ladri di Biciclette

LEAL, E. M. “Da porta pra fora”: A Constituição de um Problema Social. Pantourbe Revista do Núcleo de Antropologia Urbana da USP. v.1.0, ano 1, jul. 2007. Disponível em: http://www.n-a-u.org/Leal2.html Acesso 28/08/2013

LAIRD, M. Provocador e poeta. Um novo olhar sobre Jean Tinguely. Swissinfo International Service of the Swiss Broadcasting Corporation. 19 de dezembro, 2012. Disponível em: http://www.swissinfo.ch/por/cultura/Um_novo_olhar_sobre_Jean_Tinguely.html?cid=33964196. Acesso 29/08/2013

MAGNANI, J. G. C. Festa no pedaço. São Paulo: Brasiliense, 1984.

MASCARELLO, F. História do Cinema Mundial. Campinas: Papirus, 2008. 3a edição.

MATTA, R. A casa & a rua. 5a. Ed. Rio de Janeiro: Rocco, 1997.

Roma, Cidade Aberta. Direção: Roberto Rosselini, 1945. Excelsa Film 2011 Versátil Home Video sob licença Cinecittà Luce S.p.A. DVD (102 minutos) NTSC p&b. Título Original: Roma, Città Aperta. In: COLEÇÃO FOLHA CINE EUROPEU, v.17

WAGSTAFF, C. Italian Neorealist Cinema. An Aesthetic Approach. Toronto: Univ. of Toronto Press, 2007.

Publicado
2015-12-23
Como Citar
Sanchez, R. L. de O. (2015). A cenografia e o espaço-tempo no neorrealismo como indicador da sociedade italiana no pós-guerra: uma breve análise a partir de Roma, Cidade Aberta e Ladrões de Bicicleta. URBANA: Revista Eletrônica Do Centro Interdisciplinar De Estudos Sobre a Cidade, 7(1), 228-261. https://doi.org/10.20396/urbana.v7i1.8642555