Apontamentos acerca das relações entre corpo feminino e cidade

  • Denise Sales Vieira Universidade de Brasília
Palavras-chave: Corpo feminino. Cidade. Feminismo.

Resumo

Este artigo tem como objetivo geral discorrer, de maneira introdutória, acerca das relações entre corpo feminino e cidade, e busca entender como o estudo dessas relações pode contribuir para o entendimento da vivência feminina das cidades. Com esses apontamentos, busco investigar como se deram as abordagens da oposição mente/corpo, e como essa oposição é determinante na forma como enxergamos o corpo feminino na cidade. Deixo algumas questões passíveis de aprofundamento: Por que estudar a história das mulheres a partir da constituição de seus corpos? Que elementos acerca da história das mulheres, o corpo feminino, visto através das lentes da cidade, pode nos revelar? Há algo de específico acerca da constituição do corpo feminino que tem a ver com sua vivência da cidade?

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Denise Sales Vieira, Universidade de Brasília
Graduada em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de Brasília (2005), Denise Vieira atualmente desenvolve projeto de Mestrado na mesma instituição, na área de Teoria, História e Crítica da Arquitetura e do Urbanismo. O título provisório de seu projeto é Cidade Mulher – Relações entre corpo feminino e cidade a partir do Cinema. Denise Vieira é realizadora cinematográfica, atuando como Diretora de Arte, Roteirista e Diretora. Seu primeiro curta metragem, Meio fio(2014), tem sido exibido em diversos festivais de cinema, no Brasil e no exterior.

Referências

BEAUVOIR, Simone. O Segundo Sexo, 1 – Fatos e mitos. São Paulo: Difusão Europeia do Livro, 1970.

BRETON, David Le. A sociologia do corpo. Tradução Sonia M.S. Fuhrmann. Petrópolis: Vozes, 2007.

CHAUÍ, Marilena de Souza. Espinosa – vida e obra. In: Os Pensadores: Espinosa. São Paulo: Abril Cultural, 1983. (pp. 04-19)

DESCARTES, René. Discurso do Método. In: Os Pensadores: René Descartes. São Paulo: Abril Cultural, 1973. (pp. 33–78)

ESPINOSA, Baruch de. Pensamentos Metafísicos. In: Os Pensadores: Espinosa. São Paulo: Abril Cultural, 1983. (pp. 20-58)

GROSZ, Elizabeth. Corpos Reconfigurados. Tradução Cecilia Holtermann. Revisão Adriana Piscitelli. In: Cadernos Pagu, no 14, 2000. (pp. 45-86)

HALL, Stuart. Identidade Cultural da Pós-Modernidade. 10a. ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2005.

HUME, David. Investigação sobre o Entendimento Humano. In: Os Pensadores: Berkeley e Hume. São Paulo: Abril Cultural, 1984. (pp. 138-178)

PERROT, Michelle. Minha história das Mulheres. Tradução Ângela M.S. Corrêa. São Paulo: Contexto, 2007.

PERROT, Michelle. Práticas da Memória Feminina. Tradução Cláudio Henrique de Moraes Batalha e Miriam Pilar Grossi; em BRESCIANI, Maria Stella Martins (Org.). In: A Mulher no Espaço Público. Revista Brasileira de História, v. 9, no 18. São Paulo: ANPUH/Marco Zero, 1989. (pp. 09-18)

RYBCZYNSKI, Witold. Casa: pequena História de uma ideia. Tradução Betina Von Staa. Rio de Janeiro: Record, 1996.

SENNETT, Richard. Carne e Pedra - o corpo e a cidade na Civilização Ocidental. Rio de Janeiro: Best Bolso, 2008.

VIGARELLO, Georges; CORBIN, Alain; CORTINE, Jean-Jacques (Orgs). História do corpo – 1. Da Renascença às Luzes. Petrópolis: Vozes, 2008.

Publicado
2016-10-31
Como Citar
Vieira, D. S. (2016). Apontamentos acerca das relações entre corpo feminino e cidade. URBANA: Revista Eletrônica Do Centro Interdisciplinar De Estudos Sobre a Cidade, 7(2), 24-32. https://doi.org/10.20396/urbana.v7i2.8642596