Banner Portal
Educação estatística e a formação de professores de matemática
PDF

Palavras-chave

Educação estatística
Professores de matemática
Licenciatura em matemática
Literacia estatística

Como Citar

ESTEVAM, Everton José Goldoni; CYRINO, Márcia Cristina de Costa Trindade. Educação estatística e a formação de professores de matemática: cenário de pesquisas brasileiras. Zetetike, Campinas, SP, v. 22, n. 2, p. 123–149, 2014. DOI: 10.20396/zet.v22i42.8646569. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/zetetike/article/view/8646569. Acesso em: 21 maio. 2024.

Resumo

No presente artigo apresentamos um cenário de pesquisas brasileiras na área de Educação Estatística e formação de professores de Matemática, disponibilizadas no Banco de Teses da CAPES, na busca de compreender quais discussões têm sido privilegiadas. Enquanto estudo documental, realizamos uma análise interpretativa de 23 teses e dissertações (1998-2011) e identificamos quatro eixos temáticos: (i) objetivos para o ensino de Probabilidade e Estatística; (ii) nível de letramento estatístico de professores de Matemática da Educação Básica; (iii) impressões e práticas letivas de professores da Educação Básica quanto a Probabilidade e Estatística; e (iv) formação de professores de Matemática que ensinarão/ensinam Probabilidade e Estatística na Educação Básica. Os resultados indicam a existência de poucos trabalhos abordando diretamente Educação Estatística na formação de professores e diversos aspectos que necessitam ser investigados. Em decorrência dos resultados, apresentamos algumas temáticas que podem orientar e fortalecer as pesquisas no campo da Educação Estatística.

https://doi.org/10.20396/zet.v22i42.8646569
PDF

Referências

BALACHEFF, N. Les connaissances, pluralite de conceptions: le cas des mathématiques. Les Cahiers du Laboratoire Leibniz, Grenoble, n. 19, p. 83-90, 2001.

BALACHEFF, N.; GAUDIN, N. Students conceptions: an introduction to a formal characterization. Les Cahiers du Laboratoire Leibniz, Grenoble, n. 65, p. 1-21, 2002.

BATANERO, C.; BURRILL, G.; READING, C. Overview: challenges for teaching statistics in school mathematics and preparing mathematics teachers. In: BATANERO, C.; BURRILL, G.; READING, C. (Ed.). Teaching Statistics in School Mathematics - Challenges for Teaching and Teacher Education: A Joint ICMI/IASE Study. London: Springer, 2011. p. 407- 418.

BATANERO, C.; DÍAZ, C. Training Teachers to Teach Statistics: what can we learn from research? Statistique et Enseignement, Paris, n. 1, p. 5-20, 2010.

CAZORLA, I. M.; KATAOKA, V. Y.; SILVA, C. B. da. Trajetória e perspectivas da Educação Estatística no Brasil: um olhar a partir do GT12. In: LOPES, C. E.; COUTINHO, C. Q. S.; ALMOLOUD, S. A. (Org.). Estudos e reflexões em Educação Estatística. Campinas: Mercado de Letras, 2010. p. 19-44.

DUVAL, R. Les différents fonctionnements possibles d’une figure dans une demarche

géométrique. Repères, Nancy, n. 17, p. 121-138, 1994.

DUVAL, R. Registros de representação semiótica e funcionamento cognitivo da compreensão em Matemática. In: MACHADO, S. D. A. (Org.). Aprendizagem em Matemática: registros de representação semiótica. Campinas: Papirus, 2003. p. 11-33.

FIORENTINI, D.; SOUZA JR., A. J. de; MELO, G. F. A. Saberes docentes: um desafio para acadêmicos e práticos. In: CORINTA, M. C. G.; FIORENTINI, D.; PEREIRA, E. M. de A. (Org.). Cartografias do trabalho docente: professor(a)-pesquisador(a). Campinas: Mercado de Letras/ALB, 1998. p. 307-335.

GAL, I. Adult’s Statistical Literacy: meanings, components, responsibilities. International Statistical Review, Auckland, v. 70, n. 1, p. 1-25, 2002.

LOPES, C. A. E. O ensino da estatística e da probabilidade na educação básica e a formação dos professores. Cad. Cedes, Campinas, v. 28, n. 74, p. 57-73, jan./abr. 2008.

PIMENTA, S. G. Professor reflexivo: construindo uma crítica. In: PIMENTA, S. G.; GHEDIN, E. (Org.). Professor reflexivo no Brasil: gênese e crítica de um conceito. 6. ed. São Paulo: Cortez, 2010. p. 17-52.

PONTE, J. P. O computador: um instrumento da educação. Porto: Texto Editora, 1990.

PONTE, J. P. Preparing Teachers to Meet the Challenges of Statistics Education. In: BATANERO, C.; BURRILL, G.; READING, C. (Ed.). Teaching Statistics in School Mathematics - Challenges for Teaching and Teacher Education: A Joint ICMI/IASE Study. London: Springer, 2011. p. 299- 309.

RUMSEY, D. J. Statistical literacy as a goal for introductory statistics courses. Journal of Statistics Education, Alexandria, v. 10, n. 3, 2002. Disponível em: http://www.amstat.org/publications/jse/v10n3/rumsey2.html. Acesso em: 08 dez. 2009.

VERGNAUD, G. La theorie des champs conceptuels. In: BRUN, J. (Org.). Didactique des Mathématiques. Lausanne: Delachaux et Niestlé, 1996. p. 197-242.

WILD, C.; PFANNKUCH, M. Statistical Thinking in Empirical Enquiry. International Statistical Review, Auckland, v. 67, n. 3, p. 223-265, 1999.

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Copyright (c) 2014 Zetetiké: Revista de Educação Matemática

Downloads

Não há dados estatísticos.