Banner Portal
Etnomatemática
PDF

Palavras-chave

Etnomatemática
Teoria das situações didáticas
Ensino inclusivo

Como Citar

COSTA, Fernando José Monteiro da. Etnomatemática: metodologia, ferramenta ou, simplesmente, etnorevolução?. Zetetike, Campinas, SP, v. 22, n. 2, p. 181–196, 2015. DOI: 10.20396/zet.v22i42.8646571. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/zetetike/article/view/8646571. Acesso em: 17 jun. 2024.

Resumo

A aprendizagem não se constitui num movimento linear, simples e que abrace os alunos do mesmo modo. Antes pelo contrário, o processamento é complexo, por vezes, pouco significativo e, quase sempre, desencorajante em algumas disciplinas, como é o caso da matemática. A etnomatemática aparece como uma espécie de porto de abrigo, em relação a uma multidão de alunos que, provavelmente, não tendo dificuldades cognitivas, encontram na matemática uma aridez de pensamento e de práticas escolares. A ancoragem dos novos conhecimentos é uma matéria importante para o processo de ensino e aprendizagem, sendo indispensável que uma norma inclusiva seja o chapéu para todo o universo da aquisição de conhecimentos e de saberes explícitos.

  

 

https://doi.org/10.20396/zet.v22i42.8646571
PDF

Referências

BORGES, R. A. S. A matemática moderna no Brasil: as primeiras experiências e proposta de seu ensino. Dissertação (Mestrado) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2005.

D’AMBROSIO, U. A educação matemática e etnomatemática. Teoria e Prática da Educação, Maringá - PR, vol. 4, no 8, jun. p. 15-33, 2001a.

D’AMBROSIO, U. Educação para uma sociedade em transição. Campinas: Papirus, 1999.

D’AMBROSIO, U. Etnomatemática. São Paulo: Ática, 1990.

D’AMBROSIO, U. Etnomatemática. Arte ou técnica de explicar e conhecer. 2. ed. São Paulo: Atual, 1993.

D’AMBROSIO, U. Etnomatemática – elo entre as tradições e a modernidade. Belo Horizonte: Autêntica, 2001b.

DIÁRIO DO GRANDE ABC. Etnomatemática. Diário na Escola. Santo André, 31 out. 2003, p. 3. Disponível em: http://etnomatematica.org/articulos/boletin.pdf. Acesso em: 9 out. 2012.

FREIRE, P. Pedagogia do oprimido. 29. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2000 [1970].

MILANEZI, P. L. O poder formatador da Matemática, a ideologia da certeza e a Educação Matemática: constatações a partir de uma experiência. In: ARAÚJO, J. (Org.). Educação matemática crítica: reflexões e diálogos. Belo Horizonte: Argumentum, 2007. p. 25-38.

VERGANI, T. Educação Etnomatemática: o que é? Lisboa: Pandora Edições, 2000.

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Copyright (c) 2015 Zetetiké: Revista de Educação Matemática

Downloads

Não há dados estatísticos.