Inclusão de alunos com deficiência na escola

percepção de professores de educação física

Autores

  • William das Neves Salles Universidade Federal de Santa Catarina https://orcid.org/0000-0001-6410-0332
  • Dorival Araujo Universidade Federal de Santa Catarina
  • Luciano Lazzaris Fernandes Universidade Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.20396/conex.v13i4.8643430

Palavras-chave:

Inclusão, Educação Física, Aluno, Escola

Resumo

O objetivo do estudo é investigar como professores de Educação Física escolar percebem a inclusão de alunos com deficiência e quais estratégias utilizam para promover esta inserção em suas aulas. Conduziram-se entrevistas semiestruturadas com três professores de Educação Física pertencentes a escolas públicas de Florianópolis. De maneira geral, foi ressaltado que a sociedade e a própria instituição escolar têm refletido atitudes positivas em relação à inclusão, mas ainda há carência de políticas públicas mais efetivas para sua efetivação nas escolas, bem como necessidade de auxílio de profissionais de outras áreas e promoção mais frequente de atividades de formação continuada. Em relação às estratégias utilizadas para promover a participação, relacionamento interpessoal e/ou inclusão de todos os alunos nas aulas, os professores revelaram utilizar muita conversa, além de promoverem adaptações nas atividades, com o intuito de que todos consigam participar, se relacionar e aprender. Para aprofundar a compreensão sobre o processo de inclusão em aulas de Educação Física, é necessário realizar estudos com mais professores, que estejam em diferentes etapas de sua carreira profissional, atuando em diferentes níveis de ensino, tanto em instituições públicas quanto privadas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

William das Neves Salles, Universidade Federal de Santa Catarina

Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Educação Física da Universidade Federal de Santa Catarina.

Dorival Araujo, Universidade Federal de Santa Catarina

Licenciado em Educação Física pela Universidade Federal de Santa Catarina (2014).

Luciano Lazzaris Fernandes, Universidade Federal de Santa Catarina

Professor Associado II do Departamento de Educação Física (DEF) do Centro de Desportos (CDS) Universidade Federal de Santa Catarina. Atual Vice-Diretor do CDS.

Referências

VEIGA, I. P. A. Projeto político-pedagógico da escola: uma concepção possível. 14. ed. Campinas: Papirus, 2002.

DANELUZ, M. Escola e família: duas realidades, um mesmo objetivo. In: SIMPÓSIO NACIONAL DE EDUCAÇÃO, 1., SEMANA DA PEDAGOGIA, 20., 2008, Cascavel. Anais... Cascavel: UNIOESTE, 2008.

Disponível em:

http://www.unioeste.br/cursos/cascavel/pedagogia/ eventos/2008/1/Artigo%2011.pdf. Acesso em: 10 set. 2013.

NEIRA, M. G.; NUNES, M. L. F. Educação física, currículo e cultura. São Paulo: Phorte, 2009.

SOARES, C. L. et al. Metodologia do ensino de Educação Física. São Paulo: Cortez, 1992.

KUNZ, E. Práticas didáticas para um “conhecimento de si” de crianças e jovens na Educação Física. In: ______. (Org.). Didática da educação física 2. 3. ed. Ijuí: Ed. da Unijuí, 2005. p. 15-52.

COSTA, F. F.; GARCIA, L. M. T.; NAHAS, M. V. A Educação Física no Brasil em transição: perspectivas para a promoção da atividade física. Revista Brasileira Atividade Física & Saúde, Pelotas, v. 17, n. 1, p.14-21, fev. 2012.

SILVA, E. L.; MENEZES, E. M. Metodologia da pesquisa e elaboração de dissertação. 3. ed. Florianópolis: Ed. da UFSC, 2001.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. São Paulo: Atlas, 1999.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

GOMES, N. L. Indagações sobre currículo: diversidade e currículo. Brasília: Ministério da Educação: Secretaria de Educação Básica, 2007. p. 48.

AGUIAR, J. S.; DUARTE. E. Educação inclusiva: um estudo na área da educação física. Revista Brasileira Educação Especial, Marília, v. 11, n. 2, p. 223-240, 2005.

SEABRA JUNIOR, L. et al. Educação física escolar e inclusão: de que estamos falando. Lecturas, Educación Física y Deportes: revista digital, Buenos Aires, ano 10, n. 73, jun. 2004. Disponível em: http://www.efdeportes.com/efd73/inclusao.htm. Acesso em: 12 dez. 2013.

KRUG, H. N. A inclusão de pessoas portadoras de necessidades educativas especiais na educação física escolar. Educação Especial, Santa Maria, n. 19, 2002. Disponível em: http://coralx.ufsm.br/revce/ceesp/2002/01/a3.htm. Acesso em: 03 mar. 2014.

MANTOAN, M. T. E Todas as crianças são bem-vindas à escola! Campinas: FE/UNICAMP, 1997. (Apostila).

SASSAKI, R. K. Inclusão: construindo uma sociedade para todos. 3. ed. Rio de Janeiro: WVA, 1997.

MAZINI FILHO, M. L. et al. A importância das aulas inclusivas de educação física para os portadores de deficiência. Lecturas, Educación Física y Deportes: revista digital, Buenos Aires, ano 14, n. 139, dez. 2009. Disponível em: http://www.efdeportes.com/efd139/aulas-inclusivas-de-educacao-fisica.htm.

Acesso em: 04 fev. 2014.

MARTINS, C. L. R. Educação física inclusiva: atitudes. Movimento, Porto Alegre, v. 20, n. 2, p. 637-657, abr./jun. 2014.

ARANHA, M. S. F. (Org.). Educação inclusiva: a escola. Brasília: Ministério da Educação: Secretaria de Educação Especial, 2004.

CIDADE, R. E. A.; FREITAS, P. S. Noções sobre educação física e esporte para pessoas portadoras de deficiência: uma abordagem para professores de 1º e 2º graus. Uberlândia: Gráfica Breda, 1997.

BRASIL. Ministério da Educação. Projeto de Lei do Plano Nacional de Educação (PNE 2011/2020). Aprova o Plano Nacional de Educação para o decênio 2011, e dá outras providências. Projeto em tramitação. Disponível em: http://conae.mec.gov.br/images/stories/pdf/pne_projeto_lei1.pdf. Acesso em: 28 mar. 2014.

CARVALHO, R. E. Educação inclusiva: com os pingos nos “is”. 2. ed. Porto Alegre: Mediação, 2006.

MANTOAN, M. T. E.; PRIETO, R. G.; ARANTES, V. A. Inclusão escolar: pontos e contrapontos. São Paulo: Summus, 2006.

BORGMANN, M. E. Educação especial. Ijuí: Ed. da Unijuí, 2010.

PICCOLO, V. L. N. A Educação Física nas séries da fase inicial do ensino fundamental: olhar do professor polivalente. 2009. Disponível em:

http://eduem.uem.br/ojs/index.php/RevEducFis/article/viewFile/6783/4869.

Acesso em: 10 nov. 2013.

DARIDO, S. C. Escola, educação física e esporte: possibilidades pedagógicas. Revista Brasileira de Educação Física, Esporte, Lazer e Dança, São Paulo, v. 1, n. 4, p. 101-114, dez. 2006.

DARIDO, S. C. Educação Física na escola: questões e reflexões. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2003.

RODRIGUES, D. A educação física perante a educação inclusiva: reflexões conceptuais e metodológicas. Revista da Educação Física/UEM, Maringá, v. 14, n. 1, p. 67-73, 2003.

CIDADE, R. E. A.; FREITAS, P. S. Educação física e inclusão: considerações para a prática pedagógica na escola. Integração, v. 14, p. 27-30, 2002. Disponível em:

http://pt.scribd.com/doc/ 17304569/Educacao-Fisica-Adaptada.

Acesso em: 4 abr. 2014.

GREGUOL, M. G.; COSTA, R. F. Atividade física adaptada: qualidade de vida para pessoas com necessidades especiais. 2. ed. Barueri: Manole, 2008.

BRASIL. Ministério da Educação. Parâmetros Curriculares Nacionais: Educação Física. Brasília, 1998. 114 p.

Downloads

Publicado

2015-12-29

Como Citar

Salles, W. das N., Araujo, D., & Fernandes, L. L. (2015). Inclusão de alunos com deficiência na escola: percepção de professores de educação física. Conexões, 13(4), 1–21. https://doi.org/10.20396/conex.v13i4.8643430

Edição

Seção

Artigo Original

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)