Educação e lazer

reflexões sobre o PNE e a BNCC à luz da pedagogia histórico crítica

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/conex.v19i1.8660872

Palavras-chave:

Educação, Lazer, Plano Nacional de Educação (Brasil), Base Nacional Comum Curricular, Políticas públicas

Resumo

Objetivo: A Educação e o lazer na sociedade capitalista neoliberal se apresentam como práticas restritas para a classe trabalhadora. Este artigo versa sobre a educação, o lazer, o Plano Nacional de Educação – PNE (2014-2024) e a Base Nacional Comum Curricular- BNCC, buscando refletir sobre os espaços políticos de atuação, neste momento histórico, considerando as urgências decorrentes das mudanças na organização do trabalho, na economia e na política, no Brasil. A Educação dualista favorece a formação dos estudantes dos estratos menos empobrecidos e desfavorece a educação para e pelo lazer na escola e fora dela, para os estudantes da classe trabalhadora. Os trabalhadores não são educados para o lazer e nem para reivindicar a participação social em programas de lazer. Metodologia: O materialismo histórico-dialético foi utilizado para conhecer a dialética do real, a partir da realidade social, por meio da práxis. Os procedimentos da pesquisa pautaram-se por revisão bibliográfica e análises documentais. Resultados: Os resultados mostram o avanço das políticas neoliberais, com desestruturação do trabalho que impacta a sociedade como um todo. Considerações finais: As metas e estratégias do PNE se perdem na BNCC, mas podem ser abordadas a partir da Pedagogia Histórico Crítica, como teoria educacional crítica não reprodutivista, corroborando para o processo de transformação necessário, da organização social vigente, para viabilizar a educação e o lazer de qualidade para a classe trabalhadora.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luciene Ferreira da Silva, Universidade Estadual Paulista

Doutora em Educação Física pela Universidade Estadual de Campinas. Docente Assistente RDIDP da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Departamento de Educação, Bauru-SP.

Referências

ANTUNES, Ricardo. O privilégio da servidão: o novo proletariado de serviços na era digital. São Paulo: Boitempo, 2018.

BRASIL. Lei n. 13.005, de 25 de junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação – PNE e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, 26 jun. 2014.

BRASIL, Lei n. 11738, de 16 de julho de 2008. Institui o piso salarial profissional nacional para os profissionais do magistério público da educação básica. Diário Oficial da União, Brasília, 17 jul. 2008.

BRASIL. Emenda Constitucional n. 95, de 15 de dezembro de 2016. Altera o Ato das Disposições Constitucionais Transitórias para instituir o Novo Regime Fiscal. Diário Oficial da União, Brasília, 16 dez. 2016.

BRASIL. Lei n. 13467, de 13 de julho de 2017. Altera a CLT – Decreto Lei n.5452, de 01 de maio de 1943. Diário da Oficial da União, Brasília, 14 jul. 2017.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: Ministério da Educação, 2017. Acesso em 10 de agosto de 2019, Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf

CURY, Carlos Roberto Jamil; REIS, Magal; ZANARDI, Teodoro Adriano Costa. Base nacional comum curricular: dilemas e perspectivas. São Paulo: Cortez, 2018.

FREITAS, Luiz Carlos de. A reforma empresarial da educação: nova direita, velhas ideias. Expressão Popular: 2018.

MASCARENHAS, Fernando. Em busca do ócio perdido: idealismo, panacéia e predição histórica à sombra do lazer. In: PADILHA, V. (Org.) Dialética do lazer. Cortez, São Paulo, 2006.

NAVARRO, Vera Lúcia. Trabalho, saúde e tempo livre sob os domínios do capital. In: PADILHA, Valquíria. (Org.) Dialética do lazer. São Paulo: Cortez, 2006.

NEIRA, Marcos Garcia. Incoerências inconsistências da BNCC de educação física. Revista Brasileira de Ciências do Esporte. Brasília, v. 40, n. 3, p. 215-223, maio. 2018.

SÃO PAULO (Estado). Lei complementar n. 1354 de 06 de março de 2020. Dispõe sobre as aposentadorias e pensões do Regime Próprio de Previdência dos Servidores Públicos ocupantes de cargo de provimento efetivo. Diário Oficial do Estado de São Paulo, São Paulo, 07 de março, 2020.

SAVIANI, Demerval. Escola e Democracia. Campinas: Autores Associados, 2008.

SAVIANI, Demerval. Educação em diálogo. Campinas: Autores Associados, 2011.

SAVIANI, Demerval. Pedagogia histórico – crítica, quadragésimo ano: novas aproximações. Campinas: Autores Associados, 2019.

WERNECK, Christianne Gomes. Lazer, trabalho e educação: relações históricas, questões contemporâneas. Belo Horizonte: UFMG, 2000.

Downloads

Publicado

2021-06-10

Como Citar

SILVA, L. F. da. Educação e lazer: reflexões sobre o PNE e a BNCC à luz da pedagogia histórico crítica. Conexões, Campinas, SP, v. 19, n. 1, p. e021030, 2021. DOI: 10.20396/conex.v19i1.8660872. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/conexoes/article/view/8660872. Acesso em: 20 set. 2021.

Edição

Seção

DOSSIÊ: Os desafios da Educação Física em tempos de ataques à Educação