Planejamento escolar: novos paradigmas, políticas e experiências num contexto de globalização

Autores

  • Nilson Joseph Demange Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/etd.v1i1.539

Palavras-chave:

Escolas - Planejamento. Globalização.

Resumo

Este artigo trata da influência dos altos padrões de formação básica e tecnológica dos trabalhadores dos países mais desenvolvidos sobre a produtividade e desempenho empresarial desses países tem permitido a eles estabelecerem, no sistema de mercado. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Nilson Joseph Demange, Universidade Estadual de Campinas

Possui graduação em Ciências Sociais pela Universidade de São Paulo, especialização em Ciencia Política y Administración Pública pela Facultad Latinoamericana de Ciencias Sociales - Programa Santiago, doutorado em Sociologia pela Fac. de Filosofia, Letras e Ciências Humanas - USP e pós-doutorado pela Universidade de Nanzán, Nagoya. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Administração Educacional e na área de Educação, com ênfase em Planejamento e Avaliação Educacional.

Referências

ASSMANN, H. Pedagogia da qualidade em debate. Educação e Sociedade, Campinas, SP, v.14, n.46, p.476-502, dez. 1993.

CHESNEAUX, J. Modernidade–Mundo. Petrópolis: Vozes, 1995.

CORDANI, G. et al. A ciência aplicada e o progresso social. Estudos Avançados, São Paulo, v.8, n.20, p.7-50, 1994.

CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO, 2., 1997, Belo Horizonte. Anais... : Plano Nacional de Educação - Proposta da Sociedade Brasileira. Belo Horizonte: [s.n.], 1997.

DEMANGE, N. Transferência cultural: a educação num contexto de globalização. Pro-

Posições, Campinas, SP, v. 5, n.15, p.19-23, 1994.

DIÁRIO OFICIAL. Lei n. 9.394 de 20-12-96. Diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, DF: Imprensa Nacional, 1996.

FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DE MINAS GERAIS. Prêmio FIEMG "Nansen Araújo": parceria empresa – escola. Belo Horizonte : FIEMG, 1998.

GENTILLI, P. A, SILVA T.T., (Org.). Neoliberalismo, qualidade total e educação: visões críticas. Petrópolis: Vozes, 1995.

GODOY, M.H., AMORIM, Rita de Cássia Sá. A mochila e o 5 S. Belo Horizonte: Ed. Fundação Christiano Ottoni, 1995.

GOODSON, I. Currículo: teoria e história. Petrópolis: Vozes, 1995.

GUBA, E.G. The paradigm dialog. Newsbury Park: Sage, 1990.

FLORES, V. Planificação estratégica. Caracas: CINTERPLAN, 1990.

HABERMAS, J. A crise de legitimação do capitalismo tardio. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1980.

HABERMAS, J. El discurso filosófico de la modernidad. Madrid: Taurus, 1989.

HABERMAS, J. A nova intransparência : a crise do estado de bem-estar e o esgotamento das energias utópicas. Novos Estudos CEBRAP, São Paulo, n.18, 1987.

HABERMAS, J. Teoria de la acción comunicativa. Madrid: Taurus, 1987. 2v.

LATOUCHE, S. A ocidentalização do mundo. Petrópolis: Vozes, 1994.

BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria do Ensino Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais. Brasília, DF: MEC, 1996.

BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto. Conselho Nacional de Educação. Diretrizes curriculares nacionais para o ensino médio: parecer. Relatora Guiomar Namo de Mello. [Brasília, DF]: [s.n.], 1998.

BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria de Educação Média e Tecnológica. PROMED: Programa de Melhoria e Expansão do Ensino Médio: diretrizes gerais. Brasília, DF : MED, 1999. (Mimeogr.).

BRASIL. Educação Profissional – Legislação Básica. Brasília, DF : MED, 1998. (Mimeogr.)

BRASIL. PROEP : Programa de Expansão da Educação Profissional. [Brasília, DF] : [s.n.], 1998.

MELLO, G. N. Políticas públicas e educação. Estudos avançados, São Paulo, nv.5, n.13, p.7- 47, 1991.

MINAS GERAIS (ESTADO). Secretaria de Estado da Educação. Ciclos de formação básica. Belo Horizonte: SEE/MG, 1997.

MINAS GERAIS. Acertando o passo: aceleração da aprendizagem para os alunos do II ciclo do ensino fundamental. Belo Horizonte: SEE/MG, 1998.

NOVOA, A. (Org.). As Organizações escolares em análise. Lisboa: Dom Quixote, 1992.

OLIVEIRA, M. A. Qualidade, parceria e redenção: o projeto piloto de implantação da QT em uma escola estadual de Belo Horizonte. 1997. 220p. Tese (Doutorado). Faculdade de Educação, UNICAMP.

ORTIZ, R. Mundialização e cultura. São Paulo: Ed. Brasiliense, 1994.

PASSETTI, E. et al. Modernidade : globalização e exclusão. São Paulo: Imaginário, 1996.

PINTO, J. M. Administração e liberdade. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1996.

POPKEWITZ, T. História do currículo, regulação social e pode. In: SILVA, T.T. da. O sujeito da educação. Petrópolis: Vozes, 1994.

PÓVOA FILHO, F.L. et al. Qualidade total na educação. Belo Horizonte: Fundação Christiano Ottoni, 1996. v.1.

SÃO PAULO (ESTADO). Secretaria de Educação. Programa de reforma do ensino público do Estado de São Paulo: a participação do conselho de escola na escola padrão. São Paulo, SP: SEE/SP, 1991.

SÃO PAULO (ESTADO). O Que já mudou na escola pública paulista? São Paulo, SP: CECIP, 1997.

SÃO PAULO (ESTADO). Escola agora. São Paulo, SP: SEE/SP 1997.

SÃO PAULO (ESTADO). Escola agora. São Paulo, SP: SEE/SP 1998.

SÃO PAULO (ESTADO). Escola agora. São Paulo, SP: SEE/SP 1999.

ZABALDA, M. A. Planificação e desenvolvimento curricular na escola. Portugal: Edições ASA, 1994.

Downloads

Publicado

2009-01-09

Como Citar

DEMANGE, N. J. Planejamento escolar: novos paradigmas, políticas e experiências num contexto de globalização. ETD - Educação Temática Digital, Campinas, SP, v. 1, n. 1, p. 38–60, 2009. DOI: 10.20396/etd.v1i1.539. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/etd/article/view/539. Acesso em: 20 jun. 2021.