Educação e a questão do (sub)desenvolvimento brasileiro

  • Luciano Accioly Lemos Moreira Universidade Federal de Alagoas
Palavras-chave: Desenvolvimento. Educação. Particularidade histórica.

Resumo

Analisamos nesse artigo, as implicações e os limites da proposta para o desenvolvimento do Brasil nos anos 90 do século XX. À luz da perspectiva ontológica marxiana, nos detivemos na reflexão das políticas educacionais do governo brasileiro, e em alguns projetos desenvolvidos pelas Nações Unidas. Esses corpos legais apontam saídas para o desenvolvimento econômico e social do Brasil, através de um outro modelo de formação escolar. Confrontamos o modelo de desenvolvimento defendido pelos objetos em análise com a compreensão crítica e particular da formação histórica do Brasil. Dessa forma, concluímos que há incongruências nesse projeto, pois sua proposta não supera o lugar subordinado do Brasil frente aos países avançados do capital. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luciano Accioly Lemos Moreira, Universidade Federal de Alagoas
Graduado em História (UFAL), Especialista em Educação (CEDU/UFAL), Mestre em Educação Brasileira (PPGE-UFAL) e Doutorando em Lingüística na área da Análise do Discurso (PPGE/UFAL) – Professor substituto da Universidade Federal de Alagoas.

Referências

BRASIL, MEC/SEF, Parâmetros Curriculares Nacionais do Ensino Fundamental. Brasília, 1998.

BRASIL, MEC/SEMT, Parâmetros Curriculares Nacionais do Ensino Médio. Brasília, 1999.

CHASIN, J. A miséria brasileira: 1964-1994: Do golpe militar à crise social. Santo André, SP: Estudos e Edições Ad Hominem, 2000.

BRASIL. O Integralismo de Plínio Salgado: Forma de Regressividade no Capitalismo Híper-tardio. 2ed. Belo Horizonte: Una Editoria, São Paulo: Estudos e edições Ad Hominem, 1999.

LEHER, R. Um novo senhor da educação? A política educacional do Banco Mundial para a periferia do capitalismo. Revista Outubro. No3. São Paulo, 1999.

MAZZEO, A. C. Estado e burguesia no Brasil: origens da autocracia burguesa. São Paulo: Cortez, 1997.

PANIAGO, Cristina. O controle do capital: uma impossibilidade objetiva. Serviço Social e Sociedade. No64. São Paulo: Cortez, 2000.

PRADO Jr., C. Formação do Brasil contemporâneo. São Paulo: Brasiliense, 1999.

BRASIL. A Revolução Brasileira: Perspectivas em 1977. São Paulo: Brasiliense, 1977.

PRADO Jr., C. História Econômica do Brasil. São Paulo: Brasiliense, 1976.

TONET, I. Democracia ou Liberdade? Maceió: edufal, 2004.

Publicado
2008-12-15
Como Citar
Moreira, L. A. L. (2008). Educação e a questão do (sub)desenvolvimento brasileiro. ETD - Educação Temática Digital, 7(1), 78-95. https://doi.org/10.20396/etd.v7i1.597