Banner Portal
O surgimento tardio da universidade brasileira
PDF

Palavras-chave

Universidade. Centralização. Liberdade.

Como Citar

ORSO, P. J. O surgimento tardio da universidade brasileira. ETD - Educação Temática Digital, Campinas, SP, v. 3, n. 1, p. 1–13, 2008. DOI: 10.20396/etd.v3i1.676. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/etd/article/view/676. Acesso em: 5 mar. 2024.

Resumo

Este artigo procura explicitar os motivos pelos quais, segundo a ótica de Roque Spencer Maciel de Barros, a instituição universitária foi criada tão tardiamente no Brasil. A partir da perspectiva liberal, procura explicar porque passamos pela colônia e pelo Império sem universidade, que só viria a ser criada 45 anos após à proclamação da República, quando no Peru, por exemplo, a Universidade de São Marcos, foi criada já no século XVI, em 1551. 

https://doi.org/10.20396/etd.v3i1.676
PDF

Referências

BARROS, R.S.M. de. A Ilustração Brasileira e a Idéia de Universidade. São Paulo: Convívio / Edusp, 1986. 440 p.

BARROS, R.S.M. de. Roque Spencer e a história das idéias no Brasil. Jornal da Tarde. 11/04/87.

Idem. p. 55. Roque Spencer escreve este texto em 1963.

BARROS, R.S.M. de. A ilustração brasileira revisitada. In: BARROS, R.S.M. de. Estudos Brasileiros. Londrina: Ed. UEL, 1997. p. 59-70.

BARROS, R.S.M. de. O desenvolvimento da idéia de Universidade no Brasil. In: BARROS, R.S.M. de. Estudos Brasileiros. Londrina: Ed. UEL, 1997. p.49-58.

BARROS, R.S.M. de. O germanismo nos fins do Império. In: BARROS, R.S.M. de. Estudos Brasileiros. Londrina: Ed. UEL, 1997. p. 221-230.

BARROS, R.S.M. de. As faculdades do Império e a renovação intelectual. In: BARROS, R.S.M. de. Estudos Brasileiros. Londrina: editora da UEL, 1997. p. 231-236.

BARROS, R.S.M. de. Júlio de Mesquita Filho e o pensamento liberal. In: BARROS, Roque S. M. de. Estudos Liberais. Londrina: Editora da UEL, 1997. p. 125-134.

MESQUITA FILHO, J. de. A crise nacional. São Paulo: Seção de Obras de O Estado de S. Paulo, 1925. 92p.

A ETD - Educação Temática Digital utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.