Banner Portal
Geração e aplicação do conhecimento para a inovação: visões sobre a mudança do paradigma de produção
PDF

Palavras-chave

Informação e conhecimento. Ambientes de inovação. Redes de conhecimento. Políticas de inovação. Tecnologias da informação e comunicação. Desenvolvimento organizacional.

Como Citar

BERTON, Mônica Aparecida Martinicos de Abreu; MATTOS, Fernando. Geração e aplicação do conhecimento para a inovação: visões sobre a mudança do paradigma de produção. ETD - Educação Temática Digital, Campinas, SP, v. 9, n. 1, p. 49–68, 2008. DOI: 10.20396/etd.v9i1.738. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/etd/article/view/738. Acesso em: 16 jun. 2024.

Resumo

Este artigo apresenta um panorama sobre os conceitos relacionados à informação e ao conhecimento, em especial sobre sua agregação aos processos de produção de bens e serviços de natureza inovadora. Apresenta, ainda, um conjunto de reflexões sobre o processo de inovação e suas conexões com o desenvolvimento econômico e social, identificando as principais características dos ambientes mais apropriados para a geração de inovações, bem como as estratégias para estimulá-las. Para situar o tema, foram abordados alguns aspectos do processo a que se convencionou chamar de globalização, enquanto fenômeno social e econômico que permeia o debate sobre as novas formas de produção, cada vez mais demandantes de geração e agregação de conhecimento a bens e serviços. Nesse contexto, discute-se a influência da rápida evolução das tecnologias da informação e comunicação (TIC) sobre os processos de geração do conhecimento e de produção de bens e serviços, colocando em evidência os principais requisitos de estímulo ao desenvolvimento sócio-econômico, configurados em políticas públicas apropriadas ao incentivo da atividade produtiva. Sobre isso, é feita uma breve análise da atual Política Industrial, Tecnológica e de Comércio Exterior – PITCE e de um de seus mecanismos de estímulo à inovação, a recentemente aprovada Lei de Inovação. 

https://doi.org/10.20396/etd.v9i1.738
PDF

Referências

BARRETO, A. Os destinos da informação: entre o cristal e a chama. Informação e Sociedade, João Pessoa, v. 9, n. 2, p. 371-382, 1999.

BOLAÑO, C. R. S. Trabalho intelectual, comunicação e capitalismo. A re-configuração do fator subjetivo na atual reestruturação produtiva. Revista da Sociedade Brasileira de Economia Política, SEP, São Paulo, v.11, n. 11, p. 79-102, dez. 2002.

BOLAÑO, C. R.; MATTOS, F. Conhecimento e informação na atual reestruturação produtiva: para uma crítica das teorias da Gestão do Conhecimento, DataGramaZero. Revista da Ciência da Informação, v.5, n. 3, jun. 2004.

CASSIOLATO, J. E. A economia do conhecimento e as novas políticas industriais e tecnológicas, In: LASTRES, H. M. M.; ALBAGLI, S. Informação e globalização na Era do conhecimento. Rio de Janeiro. 1999. Campus. P. 164-190

CASTELLS, M., A era da informação: economia, sociedade e cultura, , 3. ed. [s.l.]: Paz e Terra, 2001. p. 17, v. 2.

CASTRO, A. B. A rica fauna da política industrial e a sua nova fronteira. Revista Brasileira de Inovação, Rio de Janeiro, v. 1, n. 2, p. 253-274, jul./dez. 2002.

CHESNAIS, F. Globalisation against development: liberalisation, deregulation and privatisation as antithetic to growth. CONFERÊNCIA INTERNACIONAL SOBRE SISTEMAS DE INOVAÇÃO E ESTRATÉGIAS DE DESENVOLVIMENTO PARA O TERCEIRO MILÊNIO – GLOBELICS, 1, Rio de Janeiro [Anais...] Rio de Janeiro. Nov/2003

CHESNAIS, F. Uma análise da seleção das inovações no quadro do sistema capitalista. Elementos para um estudo completo. Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento. Brasília: CNPq. UNESCO, 1983, 175 p.

DEMANTOVA, C. A.; LONGO, R. A gestão do conhecimento e a inovação tecnológica, Revista TransInformação, Campinas, v. 13, n. 2, p. 93-110, jul./dez. 2001.

FREEMAN, C. The learning economy and international inequality in the globalizing learning economy. Londres: London Pinter, c1992, p. 147-162

GALBRAITH, J. K. O novo Estado Industrial. 3. ed. São Paulo: Nova Cultural, 1988. Coleção Os Economistas.

IANNI, O. Teorias da globalização. 11. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2003, p. 272

LASTRES, H. M. M.; ALBAGLI, S. Chaves para o terceiro milênio na era do conhecimento. In: LASTRES, H. M. M. Informação e globalização na Era do Conhecimento. 3. ed. Rio de Janeiro: Campus, 1999, p. 7-26.

LASTRES, H. M. M.; CASSIOLATO, J. E. Novas políticas na Era do Conhecimento: o foco em arranjos produtivos e inovativos locais, Revista Parcerias Estratégicas, Brasília, n. 17, set. 2003.

LASTRES, H. M. M.; FERRAZ, J. C. Economia da informação, do conhecimento e do aprendizado. In: LASTRES, H. M. M.; Informação e Globalização na Era do Conhecimento. Rio de Janeiro: Campus. 1999. p. 27-57.

LE COADIC, Y. F. O objeto a informação. In: LE COADIC, Y. F. A ciência da Informação. Brasília: Briquet de Lemos, 1996. p.4-13.

LEMOS, C. Inovação na Era do Conhecimento. In: LASTRES, H. M. M.; ALBAGLI, S. Informação e globalização na Era do Conhecimento, 3. ed. Rio de Janeiro: Campus, 1999, p. 122-144

LÉVY, P. A inteligência coletiva: por uma antropologia do ciberespaço. 2. ed. São Paulo: Loyola, 1999. 212p.

LUNDVALL, B. A. Innovation policy in the globalizing learning economy. In: ARCHIBUGI, D.; LUNDVALL, B. A. The globalizing learning economy. London Pinter, c1992, p. 273-291

MARQUES, I. C. O Brasil e a abertura dos mercados: o trabalho em questão, 2. ed. Rio de Janeiro: Contraponto, 2002. p.103.

MATTOS, F. Sociedade pós-industrial e sociedade informacional: apontamentos de uma revisão bibliográfica, Revista de Economia Política de las Tecnologias de la Información y Comunicación, v. 7, n. 1, ene./abr. 2005.

MORAIS, R. Filosofia da ciência e da tecnologia, 6. ed. Campinas: Papirus, 1997, p. 45.

NYHOLM, J. et al. Innovation policy in the knowledge-based economy – can theory guide policy making? In: ARCHIBUGI, D.; LUNDVALL, B. A. The globalizing learning economy. Londres: London Pinter, 1992c, p. 253-272.

SCHUMPETER, J. Teoria do desenvolvimento econômico: uma investigação sobre lucros, capital, crédito, juro e ciclo econômico, 3. ed. São Paulo: Nova Cultural, 1988. (Coleção Os Economistas).

SFEZ, L. Informação, saber e comunicação. Informare, Cadernos do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação, Rio de Janeiro, v. 2, n. 1, p. 5-13, jan./jun. 1996.

TORRICO, E. R. Designaciones sobre la sociedad tecnologizada: las visiones predominantes y su crítica, Revista de Economia Política de las Tecnologias de la Información y Comunicación, v.6, n. 1, ene./abr. 2004.

ZACKIEWICZ, M. Coordenação e organização da inovação: perspectivas do estudo do futuro e da avaliação em ciência e tecnologia, Revista Parcerias Estratégicas, Brasília, n. 17, p. 193-214, set/2003.

A ETD - Educação Temática Digital utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.