Trabalho fonoaudiológico com gagueira numa perspectiva discursiva: um estudo de caso

Autores

  • Gabriela Valle Vasconcelos Universidade Católica de Pernambuco
  • Maria Janaina Alencar Sampaio Universidade Católica de Pernambuco

DOI:

https://doi.org/10.20396/etd.v9i1.752

Palavras-chave:

Gagueira. Discurso. Linguagem.

Resumo

Tendo em vista a carência de estudos que contemplem a gagueira do ponto de vista discursivo, faz-se mister dar continuidade às pesquisas relacionadas a essa temática abordada por Azevedo (2000), em seu estudo acerca do funcionamento discursivo do sujeito gago. Sua pesquisa toma como base teórica, à teoria interacionista em aquisição de linguagem e a análise de discurso de linha francesa. A primeira embasa sua concepção a respeito da origem da gagueira e seu funcionamento enquanto linguagem e a segunda é utilizada como instrumento de análise, haja vista que Azevedo compreende a gagueira como atravessada pela ideologia. Neste trabalho nos propomos a fazer uma análise de um caso clínico de gagueira, observando as relações discursivas que se estabelecem entre terapeuta e paciente e como estas podem interferir no deslizamento ou não do discurso do sujeito gago, à luz dos estudos de Nadia Azevedo (2000), mestre em Fonoaudiologia, que se propõe a olhar a gagueira como um problema discursivo, diretamente relacionado às condições de produção.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gabriela Valle Vasconcelos, Universidade Católica de Pernambuco

Graduada em Fonoaudiologia pela Universidade Católica de Pernambuco - UNICAP, em Psicologia pela Universidade Federal de Pernambuco - UFPE e Especializada em Patologias da Linguagem pela UNICAP. Atualmente Mestranda em Letras na Universidade Federal da Paraíba - UFPB. Tem experiência como Intérprete de Língua Brasileira de Sinais e em fonoterapia, atuando principalmente nas áreas de linguagem e audiologia educacional.

Maria Janaina Alencar Sampaio, Universidade Católica de Pernambuco

Fonoaudióloga graduada pela UNICAP; com Especialização em Patologias da Linguagem - UNICAP; Psicóloga graduada pela UFPE; mestranda em Letras pela UFPB.

Referências

AZEVEDO, N. P. S. G. Uma análise discursiva da gagueira: da alienação na língua ao silenciamento. 2000. 127f. Dissertação (Mestrado em Fonoaudiologia) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2000.

AZEVEDO, N. P. S. G.; FREIRE, R. M. Trajetórias de silenciamento e aprisionamento na língua: o sujeito, a gagueira e o Outro. In: FRIEDMAN, S.; CUNHA, M.C. (Org.). Gagueira e subjetividade: possibilidades de tratamento. Porto Alegre: Artmed, 2003. p. 145-160.

DE LEMOS, C. T. G. Desenvolvimento da linguagem e processo de subjetivação. Campinas: DL-IEL-UNICAMP, 1999. 27p.

DE LEMOS, C. T. G. Língua e discurso na teorização sobre aquisição da linguagem. Letras de hoie. Porto Alegre, v.30, n. 4, p. 9-28. 1995.

DE LEMOS, C. T. G. Los processos metafóricos y metonímicos como mecanismos de cambio. Substratum, n.1, p. 121-135. 1992.

DE LEMOS, C. T. G. Processos metafóricos e metonímicos: seu estatuto descritivo e explicativo na aquisição da língua materna. São Paulo, 1999. (Mimeogr.).

DE LEMOS, C. T. G. Uma abordagem sócio-construtivista da aquisição de linguagem: um percurso e muitas questões. In: ENCONTRO NACIONAL DE AQUISIÇÃO DA LINGUAGEM, 1, 1989, Porto Alegre. [Anais...] Porto Alegre:[s.n.], 1989. p.61-76.

DE LEMOS, C. T. G. Sobre aquisição de linguagem e seu dilema (pecado) original. Boletim da Abralin, Recife, n. 3 , p. 11-23. 1982.

DOR, J. Introdução à leitura de Lacan. Porto Alegre: Artes Médicas. 1992.

LlER-DE-VITTO, M. F. Os monólogos da criança: delírios na língua. São Paulo: EDUC, 1998. p. 22.

ORLANDI, E. Interpretação: autoria, leitura e efeitos do trabalho simbólico. Vozes: Rio de Janeiro, 1996. p.22.

SAUSSURE, F. Curso de lingüística geral. Cultrix: São Paulo. 1987.

Downloads

Publicado

2008-11-14

Como Citar

VASCONCELOS, G. V.; SAMPAIO, M. J. A. Trabalho fonoaudiológico com gagueira numa perspectiva discursiva: um estudo de caso. ETD - Educação Temática Digital, Campinas, SP, v. 9, n. 1, p. 361-374, 2008. DOI: 10.20396/etd.v9i1.752. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/etd/article/view/752. Acesso em: 31 out. 2020.