Banner Portal
Letramento e surdez: a visualização das palavras
PDF

Palavras-chave

Linguagem. Surdez. Letramento visual.

Como Citar

GESUELI, Zilda Maria; MOURA, Lia de. Letramento e surdez: a visualização das palavras. ETD - Educação Temática Digital, Campinas, SP, v. 7, n. 2, p. 110–122, 2008. DOI: 10.20396/etd.v7i2.796. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/etd/article/view/796. Acesso em: 16 abr. 2024.

Resumo

Este trabalho propõe um novo olhar sobre o processo de letramento de alunos surdos e sobre a noção de texto, enfatizando a importância do aspecto visual da leitura-escrita como um fator constitutivo desse processo. Dada a característica visual da língua de sinais, a imagem apresenta-se de forma significativa no processo de construção de conhecimento desses alunos. A língua de sinais constitui-se como traço identitário co-relacionado à cultura, portanto, o dizer na língua de sinais constitui a base para o encontro com o objeto escrito na sala de aula. Neste contexto, torna-se necessário, portanto, refletir sobre a concepção de texto e nos distanciarmos da noção de escrita como representativa da oralidade, o que nos afasta de uma concepção grafocêntrica da escrita e nos leva a considerar as ações que se fazem com e sobre a língua (no caso, o português escrito) como práticas discursivas. Nesta perspectiva, o letramento visual apresenta-se como um fator de extrema relevância no processo de escolarização de surdos. 

https://doi.org/10.20396/etd.v7i2.796
PDF

Referências

BAKHTIN, M. Os gêneros do discurso. In: BAKHTIN, M. Estética da criação verbal. Trad. Michel Lahud e Yara Frateschi Vieira. São Paulo: Martins Fontes, 1997.

CORRÊA, M. L. G. Testemunhos singulares e dialogia na análise de textos escritos. Trabalho apresentado no Seminário Reflexões sobre Aquisição da Escrita. IEL/Unicamp,1997.

GESUELI, Z. M. A criança surda e o conhecimento construído na interlocução em língua de sinais. 1998, Tese (Doutorado em Educação) - Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1998.

LODI, A . B. C.; HARRISON, K. M. P.; CAMPOS, S. R. L. Letramento e Surdez: um olhar sobre as particularidades dentro do contexto educacional. In: LODI, A . B. C.; HARRISON, K. M. P.; CAMPOS, S. R. L.; TESKE, O. (Orgs.). Letramento e Minorias. Porto Alegre: Mediação, 2002.

MAINGUENEAU, D. Novas Tendências em Análise do Discurso. Campinas: Pontes. 1987/89.

McCLEARY, L. E. Aspectos de uma modalidade mediada por computador. 1996, Tese - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 1996.

ORLANDI, E. Identidade Lingüística Escolar. In: Signorini, I. (Org.). Língua(gem) e Identidade: elementos para uma discussão no campo aplicado. Campinas, SP: Mercado de Letras; São Paulo: Fapesp, 2001.

REILY, L. H. Imagens: o lúdico e o absurdo no ensino de arte para pré-escolares surdos. In: SILVA, I. R.; KAUCHAKJE, S.; GESUELI, Z. M. (Orgs.). Cidadania, surdez e linguagem. São Paulo: Plexus. 2003.

SKLIAR, C. A pergunta pelo outro da língua; a pergunta pelo mesmo da língua. In: LODI, A . B. C.; HARRISON, K. M. P.; CAMPOS, S. R. L.; TESKE, O. (Orgs.). Letramento e Minorias. Porto Alegre: Mediação, 2002.

SOFIATO, C. G. O Desafio da representação pictórica da Língua de Sinais Brasileira. 2005. Dissertação (Mestrado em Artes Visuais) - Instituto de Artes da Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2005.

SOUZA, L. M. T. M. de. Para uma ecologia da escrita indígena: a escrita multimodal Kaxinawá. In: Signorini, I. (Org.). Investigando a relação oral/escrito. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2001.

VYGOTSKY, L. S. Problems of General Psychology (Trad.). The Collected Works of L.S.Vygotsky – Vol. 1. Nova York, Plenum Press, 1987.

A ETD - Educação Temática Digital utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.