Banner Portal
A visão histórica da in(ex)clusão dos surdos nas escolas
PDF

Palavras-chave

Educação de surdos. História surda. Inclusão/exclusão.

Como Citar

STROBEL, Karin Lilian. A visão histórica da in(ex)clusão dos surdos nas escolas. ETD - Educação Temática Digital, Campinas, SP, v. 7, n. 2, p. 245–254, 2008. DOI: 10.20396/etd.v7i2.806. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/etd/article/view/806. Acesso em: 16 abr. 2024.

Resumo

A história do povo surdo mostra que por muitos séculos de existência, a pedagogia, as políticas e muitos outros aspectos próprios têm sido elaborados sempre sob uma perspectiva dos ouvintes e não dos surdos que, quase sempre, são ignorados e desvalorizados como sujeitos e profissionais que podem contribuir a partir de suas capacidades inerentes e de sua diferença: a de ser surdo. Desta maneira, a ‘inclusão’ de sujeitos surdos nas escolas, tendo-se a língua portuguesa como principal forma de comunicação, faz-nos questionar se a inclusão significa integrar o surdo realmente. Na verdade, a palavra correta para as experiências desenvolvidas não é ‘inclusão’, e sim uma forçada ‘adaptação’ com a situação do dia-a dia dentro de sala de aula. 

https://doi.org/10.20396/etd.v7i2.806
PDF

Referências

BRASIL. Ministério da Justiça. Secretaria Naiconal dos Direitos Humanos. Declaração de Salamanca e linha de ação. Brasília: CORDE, 1997.

BRASIL. Diretrizes e Bases da Educação Nacional - LEI 9394-96. Brasília: Congresso Nacional. DOU 23/12/96. Acessível no site http://www.mp.pe.gov.br/procuradoria/caops/caop_infancia/Lei_9394_96.htm. Acessado em 04/05/2006.

FERNANDES, S. F. Surdez e Linguagem: é possível o diálogo entre as diferenças? Dissertação (mestrado em ....)- Faculdade de ... UFSC, Curitiba, 1998.

FOUCAULT, M. História da Loucura. São Paulo: Editora Perspectiva, 2002.

LANE, H. A Máscara da Benevolência: a comunidade surda amordaçada. Lisboa: Instituto Piaget, 1992.

QUIRÓS, J. B.; GUELER, F.S. La Comunicacíon humana y su patología: Ensayo histórico hasta 1900. Buenos Aires, Argentina: Casa Ares, 1966.

STROBEL, K. L. Projeto de mestrado Surdos: Vestígios Culturais não registrados na Historia, Florianópolis, UFSC, 2006.

SKLIAR, C. A forma visual de entender o mundo. In Educação para todos. Revista especial, SEED/DEE. Curitiba: Editora Expediente, 1998

RADUTZKY, E. . Dizionario bilíngüe elementare della língua italiana dei segni. Roma, Itália: Edizioni Kappa, 1992.

RÉE, J. Os deficientes auditivos são uma nação a parte? Inglaterra, 2005. Disponível em: http://noticias.uol.com.br/midiaglobal/prospect/2005/03/ult2678.jhtm. Acessado em: 24/07/2005.

A ETD - Educação Temática Digital utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.