(Trans)formação da docência: contribuições das experiências de vida à formação inicial de professores

  • Vanessa Therezinha Bueno Campos Universidade Federal de Uberlândia
  • Fernanda Duarte Araújo Silva Universidade Federal de Uberlândia
Palavras-chave: Docência. Formação de professores. Educação.

Resumo

Esse relato de uma experiência realizada na disciplina Didática Geral, oferecida aos cursos de licenciatura na Universidade Federal de Uberlândia, objetiva compreender o universo dos processos de formação inicial de professores a partir da autoformação. A proposta do Projeto de Docência é apresentada no início do semestre enquanto instrumento reflexivo, visando à assunção da profissão docente. Constatamos nos primeiros momentos que a elaboração de tal documento provoca resistências; entretanto, uma vez superadas as dificuldades iniciais, o mergulho em busca de si é inevitável – os estudantes descobrem que o sentido do aprendizado está no próprio viver. Apesar de a proposta de desenvolvimento do Projeto de (trans)formação para a docência ser comum às diferentes turmas, em semestres variados, a produção de cada uma delas apresenta resultados singulares. A ênfase está no reconhecimento tanto dos saberes formais externos aos indivíduos quanto dos saberes subjetivos/não formalizados que as pessoas transportam consigo, os quais são tecidos em suas experiências de vida, de acordo com contextos socioculturais diversificados. Depreendemos que as narrativas (auto)biográficas, ao longo do processo de formação de professores, fornecem elementos valiosos para a autorreflexão de alunos e professores, além de possibilitarem a intervenção problematizadora do formador sobre concepções, crenças e saberes dos licenciandos em relação à docência, ao promoverem a sua (trans)formação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vanessa Therezinha Bueno Campos, Universidade Federal de Uberlândia

Pós-doutorado em Educação - Universidade de São Paulo (USP), São Paulo, SP -  Brasil. Professora Associada da Faculdade de Educação e do Programa de Pós-Graduação - Universidade Federal de Uberlândia (UFU) - Uberlândia, MG - Brasil. 

Fernanda Duarte Araújo Silva, Universidade Federal de Uberlândia
Doutorado em Educação - Universidade Federal de Uberlândia (UFU) - Uberlândia, MG - Brasil. Professora Adjunta do Instituto de Ciências Humanas do Pontal (ICHPO) - Universidade Federal de Uberlândia (UFU) - Uberlândia, MG - Brasil.

Referências

ALVES, N. As redes de conhecimentos e as relações professoras-alunos/alunas: sobre a ideia de “docente coletivo” ou os “docentes-discentes”. In: COLÓQUIO LUSO-BRASILEIRO SOBRE QUESTÕES CURRICULARES, 3., 2006, Braga. Anais... Braga: Universidade do Minho, 2006.

ARROYO, M. G. Ofício de mestre: imagens e autoimagens. Petrópolis: Vozes, 2007.

ARROYO, M. G. Currículo, território em disputa. Petrópolis: Vozes, 2013.

BENJAMIN, W. Experiência e pobreza. In: BENJAMIN, W. Magia e técnica, arte e política: ensaios sobre literatura e história cultural. São Paulo: Brasiliense, 1994.

BENJAMIN, W. O narrador – considerações sobre a obra de Nikolai Leskov. In: BENJAMIN, W. Magia e técnica, arte e política: ensaios sobre literatura e a história da cultura. São Paulo: Brasiliense, 1987, p. 197-221. (Obras Escolhidas, v. 1).

BOSI, E. Memória e sociedade: lembrança de velhos. São Paulo: TA Queiróz/EDUSP, 1983.

CAMPOS, Á. de. Sou eu. In: PESSOA, F. Poesias de Álvaro de Campos. Fernando Pessoa, 1944. Lisboa: Ática, 1993.

CAMPOS, V. T. B.; SILVA, F. D. Projeto de formação para a docência: contribuições à constituição da identidade docente. In: QUILLICI, A.; SILVA, F.; SOUZA, V. (Org.). Formação de professores: perspectivas e contradições. Uberlândia: Composer, 2015.

CAMPOS, V. T. B. Marcas indeléveis da docência no ensino superior: representações relativas a docência no ensino superior de pós-graduandos de instituições federais de ensino superior. 2010. Tese (Doutorado em Educação) - Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2010. Disponível em: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/48/48134/tde-14062010-123952/pt-br.php . Acesso em: 20 janeiro 2017.

CATANI, D. B.; BUENO, B. O. SOUZA, M. C. C. C.; SOUSA, C. P. de (Org.). Docência, memória e gênero: estudos sobre formação. São Paulo: Escrituras, 1997.

CUNHA, M. I. da. O professor universitário na transição de paradigmas. Araraquara: TM, 1998.

DELORY-MOMBERGER, C. Les histoires de vie: de l’invention de soi au projet de formation. Paris: Anthropos, 2004.

DOMINICÉ, P. Histoire de vie comme processus de formation. Paris: L’Harmattan, 2000.

FERRAROTTI, F. Sobre a autonomia do método biográfico. In: NÓVOA, A.; FINGER, M. O método (auto)biográfico e a formação. Lisboa: MS/DRHS/CFAP, 1988.

FONSECA, S. G. Ser professor no Brasil. Campinas: Papirus, 1997.

FONSECA, S. G. Aprender a contar, a ouvir, a viver: as narrativas como processo de formação. In: VEIGA, I. P. A. (Org.). Técnicas de ensino: novos tempos, novas configurações. Campinas: Papirus, 2006.

FREIRE, P. Educação é um ato político. Cadernos de Ciências, Brasília, n. 24, p. 21-22, jul./ago./set. 1991.

FREIRE, P. Pedagogia do oprimido. 50. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2011.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1996.

FREIRE, P.; SHOR, I. Medo e ousadia. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

GARCIA, C. M. Formação de professores: para uma mudança educativa. Porto: Porto Editora, 1999.

HALBWACHS, M. La mémorie collective. Paris, PUF, 1956.

JOSSO, M.-C. Experiências de vida e formação. Tradução de José Claudino e Júlia Ferreira. São Paulo: Cortez, 2005.

LARROSA, J. Notas sobre narrativa e identidade. In: ABRAHÃO, M. H. M. B. (Org.). A aventura (auto)biográfica: teoria e empiria. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2004.

ORLANDI, E. P. A linguagem e seu funcionamento: as formas do discurso. Em Aberto, Brasília, v. 14, n. 61, p. 53-59, 1994.

PESSOA, F. Poesias de Álvaro de Campos. Lisboa: Ática, 1993.

PIMENTA, S. G. Formação de professores: identidade e saberes da docência. In: PIMENTA, S. G. (Org.). Saberes pedagógicos e atividade docente. São Paulo: Cortez, 1999, p. 19-26.

PUIG, J. M. Ética e valores: métodos para um ensino transversal. São Paulo: Casa do Psicólogo, 1998.

NICOL, Eduardo. El porvenir de la filosofia. México: Fondo de Cultura: Económica, 1997.

NÓVOA, A.; FINGER, M. O método (auto)biográfico e a formação. Lisboa: MS/DRHS/CFAP, 1988.

NÓVOA, A. (Org.). Vidas de professores. Porto: Porto Editora, 1992a.

NÓVOA, A. (Org.). Os professores e sua formação. Lisboa: Dom Quixote, 1992b.

RIOS, T. Compreender e ensinar: por uma docência da melhor qualidade. São Paulo: Cortez, 2001.

ROSA, J. G. Estas estórias. 3. ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1985.

ROSA, J. G. Grande sertão: veredas. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1986.

SOUSA, C. P. Percursos de formação nas memórias de docentes universitários: In: SOUSA, C. P. Educação e Linguagem, São Bernardo do Campo, ano 8, n. 11, p. 105-122, jan./jun. 2005.

SOUZA, E. C. de. O conhecimento de si: estágio e narrativas de formação de professores. Rio de Janeiro: DP&A; Salvador: UNEB, 2006.

TARDIF, M. Os professores enquanto sujeitos do conhecimento: subjetividade, prática e saberes do magistério. In: CANDAU, V. M. (Org.). Didática, currículo e saberes escolares. Rio de Janeiro: DP&A, 2000.

Publicado
2019-01-08
Como Citar
Campos, V. T. B., & Silva, F. D. A. (2019). (Trans)formação da docência: contribuições das experiências de vida à formação inicial de professores. ETD - Educação Temática Digital, 21(1), 242-258. https://doi.org/10.20396/etd.v21i1.8650510
Seção
Relato de Experiência