Sentidos de espacialidade enquanto dimensão formativa

uma incursão filosófica no fenômeno das migrações

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/etd.v23i3.8664094

Palavras-chave:

Espacialidade, Migrações, Dimensão formativa

Resumo

Este ensaio aborda sentidos de espacialidade como uma dimensão formativa seja na academia seja em relação ao fenômeno das migrações. Partimos da compreensão de estarmos desde sempre situados hermeneuticamente e isto tem como base fundamental a espacialidade. Em termos da fenomenologia hermenêutica a espacialidade conjuga espaço e tempo de modo próprio, porquanto se orienta pelo sentido de ser-no-mundo. Nosso propósito é o de pensar alguns aspectos deste fenômeno considerando este exercício filosófico-conceitual já como exercício de pensamento de caráter formativo. Logo, as questões fundamentais são: Em que medida uma via de acesso filosófico-conceitual pode ser formativa? O que nos faz pensar?

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Adecir Pozzer, Secretaria de Estado da Educação Santa Catarina

Doutor em Educação pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) com período Sanduíche - Universidade de Salamanca, Espanha. Assistente técnico-pedagógico da Secretaria de Estado da Educação, Coordenador da Educação Básica FONAPER.

Rosana Silva de Moura, Universidade Federal de Santa Catarina

Doutora em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Professora Associada da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Referências

ESCUDERO, Jesús Adrián. Guía de lectura de Ser y tiempo de Martin Heidegger (vol. 1) Barcelona: Herder Editorial, 2016.

FLICKINGER, Hans-Georg. Herança e futuro do conceito de formação – Bildung. Revista Educação e Sociedade. Campinas, v. 32, n. 114, p. 151-167, jan.-mar 2011.

GADAMER, Hans-Georg. Verdade e método. Traços fundamentais de uma hermenêutica filosófica. Tradução Flávio Paulo Meurer. Petrópolis, RJ: Vozes, 1997.

GADAMER, Hans-Georg. Hermenêutica em retrospectiva. Tradução Marco Antônio Casanova. Petrópolis, RJ: Vozes, 2009.

GADAMER, Hans-Georg. El giro hermenêutico. Traducción Arturo Parada. Madrid: Ediciones Catedra, 2007.

GRONDIN, Jean. Hermenêutica. Tradução Marcos Marcionilo. São Paulo: Parábola, 2012.

HEIDEGGER, Martin. Ser e Tempo. Tradução Fausto Castilho. Campinas, SP: Editora da Unicamp; Petrópolis RJ: Editora Vozes, 2012a. (Edição Bilíngue)

HEIDEGGER, Martin. Ontologia: Hermenêutica da faticidade. Tradução Renato Kirchner. Petrópolis, RJ: Vozes, 2012b.

HEIDEGGER, Martin. Ensaios e conferências. Tradução Emmanuel Carneiro Leão, Gilvan Fogel, Márcia Sá Cavalcante Schuback. 6. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2010.

HEIDEGGER, Martin. Os conceitos fundamentais da metafísica: mundo, finitude, solidão. Tradução Marco Antônio Casanova. 2. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2011.

HEIDEGGER, Martin. Introdução à Filosofia. Tradução Marco Antônio Casanova. São Paulo: Martins Fontes, 2008.

MALLARD, Suzana. Estrangeiridade e vulnerabilidade psíquica. Algumas contribuições psicanalíticas. Dissertação (Mestrado em Psicologia). Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2013.

MASSCHELEIN, Jan; SIMONS, Maarten. Em defesa da escola: uma questão pública. Trad. Cristina Antunes. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2013.

MENEZES, Marilda Aparecida de. Migrações e Mobilidades: Repensando Teorias, Tipologias e Conceitos. In: TEIXEIRA, Paulo Eduardo; BRAGA, Antonio Mendes da Costa; BAENINGER, Rosana (Org.). Migrações: implicações, passadas, presentes e futuras. Marília: Oficina Universitária; São Paulo: Cultura Acadêmica, 2012, p. 21-40.

PALMER, Richard. Hermenêutica. Tradução Maria Luísa Ribeiro Ferreira. Lisboa: Edições 70, 2006.

RAMOS, Antonio. Entre las líneas. Gadamer y la pertinência de traducir. Madrid: Visor, 2000.

SARAMAGO, Ligia. A “topologia do ser”: lugar, espaço e linguagem no pensamento de Martin Heidegger. Rio de Janeiro: Ed. PUC-Rio; São Paulo: Loyola, 2008.

STEIN, Ernildo. Racionalidade e existência: O ambiente hermenêutico e as Ciências humanas. 2. ed. Ijuí: Ed. Unijuí, 2008.

STEIN, Ernildo. Compreensão e finitude: estrutura e movimento da interrogação heideggeriana. Ijuí: Editora UNIJUÍ, 2001.

TEIXEIRA, Paulo Eduardo; BRAGA, Antonio Mendes da Costa; BAENINGUER, Rosana Apresentação. In: TEIXEIRA, Paulo Eduardo; BRAGA, Antonio Mendes da Costa; BAENINGUER, Rosana (Org.). Migrações: implicações passadas, presentes e futuras. Marília: Oficina Universitária, São Paulo: Cultura acadêmica, 2012. p. 7-21.

Downloads

Publicado

2021-08-12

Como Citar

POZZER, A.; MOURA, R. S. de . Sentidos de espacialidade enquanto dimensão formativa: uma incursão filosófica no fenômeno das migrações. ETD - Educação Temática Digital, Campinas, SP, v. 23, n. 3, p. 592–604, 2021. DOI: 10.20396/etd.v23i3.8664094. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/etd/article/view/8664094. Acesso em: 28 out. 2021.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)