Política de formação de professores: desafios no contexto da crise atual

Autores

  • Maria de Fátima Rodrigues Pereira Universidade do Contestado
  • Elza Margarida de Mendonça Peixoto Universidade Estadual de Londrina

DOI:

https://doi.org/10.20396/rho.v9i33e.8639536

Palavras-chave:

História. Trabalho. Educação. Formação de professores

Resumo

Nas últimas três décadas, a formação e o trabalho de professores tem sido objeto dedebates, pesquisas, políticas, regulamentações. O tema, hoje, sem dúvida, adquiriucentralidade quando tratamos da educação formal e vem sendo tratado no conjunto dasreformas curriculares, das políticas de avaliação, das de financiamento produzidas nocontexto histórico da reorganização produtiva do capital monopolista. Sobre ele muito temsido escrito no Brasil e em outros países. Este texto insiste no estudo deste tema a quemuitos já se dedicaram. Mas, suas autoras, que o vêm pesquisando já algum tempo,examinam-no segundo a perspectiva teórica marxista que tem no constructo modo deprodução uma das suas categorias centrais. Na ordem burguesa, educação e trabalho dizemrespeito a interesses antagônicos: aos do capital e aos do trabalho, pois, tanto podemconcorrer para manterem a ordem social como para superá-la. Organizamos da seguintemaneira este estudo: 1. Política de formação de professores inscrita no modo de produçãocapitalista; 2. Contexto histórico e tendências atuais nas políticas de formação e dotrabalho docente; 3. Desafios históricos à formação e ao trabalho dos professores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria de Fátima Rodrigues Pereira, Universidade do Contestado

Doutora em Filosofia e História da Educação pela Universidade Estadual de Campinas. Membro dos Grupos Historia, Sociedade e Educação no Brasil - HISTEDBR, Marxismo, História, Tempo Livre e Educação - MHTLE e de Políticas Educacionais e Movimentos Sociais (UnC).

Elza Margarida de Mendonça Peixoto, Universidade Estadual de Londrina

Doutora em Filosofia e História da Educação pela Universidade Estadual de Campinas. Membro dos Grupos Historia, Sociedade e Educação no Brasil - HISTEDBR, Marxismo, História, Tempo Livre e Educação - MHTLE e de Políticas Educacionais e Movimentos Sociais (UnC).

Referências

ANTUNES, Ricardo. Os sentidos do trabalho. Ensaio sobre a afirmação e a negação do trabalho. São Paulo: Boitempo Editorial, 2003.

FRIGOTTO, Gaudêncio. A produtividade da escola improdutiva. São Paulo: Cortez, 1984.

GRAMSCI, Antonio. Concepção dialética da história. Rio de janeiro: Civilização Brasileira, 1989.

MARX, Karl. Contribuição à crítica da economia política. São Paulo: Martins Fontes, 1983.

MARX, Karl. Manuscritos econômico - filosóficos. Lisboa: Edições 70,1975.

MARX, Karl. Manifesto comunista. Org. e introdução de Osvaldo Coggiola. São Paulo: Boitempo Editorial, 1999.

SAVIANI, Dermeval. Educação: do senso comum à consciência filosófica. Campinas: Autores Associados, 2002.

Downloads

Como Citar

PEREIRA, M. de F. R.; PEIXOTO, E. M. de M. Política de formação de professores: desafios no contexto da crise atual. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 9, n. 33e, p. 216–224, 2012. DOI: 10.20396/rho.v9i33e.8639536. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8639536. Acesso em: 1 out. 2022.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>