Breves reflexões sobre as primeiras escolas normais no contexto educacional brasileiro, no século XIX

Autores

  • Angela Maria Souza Martins UNIRIO NEB/NEPHEB

DOI:

https://doi.org/10.20396/rho.v9i35.8639621

Palavras-chave:

Escola Normal. História das Instituições Escolares. Cultura Pedagógica

Resumo

Este trabalho investiga o processo de instituição das Escolas Normais brasileiras, no séculoXIX. Consideramos que a Escola Normal foi um ethos onde se desenvolveu uma culturapedagógica, que resulta de representações e valores, responsáveis pela construção daidentidade do professor primário brasileiro. Essa cultura pedagógica resulta do encontro dasubjetividade com a objetividade, ou seja, decorre das condições sociais, econômicas,políticas e culturais das diferentes conjunturas históricas, mas também produzrepresentações que instauram práticas e procedimentos pedagógicos que interferem narealidade social e histórica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Angela Maria Souza Martins, UNIRIO NEB/NEPHEB

Professora Associada 4, aposentada, da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO).

Referências

ACCÁCIO, Liéte de Oliveira. Instituto de Educação do Rio de Janeiro: a história da formação do professor primário. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 1993.

AZEVEDO, Fernando de. A cultura brasileira. São Paulo: Melhoramentos, 1953.

BRASIL. Lei Couto Ferraz. Decreto n° 133, de 17 de fevereiro de 1854.

BRASIL. Decreto Lei n° 8.025, de 16 de março de 1881.

COSTA, Emília Viotti. Da Monarquia à República: momentos decisivos. São Paulo: Brasiliense, 1985.

FAORO, Raymundo. Os Donos do Poder. Rio de Janeiro: Ed. Globo, 1987. v.1

FORQUIN, Jean Claude. Escola e Cultura: as bases epistemológicas do conhecimento escolar. Porto Alegre, RS: Artes Médicas, 1993.

GRAMSCI, Antonio. Literatura e vida nacional. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1978.

GRAMSCI, Antonio. Cadernos do Cárcere. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2001.

LUZURIAGA, Lorenzo. História da educação e da Pedagogia. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1969.

RIO DE JANEIRO. Lei n° 10 , de 4 de abril de 1835. Dispõe sobre a organização do ensino normal e estabelece as normas de ingresso nesta modalidade de ensino. Rio de Janeiro, 1835.

SILVEIRA, Alfredo Baltazar. História do Instituto de Educação. Rio de Janeiro: Prefeitura do Distrito Federal, 1954.

VILLELA, Heloisa de Oliveira Santos. A primeira Escola Normal do Brasil: uma contribuição à história da formação de professores. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal Fluminense, Niterói, 1990.

Downloads

Como Citar

MARTINS, A. M. S. Breves reflexões sobre as primeiras escolas normais no contexto educacional brasileiro, no século XIX. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 9, n. 35, p. 173–182, 2012. DOI: 10.20396/rho.v9i35.8639621. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8639621. Acesso em: 26 maio. 2022.

Edição

Seção

Artigos