As categorias pedagógicas no Brasil barroco: um estudo sobre os sermões jesuíticos

Autores

  • Ana Palmira Bittencourt Santos Casimiro Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia – UESB

DOI:

https://doi.org/10.20396/rho.v9i36.8639639

Palavras-chave:

Brasil. Ordens Religiosas. Jesuítas. Evangelização. Categorias Pedagógicas

Resumo

No século XVIII, uma mentalidade comum, conformada pela religião e pela estéticabarroca reinava, uniformizando pensamentos e crenças. Como agentes dessas ideologias ementalidades, estavam o Estado Português, que agia como elemento regulador dasociedade, e a Igreja Católica, que educava e evangelizava. O presente trabalho analisa asrelações entre a religião católica e a educação no Brasil Colonial, a partir de sermõesjesuíticos. Dos textos, foram extraídas e agrupadas categorias pedagógicas, advindas dateologia moral e bastante usadas naquele tempo, como: bons e maus exemplos, medos eameaças, moderação e dosagem nos conteúdos. A análise indica que os sermões proferidospelos padres da Companhia de Jesus adquiriam várias tonalidades: advertências,comparações, acusações, admoestações, exortações, conselhos e persuasão. Tudo isso nomais puro estilo barroco, o mais adequado para ser compreendido naquele tempo e lugar.Tais categorias pedagógicas foram eficazes na conscientização dos senhores para melhorpreservação da mão-de-obra escrava, para submissão dos povos dominados e para acatalização de conflitos decorrentes daquela sociedade violenta, tendo em vista “Dilatar aFé e o Império”.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Palmira Bittencourt Santos Casimiro, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia – UESB

Doutora em Educação, professora da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia – UESB.

Referências

ANTONIL, André João. Cultura e Opulência do Brasil. Est. Bibliogr. Por Affonso Taunay; notas de Fernando Sales. Belo Horizonte: Itatiaia; São Paulo: EDUSP. 1982 (Reconquista do Brasil; nova série; v. 70).

ÁVILA, Afonso. O Lúdico e as Projeções do Mundo Barroco. São Paulo: Perspectiva, 1980. (Debates).

BENCI, Jorge. Economia Cristã dos Senhores no Governo dos Escravos (livro brasileiro de 1700) (Estudo preliminar) Pedro de Alcântara Figueira; Claudinei M.M. Mendes. São Paulo: Grijalbo, 1977.

BÍBLIA DE JERUSALÉM. São Paulo: Paulus, 1995.

CASIMIRO, Ana Palmira B.S. Economia Cristã dos Senhores no Governo dos Escravos: uma proposta pedagógica jesuítica no Brasil colonial. Salvador: Faculdade de Educação/UFBA, 2002 (Tese de doutoramento).

HOORNAERT, Eduardo. A Cristandade durante a Primeira Época Colonial. In: Hoornaert, Eduardo et al. História da Igreja no Brasil. Tomo II, v. 1. Petrópolis, Vozes, 1983.

HOORNAERT, Eduardo. A Evangelização do Brasil Durante a Primeira Época Colonial. In: Hoornaert, Eduardo et al. História da Igreja no Brasil. Tomo II, v. 1. Petrópolis, Vozes, 1983.

ORDENAÇÕES FILIPINAS: LIVRO II e III. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian/Fac-símile. (Ed.) Cândido Mendes de Almeida. Rio de Janeiro, 1870.

ROCHA, Manoel Ribeiro. O Etíope Resgatado, Empenhado, Sustentado, Corrigido, Instruído, Libertado: discurso teológico-jurídico sobre a libertação dos escravos no Brasil. (1758). (Introd. e notas) Paulo Suess. Petrópolis: Vozes; São Paulo: CEHILA, 1992.

VAINFAS, Ronaldo Trópico dos Pecados: moral sexualidade e inquisição no Brasil Colonial. Rio de Janeiro: Campus, 1989.

VIDE, Dom Sebastião Monteiro da. Constituições Primeiras do Arcebispado da Bahia. (Impressas em Lisboa no ano de 1719, e em Coimbra em 1720). São Paulo: Tip. 2 de Dezembro, 1853.

VIEIRA, Antônio (S.J.) Sermões Prégados no Brasil II: A Vida Social e Moral na Colônia. (Org. e notas) Hernani Cidade. v. III. Lisboa: República Portuguesa; Ministério das Colônias; Divisão de Publicações e Bibliotecas; Agência Geral das Colônias. 1940.

Downloads

Como Citar

CASIMIRO, A. P. B. S. As categorias pedagógicas no Brasil barroco: um estudo sobre os sermões jesuíticos. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 9, n. 36, p. 38–56, 2012. DOI: 10.20396/rho.v9i36.8639639. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8639639. Acesso em: 16 maio. 2022.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)