Civilidade, legislação e escolarização primária em Minas Gerais: a organização da instrução pública (1835-1889)

Autores

  • Renata Fernandes Maia de Andrade Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (CEFET-MG)
  • Carlos Henrique de Carvalho Universidade Federal de Uberlândia (UFU)

DOI:

https://doi.org/10.20396/rho.v12i46.8640086

Palavras-chave:

Minas Gerais. Educação Primária. Civilidade. República

Resumo

Este trabalho tem o propósito de fazer algumas análises sobre o processo deregulamentação do ensino primário em Minas Gerais, a partir da legislação relativa àorganização da instrução pública entre 1835 a 1889. O foco central da discussão recai,desta forma, na análise da legislação mineira do período que, a nosso ver, buscoudisseminar o sentido de civilidade via escola. É de longa data a presença dessadiscussão no âmbito da historiografia brasileira, principalmente aquela devotada aosestudos sobre a realidade educacional mineira do século XIX, que provocou uma sériede debates e polêmicas, ocupando boa parte das pesquisas em torno da educaçãoescolar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Renata Fernandes Maia de Andrade, Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (CEFET-MG)

Mestre em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Uberlândia (UFU). Professora do Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais.

Carlos Henrique de Carvalho, Universidade Federal de Uberlândia (UFU)

Doutor em História pela Universidade de São Paulo (USP). Professor do Programa de Pós-Graduação em Educação e da Faculdade de Educação da Universidade Federal de Uberlândia (UFU).

Referências

ALMEIDA, José Ricardo Pires de. Instrução Pública no Brasil (1500-1889): História e Legislação. São Paulo: EDUC, 2000.

AZEVEDO, Antonio Carlos do Amaral. Dicionário de Nomes, Termos e Conceitos Históricos. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1999.

BARROS, Roque Spencer Maciel de. A Ilustração Brasileira e a Idéia de Universidade. São Paulo: FFCL/USP, 1959.

BASTOS, Maria Helena Camara Bastos. O Ensino Monitoral/mútuo no Brasil (1827-1854). In: STEPHANOU, Maria, BASTOS, Maria Helena Camara. Histórias e Memórias da Educação no Brasil. Vol. II, século XIX. Petrópolis: Vozes, 2005.

BUENO, José Antônio Pimenta. Direito Público Brasileiro e Análise da Constituição do Império. Brasília: Senado Federal, 1978.

CAMPOS, Helena Guimarães, FARIA, Ricardo de Moura. História de Minas Gerais. Belo Horizonte: Lê, 2005

CARVALHO, José Murilo de. A Construção da Ordem/Teatro de Sombras. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2003.

COSTA, Emília Viotti da. Da Monarquia a República: Momentos Decisivos. São Paulo: UNESP, 1999.

ELIAS, N. O Processo Civilizador: uma história dos costumes. Vol. I. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1994.

FARIA FILHO, L. M. de, RESENDE, F. M. História da Política Educacional em Minas Gerais no Século XIX: Os Relatórios dos Presidentes da Província. Revista Brasileira de História da Educação. Campinas: Autores Associados, n.o 2, jul/dez 2001.

FARIA FILHO, Luciano Mendes de. A Legislação Escolar como Fonte para a História da Educação: Uma tentativa de Interpretação. In.: VIDAL, Diana Gonçalves.

GONDRA, José Gonçalves, FARIA FILHO, Luciano Mendes de. DUARTE, Regina Horta. Educação, Modernidade e Civilização: Fontes e Perspectivas de Análise. Belo Horizonte: Autêntica, 1998.

FARIA FILHO, Luciano Mendes de. Instrução Elementar no século XIX. In.: LOPES, Eliane Marta Teixeira, FARIA FILHO, Luciano Mendes de, VEIGA, Cynthia Greive (orgs.). 500 Anos de Educação no Brasil. Belo Horizonte: Autêntica, 2003a

FARIA FILHO, Luciano Mendes de. O Processo de Escolarização em Minas Gerais: Questões Teórico-metodológicas e Perspectivas de Análise. In.: VEIGA, Cynthia Greive, FONSECA, Tais Nívea de Lima e. (orgs.). Historia e Historiografia da Educação no Brasil. Belo Horizonte: Autêntica, 2003b.

HOLLANDA, Sérgio Buarque de. História Geral da Civilização Brasileira: O Brasil Monárquico. Tomo II, vol. I. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1997.

INÁCIO, Marcilaine Soares, ROSA, Walquíria Miranda, SALES, Zeli Efigênia Santos de, FARIA FILHO, Luciano Mendes de. Escola, Política e Cultura: A Instrução Elementar nos Anos Iniciais do Império Brasileiro. Belo Horizonte: Argvmentvem, 2006.

MATTOS, I. R. O Tempo de Saquarema. São Paulo: HUCITEC, 2004.

MOURÃO, Paulo Krüger Corrêa. O Ensino em Minas Gerais no Tempo do Império. Belo Horizonte: Centro Regional de Pesquisas Educacionais, 1959.

MUNIZ, Diva do Couto Gontijo. Construindo diferenças: a escolarização de meninos e meninas nas minas oitocentistas (1834-1889). In.: LOPES, Ana Amélia. Borges,

GONÇALVES, Irlen Antônio, FARIA FILHO, Luciano Mendes de, XAVIER, Maria do Carmo. (orgs.). História da Educação e Minas Gerais. Belo Horizonte: FHCL/FUMEC, 2002.

PAULA, João Antônio de. Raízes da Modernidade em Minas Gerais. Belo Horizonte: Autêntica, 2000.

PETITAT, André. Produção da Escola Produção da Sociedade: Análise Sócio-histórica de Alguns Momentos Decisivos da Evolução Escolar no Ocidente. Porto Alegre: Artes Médicas, 1994.

SARAIVA, Luiz Fernando. Estrutura de Terras e Transição do Trabalho em um Grande Centro Cafeeiro, Juiz de Fora 1870-1900. Anais do X Seminário sobre a Economia Mineira. Belo Horizonte: CEDEPLAR/UFMG, 2002.

SIMÃO, André Luciano. Minas Gerais e o Congresso Agrícola de 1878: Demandas, Temores e Percepções dos Produtores Rurais Mineiros. Anais do XI Seminário sobre Economia Mineira. Belo Horizonte: CEDEPLAR/UFMG, 2004.

TORRES, J. C. de O. História de Minas Gerais. Belo Horizonte: Lemi, Brasília: INL, v. 2 1980.

Downloads

Como Citar

ANDRADE, R. F. M. de; CARVALHO, C. H. de. Civilidade, legislação e escolarização primária em Minas Gerais: a organização da instrução pública (1835-1889). Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 12, n. 46, p. 278–292, 2012. DOI: 10.20396/rho.v12i46.8640086. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8640086. Acesso em: 25 jan. 2022.

Edição

Seção

Artigos