As datas significativas e o lugar de memória na formação docente inicial – reflexões pertinentes

Autores

  • Rosimar Serena Siqueira Esquinsani Universidade de Passo Fundo / UPF

DOI:

https://doi.org/10.20396/rho.v12i45.8640141

Palavras-chave:

Datas Significativas. Lugar de Memória. Formação Inicial

Resumo

O texto propõe reflexões sobre as datas significativas (comemorativas) a partir de três ênfases: como conteúdo da formação docente inicial; enquanto lugar de memória, e enquanto mecanismo para a constituição da identidade discente.  Parte, para tanto, de uma pesquisa embasada na observação participante - e nos correlatos registros no diário de campo -, realizada ao longo de seis anos (2005-2010) na docência da disciplina de Fundamentos Metodológicos do Ensino de História para a educação infantil e anos iniciais de escolarização.  Nesta direção, apresenta algumas dificuldades encontradas para o trato com o tema, com foco voltado para as questões metodológicas.  Como conclusão, reitera as datas significativas como espaços de afirmação identitária, dignas de um olhar mais atento por parte de qualquer programa de formação docente inicial.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rosimar Serena Siqueira Esquinsani, Universidade de Passo Fundo / UPF

Professora Titular I da Universidade de Passo Fundo, atuando no Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade de Passo Fundo.

Referências

AZEVEDO, Patrícia Bastos de. O desafio do ensino de história nas séries iniciais e a questão do nacionalismo. Atos de Pesquisa em Educação. Blumenau: FURB, vol. 5, n. 3, p. 338-355, 2010.

BURKE, Peter. O que é história cultural? Tadução de Sérgio Goes de Paula. 2. ed. Rio de Janeiro: J. Zahar, 2008. 215 p.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Esperança: um reencontro com a Pedagogia do Oprimido. 11a ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2003. 245 p.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 37. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2008. 148 p.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. 47. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2008b. 213 p.

HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. Tradução de Tomaz Tadeu da Silva e Guacira Lopes Louro. 11. ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2006, 102p.

LARROSA, Jorge. Tecnologias do Eu e educação. In: SILVA, Tomaz Tadeu da. (Org.) O sujeito da educação: estudos foucaultianos. Petrópolis: Vozes, 1994, pp. 35-87.

LEAL, Elisabete da Costa. O calendário republicano e a festa cívica do descobrimento do Brasil em 1890: versões de história e militância positivista. História. Franca: UNESP, vol. 25, n. 2, p. 64-93, 2006.

MAY, Tim; CORTES, Soraya Maria Vargas (Rev.) Pesquisa social: questões, métodos e processos. Tradução de Carlos Alberto Silveira Netto Soares. 3. ed. Porto Alegre: ARTMED, 2004. 288 p.

MENEZES, Renata de Castro. Celebrando São Besso ou o que Robert Hertz e a Escola Francesa de Sociologia têm a nos dizer sobre festas, rituais e simbolismo. Religião e Sociedade. Rio de Janeiro: Instituto de Estudos da Religião, vol. 29, n. 1, p. 179-199, 2009.

NORA, Pierre. Entre memória e história: a problemática dos lugares. Revista Projeto História. São Paulo: PUC, vol. 10, p. 07-28, 1993.

PISTRAK, Mousei Mikhaylovich. Fundamentos da escola do trabalho. Tradução de Daniel Aarão Reis Filho. 2. ed. São Paulo: Expressão Popular, 2002. 224p.

SILVA, Helenice Rodrigues da. Rememoração/comemoração: as utilizações sociais da memória. Revista Brasileira de História. São Paulo: Associação Nacional de História - ANPUH, vol. 22, n. 44, p. 425-438, 2002.

SIROTA, Régine. Primeiro os amigos: os aniversários da infância, dar e receber. Educação e Sociedade. Campinas: Unicamp, vol. 26, n. 91, p. 535-562, 2005.

VEIGA, Cynthia Greive; GOUVEA, Maria Cristina Soares. Comemorar a infância, celebrar qual criança? Festejos comemorativos nas primeiras décadas republicanas. Educação e Pesquisa. São Paulo: USP, vol. 26, n. 1, p.135-160, 2000.

VIGOTSKY, Lev. S. Pensamento e linguagem. Tradução de Jefferson Luis Camargo. 3. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2005. 194 p.

Fontes documentais:

Diários de campo produzidos entre março de 2005 e dezembro de 2010

Downloads

Publicado

2012-06-08

Como Citar

ESQUINSANI, R. S. S. As datas significativas e o lugar de memória na formação docente inicial – reflexões pertinentes. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 12, n. 45, p. 128–138, 2012. DOI: 10.20396/rho.v12i45.8640141. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8640141. Acesso em: 29 jul. 2021.

Edição

Seção

Artigos