Banner Portal
O ensino de matemática na Escola Normal da Corte (1876-1889)
PDF

Palavras-chave

Ensino de Matemática. Formação de professores. Escola Normal. Século XIX

Como Citar

SOARES, Flávia dos Santos. O ensino de matemática na Escola Normal da Corte (1876-1889). Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 13, n. 54, p. 128–143, 2014. DOI: 10.20396/rho.v13i54.8640173. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8640173. Acesso em: 22 abr. 2024.

Resumo

No século XIX várias foram as iniciativas de selecionar candidatos ao magistério primário no Brasil. Dentre os modelos existentes estão a nomeação de professores por concursos públicos e, por outro lado, as tentativas de formação pelas Escolas Normais. Na cidade do Rio de Janeiro, a criação de uma escola normal ocorreu somente em 1880, após uma longa trajetória de lutas e embates. O objetivo deste texto é investigar quais eram as diretrizes para o ensino de Matemática na Escola Normal da Corte, locus de formação criado para substituir a nomeação de professores por concurso. Neste artigo são feitas considerações sobre os conteúdos de Matemática ministrados, os professores e as obras didáticas usadas como referência na constituição de saberes para esse novo modelo de formação de professores.
https://doi.org/10.20396/rho.v13i54.8640173
PDF

Referências

BASTOS, Maria Helena Câmara. O ensino mútuo no Brasil (1808-1827). In: BASTOS, Maria Helena Câmara; FARIA FILHO, Luciano Mendes de (Orgs). A escola elementar no século XIX: o método monitorial/ mútuo. Passo Fundo: Ediupf, 1999. p. 95-118.

CORRÊA, Rosa Lydia Teixeira. O livro escolar como fonte de pesquisa em História da Educação. Cadernos Cedes, Campinas, ano XIX, n. 52, p. 11-24, nov. 2000.

GOMES, Maria Laura Magalhães. Um livro didático da França iluminista: a Aritmética de Condorcet. Zetetikè, Campinas, v.9, n. 15-16, p. 119-153, jan./dez. 2001.

HENRIQUES, Helena Castanheira. Os livros de Matemática durante a monarquia: um breve roteiro. In: MOREIRA, Darlinda; MATOS, José Manuel (Orgs.). História do Ensino da Matemática em Portugal: Actas do XIII Encontro de Investigação em Educação Matemática. Beja: Sociedade Portuguesa de Ciências da Educação, 2005. p. 181-198.

JULIA, Dominique. A cultura escolar como objeto histórico. Tradução de Gizele de Souza. Revista Brasileira de História da Educação. Campinas, n. 1, p. 9-43, jan./jun. 2001.

KULESZA, Wojciech Andrzej. A institucionalização da Escola Normal no Brasil (1870-1910). Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, Brasília, v. 79, n.193, 1998, p. 63-71.

LEMOS, Renato. Benjamin Constant: vida e história. Rio de Janeiro: Topbooks. 1999.

LÔBO, Yolanda Lima. A Escola Normal da Corte: tensões entre a realidade e o proclamado. In: CHAVES, Miriam Waidenfeld; LOPES, Sonia de Castro (Orgs.). Instituições educacionais da cidade do Rio de Janeiro: um século de história (1850-1950). Rio de Janeiro: Mauad; FAPERJ, 2009, p.83-99.

MANCINI, Ana Paula Gomes; MONARCHA, Carlos. Escola normal da corte (1876-1889): contribuição para o estudo das instituições de formação de professores no Império. CONGRESSO BRASILEIRO DE HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO, II. Anais ..., Natal, 2002, paginação irregular. Disponível em: www.sbhe.org.br/novo/congressos/cbhe2/pdfs/Tema3/0339.pdf. Acesso em: 21 de abril de 2010.

MANCINI, Ana Paula Gomes; MONARCHA, Carlos. Escola normal da corte (1876/1889): um estudo por meio de fontes documentais. Marília, 2005. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Filosofia e Ciências, Universidade Estadual Paulista, Marília, 2005.

MENDES, Teixeira. Benjamin Constant: esboço de uma apreciação sintética da vida e obra do Fundador da República Brazileira. Rio de Janeiro: Imprensa Nacional, 1937.

MIORIM, Maria Ângela. Introdução à história da Educação Matemática. São Paulo: Atual, 1998.

NASCIMENTO, Demilson Benedito do. A Geometria e o Princípio da Complementaridade: análise de concepções. ENCONTRO BRASILEIRO DE ESTUDANTES DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO MATEMÁTICA, XIV. Anais..., Campo Grande, 2010, paginação irregular. Disponível em: http://ebrapem.mat.br/inscricoes/trabalhos/GT02_Nascimento_TA.pdf. Acesso em: 5 de março de 2011.

NÓVOA, Antônio. Para o estudo sócio-histórico da gênese e desenvolvimento da profissão docente. Teoria & Educação, Porto Alegre, n. 4, p. 109-139, 1991.

NÓVOA, Antônio. O passado e o presente dos professores. In: NÓVOA, Antônio (Org.). Profissão Professor. 2. ed. Porto: Porto Editora, 1999, p.13-34.

OTTONI, Cristiano Benedito.Autobiografia. Brasília: Editora da Universidade de Brasília, 1983.

SCHUBRING, Gert. Pesquisar sobre a história do ensino da matemática: metodologia, abordagens e perspectivas. In: MOREIRA, Darlinda; MATOS, José Manuel (Orgs.) História do Ensino da Matemática em Portugal: Actasdo XIII Encontro de Investigação em Educação Matemática. Beja: Sociedade Portuguesa de Ciências da Educação, 2005, p. 5-20.

SERRASQUEIRO, José Adelino. Tratado Elementar de Arithmetica. 20. ed. Coimbra: Livraria Central de J. Diogo Pires – Sucessoras, 1919.

UEKANE, Marina Natsume. Instrutores da Milícia cidadã: a Escola Normal da Corte e a profissionalização de professores primários (1854-1889).Rio de Janeiro, 2008. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2008.

VALENTE, Wagner Rodrigues. Uma História da Matemática Escolar no Brasil (1730-1930). São Paulo: Annablume/Fapesp, 1999.

VECHIA, Ariclê; LORENZ,Karl Michael (Orgs). Programa de Ensino da Escola Secundária Brasileira:1850-1951.Curitiba/PR: Editora do Autor, 1998.

VILLELA, Heloísa. O mestre-escola e a professora. In: LOPES, Eliana Marta Teixeira; FARIA FILHO, Luciano Mendes; VEIGA, Cynthia Greive. 500 anos de educação no Brasil. 3. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2003, p. 95-144.

VILLELA, Heloísa. A primeira escola normal do Brasil: concepções sobre a institucionalização da formação docente no século XIX. In:ARAUJO, José Carlos Souza; FREITAS, Anamaria Gonçalves Bueno de; LOPES, Antônio de Pádua Carvalho (Orgs.). As escolas normais no Brasil: do Império à República. Campinas: Alínea, 2008, p.217-231.

ZUIN, Elenice de Souza Lodron. Da régua e do compasso: as construções geométricas como um saber escolar no Brasil. Belo Horizonte, 2001. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2001.

Revista HISTEDBR On-line utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.