Educação das relações étnico-raciais negras: atuação de professores da rede pública de ensino da região de Sorocaba-SP

  • Marcos Francisco Martins UFSCar (Universidade Federal de São Carlos) - Campus Sorocaba
  • Adriana Varani UFSCar campus Sorocaba
  • Ademir Barros dos Santos Uniso
  • Lucimara Aparecida Feliciano da Rocha Centro Cultural Quilombinho.
  • Marilda Aparecida Corrêa conselho Municipal do Negro de Sorocaba-SP
Palavras-chave: Educação étnico-racial. Ensino de história e cultura afro-brasileira. Lei 10.639/03.

Resumo

O presente artigo apresenta e analisa os resultados de uma pesquisa realizada na região de Sorocaba-SP com 171 professores da rede pública de educação básica. O objetivo da investigação foi saber como ocorre a atuação dos professores em relação às questões étnico-raciais em seu trabalho pedagógico nas escolas. A coleta de dados foi realizada por meio de um questionário produzido e aplicado pelos participantes de um curso de extensão planejado e desenvolvido, no segundo semestre de 2012, por docentes da UFSCar, juntamente com lideranças da comunidade negra da região. Os dados colhidos foram analisados a partir da relação com as delimitações legais e orientações institucionais atualmente existentes. Entre os resultados apresentados, destaca-se o fato de que a atuação dos professores com a história e a cultura afro-brasileira nas escolas da região tem ocorrido, mas ainda de forma pouco planejada, com iniciais pontuais e carentes de estruturação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcos Francisco Martins, UFSCar (Universidade Federal de São Carlos) - Campus Sorocaba
Professor Adjunto da UFSCar - Campus Sorocaba-SP -, bolsista de produtividade em pesquisa do CNPq e Coordenador do Mestrado em Educação da UFSCar Campus Sorocaba. Graduado em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas - PUCCAMP (1993), com mestrado (1999) e doutorado (2004) em Filosofia e História da Educação pela Universidade Estadual de Campinas – UNICAMP. Trabalhou na Unifal (Universidade Federal de Alfenas) - Campus Poços de Caldas, foi Coordenador do Programa de Mestrado em Educação do Unisal (2006-2007) e Editor da Revista de Ciências da Educação (de 2007 a 2010). Tem experiência na área da pesquisa em Educação com ênfase em seus fundamentos. A partir do legado teórico-metodológico de Antonio Gramsci, dialoga com temas relacionados às teorias da educação escolar e não escolar.
Adriana Varani, UFSCar campus Sorocaba
Doutora em Educação pela Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas (FE-Unicamp), professora adjunta da UFSCar – Sorocaba.
Ademir Barros dos Santos, Uniso
Coordenador da Câmara de Preservação Cultural do Núcleo de Cultura Afro-Brasileira – NUCAB - da Uniso (Universidade de Sorocaba), membro dos Conselhos Deliberativo da SCB 28 de Setembro e Superior da Fundação Cafuné.
Lucimara Aparecida Feliciano da Rocha, Centro Cultural Quilombinho.
Graduada em Educação Física e educadora do Centro Cultural Quilombinho, em Sorocaba-SP.
Marilda Aparecida Corrêa, conselho Municipal do Negro de Sorocaba-SP
Formada pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Sorocaba, atua junto aos Conselhos Municipais da Mulher e do Negro, bem como desenvolve atividades educativas junto ao Centro Cultural Quilombinho.

Referências

BRASIL - MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO (MEC). Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações Étnico-Raciais e para o ensino da História e Cultura Afro-Brasileira e Africana. Parecer CNE/CP 3/2004, de 10 de março de 2004. Disponível em: http://www.uel.br/projetos/leafro/pages/arquivos/DCN-s%20-%20Educacao%20das%20Relacoes%20Etnico-Raciais.pdf Acessado em 12.11.2012.

BRASIL – MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO (MEC). Orientações e Ações para a Educação das Relações Étnico-raciais. Brasília-DF: 2006. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/dmdocuments/orientacoes_etnicoraciais.pdf. Acessado em: 11.09.2012.

BRASIL – MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO (MEC). Plano Nacional de Implementação das Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações Étnico-raciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-brasileira e Africana da Educação. Brasília-DF: 2009. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?Itemid=913&catid=194%3Asecad-educacao-continuada&id=13788%3Adiversidade-etnico-racial&option=com_content&view=article. Acessado em 07.10.2012.

BRASIL – MINISTÉRIO DA SAÚDE (MS). Raças e etnias – saúde e prevenção nas escolas. Brasília-DF: 2011. (Coleção “Adolescentes e Jovens para a Educação entre Pares”, do Projeto Saúde e Prevenção nas Escolas - SPE). Disponível em: http://www.slideshare.net/elosdasaude/sade-e-preveno-nas-escolas-raa-e-etnia. Acessado em: 10.01.2013

CASHMORE, Ellis. Dicionário de relações étnicas e raciais. São Paulo: Selo Negro, 2000.

CERVO, Amado Luiz e BERVIAN, Pedro Alcino. Metodologia científica: para uso dos estudantes universitários. São Paulo: McGraw-Hill, 1976, 158p.

DOMINGUES, Petrônio José. Negros de Almas Brancas? A Ideologia do Branqueamento no Interior da Comunidade Negra em São Paulo, 1915-1930. Estudos Afro-Asiáticos, Ano 24, no 3, 2002, p. 563-599. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/eaa/v24n3/a06v24n3.pdf. Acessado em 09.08.2011.

FERNANDES, Florestan. A integração do negro na sociedade de classes. 3. ed. São Paulo: Ática, 1978.

GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4a edição. São Paulo: Atlas, 2002.

GOMES, Nilma Lino. Educação e relações raciais. Refletindo sobre algumas estratégias de atuação. In.: MUNANGA, Kabengele (org.). Superando o Racismo na escola. 2a edição revisada. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade, 2005, p. 143 a 154.

GUIMARÃES, Antonio Sérgio Alfredo. Democracia racial. Disponível em: http://www.fflch.usp.br/sociologia/asag/Democracia%20racial.pdf. Acessado em 10.12.12 http://www.anped.org.br/reunioes/29ra/trabalhos/trabalho/GT21-2372--Int.pdf. Acessado em: 15.07.2008.

HAUFBAUER, Andreas. Ideologia do branqueamento – racismo à brasileira? s/d. Disponível em: http://ler.letras.up.pt/uploads/ficheiros/7079.pdf. Acessado em: 02.02.2013.

LEI 10.639, de 9 de janeiro de 2003. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/2003/L10.639.htm. Acessado em: 15 de julho de 2008.

LEI no 11.645, de 10 de março de 2008. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2008/Lei/L11645.htm. Acessado em: 15 de julho de 2008.

LEI 11.738, de 16 de julho de 2008. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2008/lei/l11738.htm. Acessado em: 10 de abril de 2013.

MARTINS, Marcos Francisco. História e cultura afro-brasileira: o que os professores e os alunos aprenderam na escola pública? Revista HISTEDBR On-line, Campinas, no 33, p. 194-206, mar.2009. Disponível em: http://www.histedbr.fae.unicamp.br/revista/edicoes/33/art13_33.pdf. Acessado em 02.09.2012

MARTINS, Marcos Francisco. (org.). História dos movimentos sociais da região de Sorocaba. Holambra-SP: Setembro Editora, 2012. Disponível em: http://www.ppged.ufscar.br/mce/arquivo/pagina29/hist%C3%B3ria_dos_movimentos_sociais_da_regi%C3%A3o_de_sorocaba_-_marcos_francisco_martins_(org.).pdf. Acessado em: 12 de março de 2013.

MUNANGA, Kabengele (org.). Superando o Racismo na escola. 2a edição revisada. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade, 2005.

SANTOS, Ademir Barros dos. Religiões: a matriz africana e seus reflexos afrobrasileiros. Sorocaba-SP: Uniso (Universidade de Sorocaba), 2012.

SECRETARIA DA EDUCAÇÃO DO ESTADO DE SÃO PAULO. Currículo do Estado de São Paulo: Ciências Humanas e suas tecnologias. Coord. Geral de Maria Inês Fini; Coord. de Área por Paulo Miceli. 1a edição atualizada. São Paulo: Secretaria da Educação, 2011, 152 p. Disponível em: http://www.educacao.sp.gov.br/a2sitebox/arquivos/documentos/236.pdf. Acessado em 20.11.2012.

SECRETARIA DA EDUCAÇÃO DO ESTADO DE SÃO PAULO. Currículo do Estado de São Paulo: Linguagens, códigos e suas tecnologias. Coord. Geral de Maria Inês Fini; Coord. de Área por Alice Vieira. 2. Edição. São Paulo: Secretaria da Educação, 2011. 260 p. Disponível em: http://www.educacao.sp.gov.br/a2sitebox/arquivos/documentos/237.pdf. Acessado em: 20.11.2012.

SILVA, Aprendizagem e ensino das africanidades brasileiras. In.: MUNANGA, Kabengele (org.). Superando o Racismo na escola. 2a edição revisada. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade, 2005, p. 155 a 172.

SOUZA, Gabriela Reginato de. As horas de trabalho pedagógico coletivo (HTPCs) e a formação contínua na escola pública atual. Anais do 3o Congresso Internacional de Educação – Educação: saberes para o século XXI, de 09 a 11 de junho de 2011, UEPG. Disponível em: https://www.google.com.br/url?sa=t&rct=j&q=&esrc=s&source=web&cd=1&ved=0CDQQFjAA&url=http%3A%2F%2Fwww.isapg.com.br%2F2011%2Fciepg%2Fdownload.php%3Fid3D103&ei=zUZzUcvfO5Og0gGHoYD4BA&usg=AFQjCNHK5NCwa9u2wkljTg4fpagDqRUfaw&sig2=_k49zHXnCCg4VrXfNoL1Jg. Acessado em: 13 de março de 2013.

Publicado
2013-11-19
Como Citar
Martins, M. F., Varani, A., Santos, A. B. dos, Rocha, L. A. F. da, & Corrêa, M. A. (2013). Educação das relações étnico-raciais negras: atuação de professores da rede pública de ensino da região de Sorocaba-SP. Revista HISTEDBR On-Line, 13(52), 340-356. https://doi.org/10.20396/rho.v13i52.8640246
Seção
Artigos