Por detrás dos muros da escola: cotidiano do Grupo Escolar César Bastos (1947-1961)

Autores

  • Maria Aparecida Alves Silva Universidade Federal de Uberlândia - UFU
  • Betânia de Oliveira Laterza Ribeiro Universidade Federal de Uberlândia - UFU

DOI:

https://doi.org/10.20396/rho.v15i61.8640527

Palavras-chave:

Grupo Escolar. História da Educação. Rio Verde/GO

Resumo

O presente estudo refere-se a uma investigação sobre a História da Educação e, para tanto, visa estabelecer as características relevantes da prática educativa desenvolvida pelo Grupo Escolar César Bastos, no período de 1947 a 1961. Para tanto, parte-se dos seguintes questionamentos: Qual o sentido da distribuição espacial e da definição do tempo escolar desta instituição de ensino? O que significou para alunos, professores e diretores participar da história deste estabelecimento escolar? Como abordagem metodológica optou-se pela pesquisa qualitativa, de cunho documental, ancorada na análise das seguintes fontes: Regulamento do Ensino Primário do Estado de Goiás de 1949, Mensagens dos Governadores, documentação oficial expedida pelo Grupo Escolar e entrevistas orais realizadas com ex-alunos, ex-professoras e ex-diretoras. Este trabalho se justifica pela escassez de pesquisa acadêmica sobre essa instituição, até o momento. Assim, pode-se afirmar que as práticas educativas vivenciadas no interior desta instituição escolar em alguns momentos se aproximaram, porém em outros se distanciaram daquelas vivenciadas nos primeiros grupos escolares brasileiros.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Aparecida Alves Silva, Universidade Federal de Uberlândia - UFU

Mestra em Educação pela Universidade Federal de Uberlândia. Atualmente é acadêmica do Doutorado em Educação da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul.

Betânia de Oliveira Laterza Ribeiro, Universidade Federal de Uberlândia - UFU

Professora Adjunta IV do Curso de Pedagogia (FACIP-UFU) e do Programa de Pós-Graduação em

Educação na Universidade Federal de Uberlândia, MG. Doutora em Educação pela Universidade de São

Paulo.

Referências

BENCOSTTA, Marcus Levy Albino (org.). História da Educação, arquitetura e espaço escolar. São Paulo: Cortez, 2005.

CARVALHO, Celia Pezzola de. O difícil acesso à escola primária pública: Estado de São Paulo, 1945-1964. 230f. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, 1988.

CERTEAU, Michel de. A invenção do cotidiano: artes de fazer. Petrópolis, Rio de Janeiro: Vozes, 1994.

FARIA, Thaís Bento. Em traços de Modernidade: a história e a memória do Grupo Escolar “Hugo Simas” (Londrina – PR, 1937-1972). 190f. Dissertação (Mestrado em Educação), Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Maringá, 2010.

FARIA FILHO, Luciano Mendes de. Dos pardieiros aos palácios: cultura escolar e urbana em Belo Horizonte na Primeira República. Passo Fundo: UPF, 2000.

MENDONÇA, Zilda Gonçalves de Carvalho. A história da formação docente: a singularidade da escola normal de Rio Verde, GO (1933-1974). Goiânia: Asa, 2005.

PINTO, Rubia-Mar Nunes. Goiânia, no ‘Coração do Brasil’ (1937-1945): a cidade e a escola reinventando a nação. 364 f. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2009.

SOUZA, Rosa Fátima de. Templos de civilização: a implantação da escola primária graduada no estado de São Paulo: (1890-1910). São Paulo: Fundação Editora da UNESP, 1998.

Downloads

Publicado

2015-07-21

Como Citar

SILVA, M. A. A.; RIBEIRO, B. de O. L. Por detrás dos muros da escola: cotidiano do Grupo Escolar César Bastos (1947-1961). Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 15, n. 61, p. 274–289, 2015. DOI: 10.20396/rho.v15i61.8640527. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8640527. Acesso em: 19 out. 2021.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)