O ser e o não ser da universidade pública: o público e o privado em questão na educação superior brasileira

  • Matheus Castro da Silva Universidade Federal Fluminense
Palavras-chave: Educação Superior. Capitalismo Dependente. Estado

Resumo

Este estudo pretende investigar de que forma a Educação Superior pública se configura atualmente, levando em consideração a relação que há entre as esferas públicas e as esferas privadas em nossa sociedade. Para tanto, utilizaremos o materialismo histórico e dialético como método, em uma perspectiva para além da compreensão, mas de ação para a superação dessa realidade. Com isso, buscamos entender de que forma o Brasil está inserido na ordem mundial capitalista, que, de acordo com Autor e Autor, é de forma dependente e periférica e a maneira que isso se materializa em nossas relações sociais, neste caso, as políticas educacionais. Nesse sentido, discutir as relações entre o público e o privado na educação pública torna-se imperioso, porquanto vemos ataques cada vez maiores por parte do capital aos serviços públicos, utilizando-se do Estado, e da educação, como trincheiras avançadas no processo da luta de classes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Matheus Castro da Silva, Universidade Federal Fluminense

Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal Fluminense – Bolsista CAPES.

Referências

BOITO JUNIOR, Armando. A burguesia no Governo Lula. Crítica Marxista (São Paulo), Rio de Janeiro, v. 21, p. 52-77, 2005.

BRASIL. Ministério da Educação. O PNE 2011-2020: Metas e estratégias. Disponível em: http://fne.mec.gov.br/images/pdf/notas_tecnicas_pne_2011_2020.pdf. Acesso em: 15/07/2013.

CUNHA, Luiz Antonio. Nova reforma do Ensino Superior: a lógica reconstruída. Cadernos de Pesquisa. n.101. p.20-49. 1997.

CURY, Carlos Roberto Jamil; HORTA, José Silvério Baía; FÁVERO, Osmar. A relação educação-sociedade-estado pela mediação jurídico-constitucional. Pg. 5-30. IN: FÁVERO, O (org). A educação brasileira nas constituintes: 1823-1988. 3.ed. Campinas: Autores Associados, 2005.

FÁVERO, Maria de Lourdes de Albuquerque; SGUISSARDI, Valdemar. Quantidade / Qualidade e educação superior. Revista Educação em Questão, Natal, v. 42, n. 28, p. 61-88, jan./abr. 2012.

FERNANDES, Florestan. Sociedade de classes e subdesenvolvimento. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1968.

FERNANDES, Florestan. Universidade e desenvolvimento. Pg. 272-316. In: IANNI, O. (org.). Florestan Fernandes: sociologia crítica e militante. São Paulo: Expressão Popular, 2004.

FERNANDES, Florestan. Capitalismo dependente e classes sociais na América Latina. 4.ed. São Paulo: Global, 2009.

GREGÓRIO, José Renato Baez de. Política de pessoal docente no Governo Lula: Uma análise do REUNI na UFF e seus desdobramentos. 2011. 259f. Dissertação (Mestrado em Educação). Faculdade de Educação. UFF, Niterói. 2011.

HARVEY, David. O novo imperialismo. Trad: SOBRAL, A.; GONÇALVES, M.S. 2.ed. São Paulo: Edições Loyola, 2005.

LEHER, Roberto. Florestan Fernandes e a universidade no capitalismo dependente. Pg. 211-245. IN: FÁVERO, O. (org). Democracia e Educação em Florestan Fernandes. Campinas, Autores Associados; Niterói, Editora da UFF, 2005.

LIMA, Katia Regina de Souza. Capitalismo dependente e “Reforma universitária consentida”: a contribuição de Florestan Fernandes para a superação dos dilemas educacionais brasileiros. In: SIQUEIRA, A.C. de; NEVES, L.M.W. (orgs). Educação superior: uma reforma em processo. São Paulo: Editora Xamã, 2006.

MARINI, Ruy Mauro. Dialética da dependência, 1973 In: STEDILE, J.P.; TRASPADINI, R. (orgs.). Ruy Mauro Marini vida e obra. São Paulo: Expressão Popular, 2011.

MARX, Karl. Grundrisse – Manuscritos econômicos de 1857 e 1858: Esboços da crítica da economia política. São Paulo: Boitempo; Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 2011.

MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. Manifesto do partido comunista. São Paulo: Expressão Popular, 2008.

MINTO, Lalo Watanabe. A educação da “miséria”: particularidade capitalista e educação superior no Brasil. 2011. 326f. Tese (Doutorado em Educação). Faculdade de Educação. Unicamp, Campinas. 2011.

SGUISSARDI, Valdemar. Modelo de expansão da educação superior no Brasil: predomínio privado/mercantil e desafios para a regulação e a formação universitária. Educação e Sociedade, Campinas, vol. 29, n. 105, p. 991-1022, set./dez. 2008.

VARGAS, Hustana Maria; PAULA, Maria de Fátima Costa de; A inclusão do estudante-trabalhador e do trabalhador-estudante na Educação Superior: desafio a ser enfrentado. Avaliação, Campinas; Sorocaba, SP, v. 18, n. 2, p.459-485, jul. 2013.

Publicado
2015-10-03
Como Citar
Silva, M. C. da. (2015). O ser e o não ser da universidade pública: o público e o privado em questão na educação superior brasileira. Revista HISTEDBR On-Line, 15(63), 172-188. https://doi.org/10.20396/rho.v15i63.8641177
Seção
Artigos