Banner Portal
Tempo de educação ambiental: o espaço do meio ambiente nas aulas de História
PDF

Palavras-chave

Currículo. Educação ambiental. Ensino de história. Interdisciplinaridade

Como Citar

SANTOS, Jean Mac Cole Tavares; SOUZA, Francisco das Chagas Silva. Tempo de educação ambiental: o espaço do meio ambiente nas aulas de História. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 15, n. 66, p. 295–306, 2016. DOI: 10.20396/rho.v15i66.8643716. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8643716. Acesso em: 14 jun. 2024.

Resumo

A atual crise socioambiental caracteriza-se pela dificuldade ou impossibilidade de perceber, prever, calcular e compensar os novos riscos produzidos pela modernidade industrial e técnico-científica. Diante disso, a educação ambiental passa a ser considerada um mecanismo capaz de transformar a relação homem-natureza, instituindo ética e valores morais novos. No Brasil, ela deverá ser trabalhada como um dos temas transversais. Assim, acrescenta-se, hoje, para o professor de História, o desafio de trazer a temática ambiental para suas aulas, de forma interdisciplinar, com o objetivo de formar cidadãos críticos e com valores e atitudes capazes de empreender mudanças no atual contexto histórico em que vive.
https://doi.org/10.20396/rho.v15i66.8643716
PDF

Referências

ARRUDA, Gilmar. Consciência histórica, ensino de história e a educação ambiental. História & Ensino, Londrina, p. 113-122, ago. 2006.

BARBIERI, José Carlos. Desenvolvimento e meio ambiente. 2. ed. Petrópolis: Vozes, 1998.

BECK, Ulrich. A reinvenção da política: rumo a uma teoria da modernização reflexiva. In: GIDDENS, Anthony; BECK, Ulrich; LASH, Scott. Modernização reflexiva: política, tradição e estética na ordem social moderna. São Paulo: Ed. UNESP, 1997. p. 11-71.

BITTENCOURT, Circe M. F. Ensino de História: fundamentos e métodos. São Paulo: Cortez, 2004.

BRASIL. Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Brasília-DF, 1996. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L9394.htm Acesso em 21 jan. 2016.

BRASIL. Lei no 9.795, de 27 de abril de 1999. Dispõe sobre a educação ambiental, institui a Política Nacional de Educação Ambiental e dá outras providências. Brasília/DF, 1999. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9795.htm Acesso em 21 jan. 2016.

BRASIL. Orientações Curriculares para o Ensino Médio – Ciências Humanas e suas tecnologias. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica, 2006.

CARVALHO, Isabel C. M. F. Educação Ambiental: a formação do sujeito ecológico. São Paulo: Cortez, 2004.

CARVALHO, Ely Bergo de. A História Ambiental e a crise ambiental contemporânea: um desafio político para o historiador. Esboços, Florianópolis, v. 11, n. 11, p. 105-116, 2004.

CARVALHO, Ely Bergo de. Uma história para o futuro: o desafio da educação ambiental para o ensino de história. Revista História Hoje, v. 5, n. 14, p. 1-10, 2011.

CARVALHO, Ely Bergo de. “A natureza não aparecia nas aulas de História”: lições de educação ambiental aprendidas a partir das memórias de professores de História. História oral, v. 1, n. 15, p. 107-129, jan.-jun. 2012.

DIAS, Genebaldo F. Educação ambiental: princípios e práticas. 9. ed. São Paulo: Gaia, 2004.

FONTES, Virgínia. Reflexões im-pertinentes: história e capitalismo contemporâneo. Rio de Janeiro: Bom Texto, 2005.

GIDDENS, Anthony. As consequências da modernidade. São Paulo: UNESP, 1991.

HOBSBAWM, Eric J. Sobre História. São Paulo: Companhia das Letras, 1998.

HOBSBAWM, Eric J. A era dos extremos: o breve século XX (1914-1991). 2. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 2005.

KLABIN, Israel. A urgência do presente - biografia da crise ambiental. São Paulo, Campus-Elsevier, 2011.

LACOUTURE, Jean. A História imediata. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.

LAGROU, Pieter. A História do tempo presente na Europa depois de 1945: como se constituiu e se desenvolveu um novo campo disciplinar. Revista Eletrônica Boletim do TEMPO, Rio de Janeiro, v. 4, n. 15, 2009. Disponível em: http://ciberhistory.blogspot.com.br/2010/09/historia-do-tempo-presente-na-europa.html Acesso em: 21 jan. 2016.

LE GOFF, Jacques. História e memória. Campinas: Ed. Unicamp, 1994.

LIMA, Gustavo F. da C. Crise ambiental, educação e cidadania: os desafios da sustentabilidade emancipatória. In: BAETA, Anna Maria B.; LOUREIRO, Carlos F. B.; Educação Ambiental: repensando o espaço da cidadania. 3. ed. São Paulo: Cortez, 2005. p. 109-141.

QUINTANA, Ana Carolina; HACON, Vanessa. O desenvolvimento do capitalismo e a crise ambiental. O Social em Questão, Rio de Janeiro, v. 14, n. 25/26, p. 427-454, 2011.

MORIN, Edgar. Ciência com consciência. 9. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2005.

MORIN, Edgar. Os sete saberes necessários à educação do futuro. 11 ed. São Paulo: Cortez; Brasília-DF: UNESCO, 2006.

OLIVEIRA, Rogério R. Ações do homem e o meio ambiente. Entrevista à Editora PUC-Rio. [200-]. Disponível em: http://www.editora.vrc.puc-rio.br/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=90&sid=5 Acesso em: 21 jan. 2016.

SANTOS, Jean Mac Cole Tavares. Atualidade da história do tempo presente. Revista Historiar, Sobral, v. 1, n. 1, p. 7-13, 2009.

SOFFIATI, Arthur. A ausência da natureza nos livros didáticos de história. Revista Brasileira de História, São Paulo, v. 9, n. 19, p. 43-56, 1990.

SOFFIATI, Arthur. Algumas palavras sobre uma teoria da eco-história. Desenvolvimento e meio ambiente, Curitiba, n. 18, p. 13- 26, jul./dez., 2008.

SOUZA, Francisco das C. S. Práticas interdisciplinares: o meio ambiente nos livros didáticos de História para o Ensino Médio. In: ENCONTRO REGIONAL DE HISTÓRIA DA ANPUH-RN, 2., 2006, Caicó. Anais... Natal, ANPUH, 2006. 1 CD.

WORSTER, Donald. Para fazer história ambiental. Estudos históricos. Rio de Janeiro, v. 4, n. 8, 1991, p. 198-215.

Revista HISTEDBR On-line utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.