Banner Portal
O discurso da área de saúde sobre a educação a distância frente aos princípios da educação e trabalho
PDF

Palavras-chave

Formação profissional. Área de saúde. Educação a distância. Trabalho e educação

Como Citar

COSTA, Dalianne Lobo da; BUENO, José Lucas Pedreira; GOMES, Marco Antonio de Oliveira. O discurso da área de saúde sobre a educação a distância frente aos princípios da educação e trabalho. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 15, n. 66, p. 307–320, 2016. DOI: 10.20396/rho.v15i66.8643717. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8643717. Acesso em: 20 maio. 2024.

Resumo

O presente trabalho busca compreender a separação da educação e trabalho com as implicações para a formação teórico-prática dos graduandos da área de saúde e como a área de saúde compreende a formação pela modalidade Educação a Distância (EAD), valendo da perspectiva que trabalho e educação eram desenvolvidos indissolúveis nas sociedades primitivas e que com o surgimento da propriedade privada e da divisão de classes sociais, a educação deixou de ser desenvolvida junto com o trabalho e que a EAD surgiu para atender segmentos da classe trabalhadora desprovida dos meios de produção e do acesso à educação tradicional. Assim, buscamos desenvolver uma pesquisa documental e bibliográfica, com objetivos descritivos, abordagem qualitativa do problema e de natureza básica. Podemos considerar que a formação do profissional da área de saúde passa por desafios e deve contribuir para a melhoria da qualidade de vida da população, alicerçada pelos princípios e diretrizes SUS. Porém o modelo universitário atual, com práticas de ensino tradicionais, distancia o conhecimento do aluno das reais necessidades do processo saúde-doença da população, não sendo isso um condicionante exclusivo da EAD, mas da separação do trabalho e educação.

https://doi.org/10.20396/rho.v15i66.8643717
PDF

Referências

AMARAL, N.C. O vínculo avaliação-regulação-financiamento nas IES brasileiras: desafio para a gestão institucional. PBPAE, Porto Alegre, v.27, n.1, p. 95-108, jan./abr. 2013.

ALONSO, K. M. A expansão do ensino superior no Brasil e a EAD: dinâmicas e lugares. Rev. Educ. Soc., Campinas, v. 31, n. 113, p. 1319-1335, out./dez. 2010.

BRASIL. Decreto n°5.773, de 09 de maio de 2006. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil. Brasília, DF, 9 mai. 2006a.

BRASIL. Ministério da Educação, Ministério da Saúde. Aderência dos cursos de graduação em Enfermagem, Medicina e odontologia às diretrizes curriculares nacionais. Brasília, 162 p 2006b. Disponível em http://abeno.org.br/arquivos/downloads/download_20111215103241.pdf Acesso em: 18 fev. 2015.

BRASIL. Decreto n°6.303, de 12 de dezembro de 2007. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil. Brasília, DF, 12 dez. 2007a.

BRASIL. Referenciais de qualidade para Educação Superior a Distância. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil. Brasília, DF, ago. 2007b.

BRASIL. Portaria Normativa no 02, de 10 de janeiro de 2007, Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil. Brasília. DF, 10 jan. 2007c.

BUENO, J.L.P; GOMES, M.A.O. Uma análise histórico-crítica da formação de professores com tecnologias de informação e comunicação, Rev. Cocar, v. 6, n. 10, p. 1-19, Jun. 2012.

CAMPOS, F.E. et al. Caminhos para Aproximar a Formação de Profissionais de Saúde das Necessidades da Atenção Básica, Rev. Brasileira de Educação Médica, v. 25, n. 2, maio/ago. 2001.

FÓRUM dos Conselhos Federais da Área de Saúde. Relatório do I Seminário sobre Ensino de Graduação à Distância na Área da Saúde do Fórum dos Conselhos Federais da Área da Saúde - FCFAS. Brasília: 2011, 15 p. Disponível em http://www.cfess.org.br/arquivos/Documento_Final_EaD_03.2011.pdf Acesso em: 18 fev. 2015.

JUNIOR, J. P. B. Formação em fisioterapia no Brasil: reflexões sobre a expansão do ensino e os modelos de formação, Rev. História, Ciências, Saúde, Rio de Janeiro, v.16, n.3, p.655-668, jul./set. 2009.

PACHANE, Graziela Giusti, Políticas de formação pedagógica do professor universitário: Reflexões a partir de uma experiência. Disponível em: http://www.anped.org.br/reunioes/27/gt11/t116.pdf Acesso em: 20 abr. 2015.

PRETI, O. Educação a Distância e globalização: desafios e tendências, R. Bras. Est. pedag., Brasília, v.79, n.191, p.19-30, jan./abr. 1998.

SAVIANI, D. O trabalho como princípio educativo frente às novas tecnologias. In: SAVIANI, D. FERRETTI, Celso J. et al. (orgs.) Novas tecnologias, trabalho e educação: um debate multidisciplinar. Petrópolis: Vozes, 1994.

SAVIANI, D. Trabalho e educação: fundamentos ontológicos e históricos, Rev. Bras. Educ., ISSN 1413-2478, v.12, n.34, Rio de Janeiro, Jan./Abr. 2007.

Revista HISTEDBR On-line utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.