No rastro da escrita de professores em formação: descrever para refletir

Autores

  • Ana Paula Gonçalves Fioravante Universidade Federal do Rio Grande
  • Vanise dos Santos Gomes Universidade Federal do Rio Grande

DOI:

https://doi.org/10.20396/rho.v17i71.8643761

Palavras-chave:

Escrita reflexiva. Planejamento. Descrição.

Resumo

O presente artigo problematiza resultados de uma pesquisa em nível de mestrado, realizada junto a seis estagiárias do curso de Pedagogia, cuja temática é a escrita na formação inicial de professores. Percorrendo-se dois questionamentos básicos: quais compreensões sobre o registro reflexivo são apresentadas nas escritas dos sujeitos da pesquisa? Que possíveis contribuições exerce a escrita reflexiva na constituição de professoras em formação? As discussões estão fundamentadas a partir da contribuição de autores como Marques, Warschauer, Moraes e Galiazzi entre outros, sendo que a metodologia de análise respaldou-se na análise textual discursiva, de Moraes e Galiazzi. As ideias apresentadas são motivadas pelo título “No rastro da escrita de professores em formação: descrever para refletir”, o qual aborda o caráter descritivo do registro de professoras em formação quando na realização do estágio obrigatório do curso de Pedagogia. A partir das discussões realizadas, conclui-se que o registro reflexivo possui um caráter descritivo, o qual contribui para qualificar a avaliação e o planejamento do trabalho docente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Paula Gonçalves Fioravante, Universidade Federal do Rio Grande

Mestre em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federald o Rio Grande-FURG.

Vanise dos Santos Gomes, Universidade Federal do Rio Grande

Professora Adjunta do Instituto de Educação da Universidade federal do Rio Grande-FURG, Professora permanente do Programa de Pós-Graduação em Educação.

Referências

MARQUES, Mario Osorio; Escrever é preciso: o princípio da pesquisa / Mario Osorio Marques. - 2.ed. - Petrópolis, RJ: Vozes, 2011. – 157p.

MORAES, Roque; GALIAZZI, Maria do Carmo. Análise textual discursiva. Ijuí: Ed. Unijuí, 2007.

OSTETTO, Luciana E. Deixando marcas – a prática do registro do cotidiano da educação infantil / Luciana Esmeralda Ostetto, Eloisa Raquel de Oliveira, Virginia da silva Messina. – Florianópolis: Cidade Futura, 2001.

SAVIANI, Dermeval. Escola e Democracia. 38. ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2006.

SCHEIBE, L. Diretrizes curriculares para o curso de pedagogia: trajetória longa e inconclusa. Cadernos de Pesquisa, v. 37, n.130, p. 43-62, jan. 2007

VIEIRA, Suzane. Diretrizes curriculares para o curso de pedagogia: pedagogo, docente ou professor? Dissertação de Mestrado. Universidade Federal de Santa Catarina. Programa de Pós-Graduação em Educação, 2007.

WARSCHAUER, Cecília. A roda e o registro: uma parceria entre professor, alunos e conhecimento / Cecília Warschauer. – Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1993.

WARSCHAUER, Cecília. Rodas em rede: oportunidades formativas na escola e fora dela. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2001.

Downloads

Publicado

2017-07-13

Como Citar

FIORAVANTE, A. P. G.; GOMES, V. dos S. No rastro da escrita de professores em formação: descrever para refletir. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 17, n. 1, p. 360–372, 2017. DOI: 10.20396/rho.v17i71.8643761. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8643761. Acesso em: 18 set. 2021.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)