Banner Portal
As formas de materialização das políticas de educação integral em Rondônia
PDF

Palavras-chave

Educação integral. Rondônia. Politecnia.

Como Citar

OLIVEIRA, Marco Antonio; LÔBO, Cláudia Barbosa; FERRAZZO, Gedeli. As formas de materialização das políticas de educação integral em Rondônia. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 16, n. 69, p. 100–123, 2017. DOI: 10.20396/rho.v16i69.8644345. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8644345. Acesso em: 20 maio. 2024.

Resumo

O presente artigo se propõe a analisar as formas de materialização das políticas de Educação Integral na Educação Básica do Estado de Rondônia. Trata-se de uma questão importante, na medida em que, precisa ser respondida sem mistificações ou especulações. Para tanto, esse trabalho busca o vínculo histórico entre a concepção de educação integral e o conceito de politecnia. Para alcançarmos tal objetivo direcionamos o levantamento documental e bibliográfico acerca do conceito de educação integral, assim como um levantamento de dados durante o encontro de coordenadores e diretores da rede pública escolar de Rondônia entre 19 e 21 de outubro de 2015, no qual foi aplicado um questionário aberto para 24 coordenadores e 24 diretores, totalizando 48 profissionais que trabalham cotidianamente em escolas que ofertam o Programa Mais Educação. O referencial teórico se fez por meio de uma opção teórica alicerçada em autores como Marx (2003), Marx; Engles (1992; 2007), Maciel (2013), Alves (2006) e Mészáros (2005). Esse referencial serviu de suporte para elaboração do roteiro de observação e para a aplicação do questionário Assim, busca-se responder o problema colocado a partir da análise da percepção daqueles que encontram-se no “chão da escola”. Afinal, não basta que se constituam em meros executores de projetos oficiais e responder burocraticamente pela escola ou pelo sistema educacional.

https://doi.org/10.20396/rho.v16i69.8644345
PDF

Referências

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Lei número 9.394, 20 de dezembro de 1996. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/L9394.htm.Acesso em 22/05/2012.

BRASIL. Decreto nº 6.094, de 24 de abril de 2007. Diário Oficial da União, Brasília, 25 abr. 2007.

BRASIL. Ministério da Educação (MEC). Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE): razões, princípios e programas. Brasília, [2007]. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/arquivos/livro/. Acesso em: 20 março 2015.

BRASIL. Decreto nº 7.083, de 27 de Janeiro de 2010. Dispõe sobre o Programa Mais Educação. Brasília, 2010. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2010/decreto/d7083.htm. Acesso em 01/02/2015.

FRIGOTTO, Gaudêncio. A produtividade da escola improdutiva. São Paulo, Cortez/Autores Associados, 1984.

FRIGOTTO, Gaudêncio. Os circuitos da história e o balanço da educação no Brasil na primeira década do século XXI. Revista brasileira de educação. Rio de Janeiro: Anped. v. 16, nº 46, 2011, p. 235-254

HOBSBAWM, E. Sobre história. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

KUENZER, Acácia. A educação profissional nos anos 2000: A dimensão subordinada das políticas de inclusão. Educ. Soc., Campinas, vol. 27, n. 96 - Especial, p. 877-910, out. 2006

LACERDA, Maria do Pilar. Apresentação. In: MOLL, Jaqueline et al. Caminhos da Educação Integral no Brasil: direito a outros tempos e espaços educativos. Porto Alegre: Penso, 2012. P. 17-18.

LEMME, Paschoal. A Educação na U.R.S.S. – 1953. Rio de Janeiro: Vitória, 1955.

MACIEL, A. C. Fundamentos da educação integral politécnica. In: MACIEL, A. C; WEIGEL, V. A. C. M; CIOFFI, L. C; BRAGA, R. M; FERRAZZO, G. Gestão da Educação Integral politécnica: uma proposta para o Brasil I. Porto Velho-RO, Ed. EDUFRO, 2013, p. 119-140.

O MANIFESTO DOS PIONEIROS DA EDUCAÇÃO NOVA: A RECONSTRUÇÃO EDUCACIONAL NO BRASIL - AO POVO E AO GOVERNO, 1932. Disponível em: http://www.pedagogiaemfoco.pro.br/heb07a.htm. Acesso em 09/10/2014.

MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. Textos sobre educação e ensino. São Paulo: Cortez, 2004.

MARX, Karl e ENGELS, Friedrich. A ideologia alemã. São Paulo: Boitempo 2007.

RIBEIRO, Darcy. Nossa escola é uma calamidade. Rio de Janeiro: Salamandra, 1984.

RIBEIRO, Darcy. O livro dos CIEPs. Rio de Janeiro: Bloch, 1986.

RIBEIRO, Maria Luisa Santos. Educação escolar e práxis. São Paulo: Iglu, 1991.

RODRIGUES, José. Educação politécnica. Disponível em: http://www.epsjv.fiocruz.br/dicionario/verbetes/edupol.html. Acesso em: 14 ago. 2012.

SAVIANI, Dermeval. O choque teórico da politecnia. Trabalho, Educação e Saúde, v. 1, n. 1, p. 131-152, 2003.

SAVIANI, Dermeval. Pedagogia Histórico Crítica: primeiras aproximações. Campinas: Autores Associados, 2003.

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DE RONDÔNIA. Contratação de estagiários e formação de Comitê vão fortalecer Educação Integral Rondônia. Disponível em http://www.rondonia.ro.gov.br/2015/11/91237/ Data de acesso: 08/03/2016.

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DE RONDÔNIA. Projeto Guaporé de Educação Integral. 2013. Disponível em: http://www.seduc.ro.gov.br/portal/index.php/noticias-all/1115-projeto-guapore-de-educacao-integral-atende-11-mil-alunos.html. Acesso em 11 de Março 2016.

SILVA, Jamerson Antônio de Almeida da; SILVA, Katharine Ninive Pinto. Concepto f integral education in More Education Program. Rev. Bras. Estud. Pedagog. Brasília, v 4, n. 238, dez 2013. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2176-66812013000300004&lng=pt&nrm=iso. Acesso em: 31/03/2015.

TEIXEIRA, Anísio. “Centro Educacional Carneiro Ribeiro”. Rio de Janeiro, Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, vo.31, no. 73, jan-mar, 1959.

TEIXEIRA, Anísio. Pequena introdução à filosofia da educação: A escola progressiva ou a transformação da escola. São Paulo, Editora Nacional, 1968.

TEIXEIRA, A. S. Educação não é privilégio. 4. ed. São Paulo: Nacional, 1977.

Revista HISTEDBR On-line utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.