As formas de materialização das políticas de educação integral em Rondônia

Autores

  • Marco Antonio Oliveira Universidade Estadual de Maringá
  • Cláudia Barbosa Lôbo Universidade Federal de Rondônia
  • Gedeli Ferrazzo Universidade Federal de Rondônia

DOI:

https://doi.org/10.20396/rho.v16i69.8644345

Palavras-chave:

Educação integral. Rondônia. Politecnia.

Resumo

O presente artigo se propõe a analisar as formas de materialização das políticas de Educação Integral na Educação Básica do Estado de Rondônia. Trata-se de uma questão importante, na medida em que, precisa ser respondida sem mistificações ou especulações. Para tanto, esse trabalho busca o vínculo histórico entre a concepção de educação integral e o conceito de politecnia. Para alcançarmos tal objetivo direcionamos o levantamento documental e bibliográfico acerca do conceito de educação integral, assim como um levantamento de dados durante o encontro de coordenadores e diretores da rede pública escolar de Rondônia entre 19 e 21 de outubro de 2015, no qual foi aplicado um questionário aberto para 24 coordenadores e 24 diretores, totalizando 48 profissionais que trabalham cotidianamente em escolas que ofertam o Programa Mais Educação. O referencial teórico se fez por meio de uma opção teórica alicerçada em autores como Marx (2003), Marx; Engles (1992; 2007), Maciel (2013), Alves (2006) e Mészáros (2005). Esse referencial serviu de suporte para elaboração do roteiro de observação e para a aplicação do questionário Assim, busca-se responder o problema colocado a partir da análise da percepção daqueles que encontram-se no “chão da escola”. Afinal, não basta que se constituam em meros executores de projetos oficiais e responder burocraticamente pela escola ou pelo sistema educacional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marco Antonio Oliveira, Universidade Estadual de Maringá

Licenciatura plena em História pela Puccamp, Pedagogia pela Faculdade de Ciências e Letras Plínio Augusto do Amaral, com Mestrado e Doutorado em História e Filosofia da Educação pela Universidade Estadual de Campinas. Professor da UNIR lotado no Depto. de Ciências da Educação, atuando principalmente nos temas: Estado e políticas públicas em educação,  História e Filosofia da Educação e Trabalho e Educação. Integrante do grupo de pesquisa Histedbr/Unir.

Cláudia Barbosa Lôbo, Universidade Federal de Rondônia

Mestre em Educação pela Universidade Federal de Rondônia, com pesquisa na área de educação e trabalho. Especialização em filosofia com ênfase em ensino de filosofia. Licenciada em História. Trabalhou como professora auxiliar no Instituto Federal de Rondônia. Trabalha na rede privada de ensino fundamental é médio. Experiência na área de ensino em EAD. Atualmente trabalha como pesquisadora no Núcleo de Desenvolvimento Territorial do Território da Cidadania Madeira Mamoré (UNIR/CNPq), o qual visa fortalecer o desenvolvimento sustentável para a Agricultura Familiar a partir do enfrentamento das desigualdades de renda e gênero. É membro do Grupo de Pesquisa Histedbr-UNIR e Centro Interdisciplinar de Estudos e Pesquisas em Educação e Sustentabilidade- CIEPES.

Gedeli Ferrazzo, Universidade Federal de Rondônia

Mestre em Educação pela Universidade Federal de Rondônia, graduada em Filosofia pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná, com especialização em Sociedade Inclusiva e Educação Especial (CTESOP). Atua como professora de Filosofia n Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Educação Especial e Filosofia, atuando principalmente nos seguintes temas: Educação Inclusiva; Políticas Públicas da Educação Especial; Educação e Trabalho; Epistemologia; Filosofia e Sociologia da educação. Atualmente coordena o Núcleo de Desenvolvimento Territorial do Território da Cidadania Madeira Mamoré (UNIR/CNPq), o qual visa fortalecer o desenvolvimento sustentável para a Agricultura Familiar a partir do enfrentamento das desigualdades de renda e gênero. Membro dos grupos de pesquisa: História, Sociedade e Educação no Brasil - HISTEDBR/UNIR e Centro Interdisciplinar de Estudos e Pesquisas em Educação e Sustentabilidade- CIEPES.

Referências

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Lei número 9.394, 20 de dezembro de 1996. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/L9394.htm.Acesso em 22/05/2012.

BRASIL. Decreto nº 6.094, de 24 de abril de 2007. Diário Oficial da União, Brasília, 25 abr. 2007.

BRASIL. Ministério da Educação (MEC). Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE): razões, princípios e programas. Brasília, [2007]. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/arquivos/livro/. Acesso em: 20 março 2015.

BRASIL. Decreto nº 7.083, de 27 de Janeiro de 2010. Dispõe sobre o Programa Mais Educação. Brasília, 2010. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2010/decreto/d7083.htm. Acesso em 01/02/2015.

FRIGOTTO, Gaudêncio. A produtividade da escola improdutiva. São Paulo, Cortez/Autores Associados, 1984.

FRIGOTTO, Gaudêncio. Os circuitos da história e o balanço da educação no Brasil na primeira década do século XXI. Revista brasileira de educação. Rio de Janeiro: Anped. v. 16, nº 46, 2011, p. 235-254

HOBSBAWM, E. Sobre história. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

KUENZER, Acácia. A educação profissional nos anos 2000: A dimensão subordinada das políticas de inclusão. Educ. Soc., Campinas, vol. 27, n. 96 - Especial, p. 877-910, out. 2006

LACERDA, Maria do Pilar. Apresentação. In: MOLL, Jaqueline et al. Caminhos da Educação Integral no Brasil: direito a outros tempos e espaços educativos. Porto Alegre: Penso, 2012. P. 17-18.

LEMME, Paschoal. A Educação na U.R.S.S. – 1953. Rio de Janeiro: Vitória, 1955.

MACIEL, A. C. Fundamentos da educação integral politécnica. In: MACIEL, A. C; WEIGEL, V. A. C. M; CIOFFI, L. C; BRAGA, R. M; FERRAZZO, G. Gestão da Educação Integral politécnica: uma proposta para o Brasil I. Porto Velho-RO, Ed. EDUFRO, 2013, p. 119-140.

O MANIFESTO DOS PIONEIROS DA EDUCAÇÃO NOVA: A RECONSTRUÇÃO EDUCACIONAL NO BRASIL - AO POVO E AO GOVERNO, 1932. Disponível em: http://www.pedagogiaemfoco.pro.br/heb07a.htm. Acesso em 09/10/2014.

MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. Textos sobre educação e ensino. São Paulo: Cortez, 2004.

MARX, Karl e ENGELS, Friedrich. A ideologia alemã. São Paulo: Boitempo 2007.

RIBEIRO, Darcy. Nossa escola é uma calamidade. Rio de Janeiro: Salamandra, 1984.

RIBEIRO, Darcy. O livro dos CIEPs. Rio de Janeiro: Bloch, 1986.

RIBEIRO, Maria Luisa Santos. Educação escolar e práxis. São Paulo: Iglu, 1991.

RODRIGUES, José. Educação politécnica. Disponível em: http://www.epsjv.fiocruz.br/dicionario/verbetes/edupol.html. Acesso em: 14 ago. 2012.

SAVIANI, Dermeval. O choque teórico da politecnia. Trabalho, Educação e Saúde, v. 1, n. 1, p. 131-152, 2003.

SAVIANI, Dermeval. Pedagogia Histórico Crítica: primeiras aproximações. Campinas: Autores Associados, 2003.

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DE RONDÔNIA. Contratação de estagiários e formação de Comitê vão fortalecer Educação Integral Rondônia. Disponível em http://www.rondonia.ro.gov.br/2015/11/91237/ Data de acesso: 08/03/2016.

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DE RONDÔNIA. Projeto Guaporé de Educação Integral. 2013. Disponível em: http://www.seduc.ro.gov.br/portal/index.php/noticias-all/1115-projeto-guapore-de-educacao-integral-atende-11-mil-alunos.html. Acesso em 11 de Março 2016.

SILVA, Jamerson Antônio de Almeida da; SILVA, Katharine Ninive Pinto. Concepto f integral education in More Education Program. Rev. Bras. Estud. Pedagog. Brasília, v 4, n. 238, dez 2013. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2176-66812013000300004&lng=pt&nrm=iso. Acesso em: 31/03/2015.

TEIXEIRA, Anísio. “Centro Educacional Carneiro Ribeiro”. Rio de Janeiro, Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, vo.31, no. 73, jan-mar, 1959.

TEIXEIRA, Anísio. Pequena introdução à filosofia da educação: A escola progressiva ou a transformação da escola. São Paulo, Editora Nacional, 1968.

TEIXEIRA, A. S. Educação não é privilégio. 4. ed. São Paulo: Nacional, 1977.

Downloads

Publicado

2017-02-23

Como Citar

OLIVEIRA, M. A.; LÔBO, C. B.; FERRAZZO, G. As formas de materialização das políticas de educação integral em Rondônia. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 16, n. 69, p. 100–123, 2017. DOI: 10.20396/rho.v16i69.8644345. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8644345. Acesso em: 3 fev. 2023.

Edição

Seção

Artigos