Educação e surdez na década de 1950 no Brasil: Um panorama histórico acerca de Ana Rímoli de Faria Dória

Palavras-chave: História da educação. Surdez. Ana Rímoli de Faria Dória

Resumo

O presente artigo tem como objetivo analisar as ideias educacionais de Ana Rímoli de Faria Dória. Queremos pensar a educação do surdo na década de 1950, período em que Ana Rímoli de Faria Dória geriu o Instituto Nacional de Educação de Surdos – INES. Para tanto, partiu-se de um levantamento histórico sobre a educação especial, bem como sobre a educação do surdo no Brasil, situando historicamente a década de 1950, para se refletir sobre a trajetória do surdo dentro do campo da educação especial. Por se tratar de uma pesquisa histórica, optamos pela utilização de alguns dos livros escritos por Dória como fontes primárias. Embora a pesquisa deva prosseguir na análise de outros documentos, o estudo permite perceber a importância de Ana Rímoli de Faria Dória para com a educação do surdo durante a década de 1950. Notamos que a atuação de Dória encetou um período de destaque na história da educação dos surdos, já que ela foi uma figura importante no inicio de uma nova maneira de ver essa modalidade educativa, estimulando a busca por melhores métodos para a propagação e a concretização de avanços nas práticas educacionais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carlos Herold Junior, Universidade Estadual de Maringá.
Professor do Departamento de Educação Física da UEM. Atua como docente permanente no Programa de Pós-Graduação em Educação e no Programa de Pós-Graduação Associado UEM/UEL em Educação Física.
Luana da Luz Cardoso, Universidade Estadual do Centro-Oeste do Paraná
Graduada em Pedagogia, na Universidade Estadual do Centro-Oeste do Paraná, campus de Guarapuava.

Referências

BANKS-LEITE, Luci; GALVÃO, Izabel (org). Uma introdução à história de Victor do Aveyron e suas repercussões. In. BANKS-LEITE, Luci; GALVÃO, Izabel (org). A educação de um selvagem: as experiências pedagógicas de Jean Itard. 2. ed. São Paulo, SP: Cortez, 2001. p. 11 a 24.

BARBY, Ana Aparecida de Oliveira Machado. Construindo a base teórica. In. BARBY, Ana Aparecida de Oliveira Machado. Inclusão de alunos com deficiência no sistema regular de ensino: o pensar dos futuros professores. Curitiba, PR: UFPR, 2005. p.19 a 46. Disponível em: http://dspace.c3sl.ufpr.br/dspace/bitstream/handle/1884/7413/Disserta;jsessionid=A54A668404F6F61F697D22D9B257755C?sequence=1. Acesso em: 15 mar. 2014.

BRASIL. Lei n.º 10.436, de 24 de abril de 2002. Dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais – LIBRAS e dá outras providências. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Especial, Brasília, DF, 25 dez. 2002. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/2002/l10436.htm. Acesso em: 15 jul. 2014.

CARDOSO, Luana da Luz. A educação do surdo em perspectiva histórica: levantamento preliminar. Anais da III SIEPE – Semana de Integração Ensino, Pesquisa e Extensão de 24 a 26 de setembro de 2013, UNICENTRO, Guarapuava – PR, ISSN – 2236-7098. Disponível em: http://anais.unicentro.br/siep/pdf/iiiv3n1/558.pdf. Acesso em: 10 jul. 2014.

CARDOSO, Luana da Luz. A educação do surdo no século XIX: uma análise das idéias de Gabel. Anais da I CONES – I Congresso Nacional de Educação dos Surdos: Conquistas e Desafios 04 a 06 de junho de 2014, UNICENTRO, Guarapuava – PR. Disponível em: http://anais.unicentro.br/cones/pdf/iv1n1/15.pdf. Acesso em: 18 ago. 2014.

CONCEITO DE LOGOPEDIA. Disponível em: http://conceito.de/logopedia. Acesso em: 15 ago. 2014.

DORIA, Ana Rímoli de Faria. Compêndio de educação da criança surdo-muda. 2. ed. Rio de Janeiro: INES, 1958.

DORIA, Ana Rímoli de Faria. Introdução à didática da fala. 2. ed. Rio de Janeiro: MEC, 1959.

DORIA, Ana Rímoli de Faria. Manual de educação da criança surda. Rio de Janeiro: INES, 1961.

MAZZOTTA, Marcos José Silveira. Educação especial no Brasil: História e políticas públicas. São Paulo: Cortez, 1996.

Medical Dictionary for the Health Professions and Nursing, (2012). Disponível em http://medical-dictionary.thefreedictionary.com/logopedics Acesso em 16 Abr 2016.

MÜLLER - WALLE, Julius; BRUHN, Martha Emma. The Müller – Walle method of lip-reading for the deaf (Bruhn lip-reading system) by Martha E. Bruhn. Lynn, Massachusetts: T. P. Nichols & son co, 1915. Disponível em: https://archive.org/details/mllerwallemetho00mlgoog. Acesso em: 14 jul. 2014.

PACIEVITCH, Thais. Biografia de Alexander Graham Bell. In: InfoEscola. Disponível em:< http://www.infoescola.com/biografias/alexander-graham-bell/>. Acesso em 16 abr. 2016.

ROCHA, Solange Maria da. O Ines e a educação de surdos no Brasil: aspectos da trajetória do Instituto Nacional de Educação de Surdos em seu percurso de 150 anos. 2. ed. Rio de Janeiro: INES, 2008.

ROCHA, Solange Maria da. Antíteses, díades, dicotomias no jogo entre memória e apagamento presentes nas narrativas da história da educação de surdos : um olhar para o Instituto Nacional de Educação de Surdos (1856/1961). Tese (Doutorado em Educação)–Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2009. Disponível em: http://livros01.livrosgratis.com.br/cp116439.pdf. Acesso em: 16 abr. 2016.

SOARES, Maria Aparecida Leite. A educação do surdo no Brasil. 2. ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2005.

Publicado
2016-10-30
Como Citar
Herold Junior, C., & Cardoso, L. da L. (2016). Educação e surdez na década de 1950 no Brasil: Um panorama histórico acerca de Ana Rímoli de Faria Dória. Revista HISTEDBR On-Line, 16(68), 138-156. https://doi.org/10.20396/rho.v16i68.8645139
Seção
Artigos