Educação de imigrantes poloneses e a atuação das irmãs da caridade em Irati-Paraná (1930-1938)

Autores

  • Fabio Kruk Universidade Estadual do Centro-Oeste

DOI:

https://doi.org/10.20396/rho.v17i2.8645437

Palavras-chave:

Educação de imigrantes. Irmãs da caridade. Imigrantes poloneses.

Resumo

Este artigo apresenta a memória sobre a atuação das Irmãs da Caridade na educação dos imigrantes poloneses em Irati-Paraná, entre 1930 e 1938. A Escola Nossa Senhora das Graças, hoje administrada pela Secretaria de Estado da Educação, marcou o início da atuação dessas religiosas no município. As comunidades polonesas investiram recursos próprios para instruir seus filhos e realizar a transmissão dos valores culturais e religiosos aos descendentes. Para tanto, algumas congregações religiosas atuaram com esse propósito, entre elas, as Irmãs Filhas da Caridade de São Vicente de Paulo da Província Polonesa. A Escola Nossa Senhora das Graças teve uma origem étnica e posteriormente foi nacionalizada devido às exigências dos decretos estaduais e federais. A metodologia adotada decorre do uso das fontes orais, escritas e iconográficas como registros da memória que apresentam pistas para narrar uma história e constituir um “saber venatório” da educação dos filhos dos poloneses e da relação das irmãs com esses imigrantes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fabio Kruk, Universidade Estadual do Centro-Oeste

Discente do Programa de Pós-graduação stricto sensu em Educação da Unicentro – Universidade Estadual do Centro-Oente. Linha de pesquisa: Políticas Educacionais, História e Organização da Educação. Orientadora: Profª Drª Luciane Neuvald.

Referências

I LIVRO TOMBO DE IRATY (1920-1966). Acervo da Paróquia Nossa Senhora da Luz.

BALHANA, A. P. Política imigratória do Paraná. Revista Paranaense de Desenvolvimento, Curitiba, n. 87 p. 39-50, jan./abr. 1996.

BITTENCOURT, C. M. F. Pátria, civilização e trabalho: o ensino de história nas escolas paulistas (1917-1939). São Paulo: Loyola, 1990.

BOMENY, H. M.B. Três decretos e um ministério: a propósito da educação no estado novo. In: PANDOLFI, D. C. (Org.). Repensando o Estado Novo. Rio de Janeiro: FGV, 1999. p. 137-166.

BRASIL. Decreto-lei nº 1545 de 25 de agosto de 1939. Dispõe sobre a adaptação ao meio nacional dos brasileiros descendentes de estrangeiros. Disponível em:< http://www2.camara.leg.br/legin/fed/declei/1930-1939/decreto-lei-1545-25-agosto-1939-411654-publicacaooriginal-1-pe.html >. Acesso em: 15 jul. 2016.

CAPRI, E. J. De católicos poloneses a ponta-grossenses católicos: a escola sagrada família: 1933-1945.2003. 219 f. Dissertação (Mestre em História) – Universidade Federal do Paraná Setor de Ciências Humanas, Letras e Artes, Curitiba, 2003.

CELEBRAÇÃO RELIGIOSA na Escola Nossa Senhora das Graças, com o bispo D. Antônio Mazzarotto. 1 fotografia, P&B. Casa da Cultura/Museu Municipal de Irati e CEDOC/I.

CHAIBE, V. “Nos olhos nostalgia... nos lábios sempre uma história”. Jornal Hoje Centro Sul. Irati, p. 10, 10 a 16 de jul. 2002. n. 120. Acervo do autor.

CONSTRUÇÃO DA Escola Nossa Senhora das Graças. Ao fundo, Igreja São Miguel. 1 fotografia P&B. CEDOC/I – Centro de Documentação e Memória da Unicentro/Irati.

CRISSI, R. Entrevista. Irati, 3 jan. 2002. Concedeu entrevista a Fábio Kruk em sua residência, à Rua Cel. Emílio Gomes. Faleceu em 2007.

ESCOLA NOSSA Senhora das Graças. 1938. [193?]. 1 fotografia, P&B. Casa da Cultura/Museu Municipal de Irati.

ESCOLA VICENTINA. Plano da comissão especializada de educação das instituições educacionais Vicentinas. Curitiba, 2000.

FARAH, A. L. S.; GUIL, C.; PHILLIPI, S. J. Irati 100 anos. Curitiba: Arte, 2008.

FERREIRA, A. Província de Curitiba 1904-1974. Curitiba: Vicentina, 1974.

FILLOS, L. M. A educação matemática em Irati (PR): memórias e história. 2008. 228 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2008.

GINZBURG, C. Sinais: raízes de um paradigma indiciário. In: GINZBURG, C. (Org.). Mitos, emblemas, sinais: morfologia e história. São Paulo: Companhia das Letras, 1989.

GLUCHOWSKI, K. Os poloneses no Brasil: subsídios para o problema da colonização polonesa no Brasil. Tradução: Mariano Kawka. Porto Alegre: Rodycz & Ordakowski, 2005.

GÓRAL, J.Srebrny Jubileusz Polskich Sióstr Milosierdzi w Poludniowej Braylji. Curitiba: Lud, 1929. p. 76. Acervo do CEDOC/I - Centro de Documentação e Memória da Unicentro/Campus de Irati.

INSTALAÇÕES PROVISÓRIAS da escola das Irmãs da Caridade, 1930. [1930?]. 1 fotografia. Casa da Cultura/Museu Municipal de Irati.

KREUTZ, L. Escolas étnicas no Brasil e a formação do Estado Nacional: a nacionalização compulsória das escolas de imigrantes (1937-1945). Poiésis, v. 3, n. 5, p. 71-84, jan./jun. 2010.

KREUTZ, L. História da educação a partir da perspectiva de etnia: reflexões introdutórias. História da Educação, Pelotas, v. 1, n. 2, p. 127-143, set. 1997.

KRUK, F. Resolver os conflitos para instituir a paróquia: Capela Nossa Senhora da Luz (1900-1920). In: SEMANA DE HISTÓRIA EM IRATI E SÉMINARIOS DE ESTUDOS ÉTNICO-RACIAIS, 9., 2014, Irati, PR. Anais eletrônico... Irati, PR: Ensino de história debates contemporâneos, 2014. Disponível em: < http://anais.unicentro.br/semanadehistoria/pdf/ixv1n1/60.pdf >. Acesso em: 27 jun. 2017.

KRUTZ, L. A educação de imigrantes no Brasil. In: LOPES, E. M.; FARIA FILHO, L.M.; VEIGA, C. G. 500 anos de educação no Brasil. 3. ed. Belo Horizonte: Autentica, 2003. p. 347-370.

KUBASKI, L. Imigração e educação dos poloneses em Ponta Grossa, Paraná. 2015. 115 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Estadual de Ponta Grossa, Ponta Grossa, 2015.

MEIHY, C. S. B. Manual de história oral. São Paulo: Loyola, 1996.

MÉTODO DA Cartilha para as crianças polonesas no Brasil. 1 imagem. CEDOC/I – Centro de Documentação e Memória da Unicentro/Irati.

NORA, P. Entre memória e história: a problemática dos lugares. Projeto História, v. 10, p. 7-28, dez. 1993.

ORREDA, J. M. Colégio N.S. das Graças comemora cinqüentenário. Jornal O Debate. Irati, 20 set. 1980, n. 327. Acervo da Casa da Cultura/Museu Municipal de Irati.

PANKA, A. F. Bondade, carinho, simplicidade. D. Antonia nos conta.Depoimento escutado em sua residência e escrito pelos alunos. Histórico e biografias de alunos que estudaram na escola. Datilografado, 1985. Cópia do acervo da Escola Nossa Senhora das Graças.

PANKO, P. S. História da minha vida. In: ORREDA, J. M. (Org.). História de vida e sonhos. UATI, out. 1999. p. 18-20. Acervo da Biblioteca Pública Municipal de Irati.

PARANÁ (Estado). Relatório do secretário de Estado de Negócios de Obras Públicas e Urbanização. Engenheiro Francisco Gutierrez Beltrão, em 14 jan. 1908. Curitiba, Oficina de Artes Gráfica, 1908.

PAVELSKI, S. A. Entrevista. Irati, ago. 2001.Concedeu entrevista a Fábio Kruk, em sua residência, juntamente com sua irmã Therezinha Hessel. Faleceu em 22 de março de 2013.

PEREIRA, E. Entrevista. Irati, fev. 2002. Concedeu entrevista a Fábio Kruk em sua residência. Faleceu em 2006.

PESAVENTO, S. J. História e história cultural. Belo Horizonte: Autêntica, 2003.

PROCISSÃO RELIGIOSA. No canto superior direito, Igreja Nacional Polonesa. 1 fotografia, P&B. Casa da Cultura/Museu Municipal de Irati e CEDOC/Unicentro.

RENK, V. E. Aprendi a falar português na escola! O processo de nacionalização das escolas étnicas polonesas e ucranianas no Paraná. 2009. 241 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2009.

SILVA, V. L. G. da. Vitrines da República: os grupos escolares em Santa Catarina (1889-1930). In: VIDAL, D. G. (Org.). Grupos Escolares: cultura escolar primária e escolarização da infância no Brasil (1893-1971). Campinas: Mercado de Letras, 2006. p. 341-376.

SOCIEDADE BENEFICENTE CULTURAL IRATIENSE: LXXV ANIVERSÁRIO. Histórico integrante dos preparativos para a celebração do LXXV aniversário do Clube Polonês. Artes gráficas, Castro Kugler, 1996.

THOMPSON, P. A voz do passado: história oral. Tradução de Lólio Lourenço de Oliveira. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1992.

VALENGA, G. Irati: minha vida, nossa história. Guarapuava: Ed. da UNICENTRO, 2002.

WACHOWICZ, R. C. As escolas da colonização polonesa no Brasil. Curitiba: Champagnat, 2002.

WACHOWICZ, R. C. História do Paraná. Curitiba: Vicentina, 1997.

WACHOWICZ, R. C. O camponês polonês no Brasil. Curitiba: Casa Romário Martins, 1981. p. 93-113.

ZANLORENZI, C. M. P. Reconstrução histórica do primeiro grupo escolar de Irati-Paraná. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, v. 12, n. 45, p. 49-63, ago. 2012. Disponível em: < https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8640107 >. Acesso em: 16 jun. 2017.

ZENI, G. B. Colégio Nossa Senhora das Graças. Texto elaborado para a obra Educação em Irati, 2001. Cópia do acervo de José Maria Orreda.

ZENI, O. G. Discurso. Discurso elaborado para as festividades alusivas aos 60 anos do Colégio Nossa Senhora das Graças. Datilografado, 18 mar. 1990. Cópia do acervo de Olga Grechinski Zeni.

Downloads

Publicado

2017-12-21

Como Citar

KRUK, F. Educação de imigrantes poloneses e a atuação das irmãs da caridade em Irati-Paraná (1930-1938). Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 17, n. 4, p. 1107–1128, 2017. DOI: 10.20396/rho.v17i2.8645437. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8645437. Acesso em: 16 out. 2021.

Edição

Seção

Artigos