Boletim da Secretaria de Educação e Cultura do Paraná (1951 – 1953): representações sobre a escola rural

Autores

  • Simone Burioli Ivashita Universidade Estadual de Londrina
  • Analete Regina Schelbauer Universidade Estadual de Maringá

DOI:

https://doi.org/10.20396/rho.v17i2.8650410

Palavras-chave:

Educação. História da educação. Imprensa pedagógica. Escola rural.

Resumo

O presente artigo tem por objetivo reconstituir nuances do debate em torno da escola primária rural, a partir das representações de professores e professoras publicadas no Boletim da Secretaria de Educação e Cultura do Estado do Paraná, editado entre os anos de 1951 e 1953. A análise incide sobre a atuação da imprensa pedagógica oficial na produção e circulação de ideias acerca do que, politicamente, pretendia-se imprimir à formação e atuação docente acerca da escola e do ensino rural. Teoricamente, apoia-se no conceito de representação, desenvolvido pelo francês Roger Chartier (1990, 2002a, 2002b, 2009), para descortinar o que o Boletim apresenta sobre a referida categoria. A hipótese é que tal periódico representou um dos meios utilizados pelo Estado para a formação e aperfeiçoamento dos professores, tendo em vista o alto percentual de professores leigos que atuavam nas escolas isoladas das áreas rurais na década de 1950. Dentre as diversas temáticas apresentadas pelo periódico, a opção pela escola rural se deve ao fato de levar em consideração sua significativa expansão naquele momento e por entender que este era o modelo de escola primária que podia atender a um maior número de crianças no Estado do Paraná.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Simone Burioli Ivashita, Universidade Estadual de Londrina

Doutora em Educação pela Universidade Estadual de Maringá (UEM). Professora Adjunta no Departamento de Educação da Universidade Estadual de Londrina (UEL).

Analete Regina Schelbauer, Universidade Estadual de Maringá

Doutora em Educação pela Universidade de São Paulo (USP). Professora Associada no Departamento de Teoria e Prática da Educação e Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Estadual de Maringá (UEM).

Referências

ARAÚJO, José Carlos Souza. Um capítulo da veiculação da discussão educacional na imprensa do triângulo mineiro: a revista A Escola (1920-1921). In: ARAÚJO, José Carlos Souza; GATTI JUNIOR, Décio (Org.). Novos temas em história da educação brasileira: instituições escolares e educação na imprensa. Campinas, SP: Autores Associados; Uberlândia, MG: EDUFU, 2002. p. 91-132.

BASTOS, Maria Helena Câmara. As revistas pedagógicas e a atualização do professor: a revista do ensino do Rio Grande do Sul (1951-1992). In: CATANI, Denice Bárbara; BASTOS, Maria Helena Câmara (Org.). Educação em revista: a imprensa periódica e a história da educação. São Paulo: Escrituras, 2002. p. 47-75.

BICCAS, Maurilane de Souza. Da revista à leitura: a formação dos professores e a conformação do campo pedagógico em Minas Gerais (1925-1940). In: ARAÚJO, José Carlos Souza; GATTI JUNIOR, Décio (Org.). Novos temas em história da educação brasileira: instituições escolares e educação na imprensa. Campinas, SP: Autores Associados; Uberlândia, MG: EDUFU, 2002. p. 175-196.

BICCAS, Maurilane de Souza. O impresso como estratégia de formação: revista do ensino de Minas Gerais (1925-1940). Belo Horizonte: Argvmentvm, 2008.

BONA JUNIOR, Aurélio; VIEIRA, Carlos Eduardo. O discurso da modernidade nas conferências educacionais na década de 1920 no Paraná. In: VIEIRA, Carlos Eduardo (Org.). Intelectuais, educação e modernidade no Paraná (1986-1962). Curitiba: Editora UFPR, 2007. p. 13-40.

CASTRO, Elizabeth Amorim de. A arquitetura dos grupos escolares do Paraná na Primeira República. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, Brasília, DF, v. 90, p. 122-148, jan./abr. 2009.

CATANI, Denice Barbara. A imprensa periódica educacional: as revistas de ensino e o estudo do campo educacional. Educação e Filosofia, v. 10, n. 20, p. 115-130, jul./dez. 1996.

CATANI, Denice Barbara. Educadores à meia-lua: um estudo sobre a revista de ensino da Associação Beneficente do Professorado Público de São Paulo – 1902-1919. 1989. Tese (Doutorado em Educação)–Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo, São Paulo, 1989.

CHARTIER, Roger. A aventura do livro: do leitor ao navegador. Tradução de Reginaldo de Moraes. São Paulo: Editora da UNESP, 1999.

CHARTIER, Roger. À beira da falésia: a história entre incertezas e inquietudes. Tradução de Patrícia Chittoni Ramos. Porto Alegre: Ed. Universidade/UFRGS, 2002a.

CHARTIER, Roger. A história cultural: entre práticas e representações. Tradução de Maria Manuela Galhardo. Lisboa: Difel, 1990.

CHARTIER, Roger. A história ou a leitura do tempo. Tradução Cristina Antunes. Belo Horizonte: Autêntica, 2009.

CHARTIER, Roger. Formas e sentidos. Cultura escrita: entre distinção e apropriação. Tradução Maria de Lourdes Meirelles Matencio. Campinas, SP: Mercado de Letras; Associação de Leitura do Brasil (ALB), 2003.

CHARTIER, Roger. Leituras e leitores na França do antigo regime. Tradução Álvaro Lorencini. São Paulo: Editora da UNESP, 2004.

CHARTIER, Roger. Os desafios da escrita. Tradução de Fúlvia M. L. Moretto. São Paulo: Editora UNESP, 2002b.

FURTADO, Alessandra Cristina; SCHELBAUER, Analete Regina; SÁ, Elizabeth Figueiredo de. Escola primária rural: caminhos percorridos pelos estados de Mato Grosso e Paraná (1930-1961). In: SOUZA, Rosa Fátima de.; PINHEIRO, Antonio Carlos Ferreira; LOPES, Antônio de Pádua Carvalho (Org.). História da escola primária no Brasil: investigações em perspectiva comparada em âmbito nacional. Aracaju: Edise, 2015. p. 103-146.

GONÇALVES NETO, Wenceslau. Representações de mulher e de educação na imprensa de Uberabinha (1910-1926). In: FARIA FILHO, Luciano Mendes et al. (Org.). História da educação em Minas Gerais. Belo Horizonte: FCH/FUMEC, 2002. p. 136-149.

HERVATINI, Luciana; SCHELBAUER, Analete Regina. A escola normal regional no interior do Paraná: a realidade e a idealidade de suas práticas pedagógicas. Revista HISTEDBR On-line. v. 12, n. 45, p. 296-309 mar. 2012. Disponível em: < http://www.fae.unicamp.br/revista/index.php/histedbr/issue/view/224 >. Acesso em 10 jan. 2017.

IVASHITA, Simone Burioli. Boletim da Secretaria de Educação e Cultura do Paraná (1951 – 1953): representações de ensino, professor e escola rural. 2016. 162 f. Tese (Doutorado em Educação)-Universidade Estadual de Maringá, Maringá, 2016.

LUCA, Tânia Regina de. História dos, nos e por meio dos periódicos. In: PINSKY, Carla Bassanezi (Org.). Fontes históricas. São Paulo: Contexto, 2008. p. 111-153.

LUSTOSA, Elcias. O texto da notícia. Brasília, DF: Ed. UnB, 1996.

MAIA, Eni Marisa. Educação rural no Brasil: o que mudou em 60 anos? Em Aberto, Brasília, DF, ano 1, n. 9, p. 27-33, set. 1982.

MENNUCCI, Sud. A crise brasileira de educação. Versão para eBook. eBooksbrasil. Fonte digital. Digitalização da 2. ed. em papel de 1934. São Paulo: Piratininga, 1934.

MIGUEL, Maria Elisabeth Blanck. A história da escola pública no Paraná: entre as intenções legais e as necessidades reais. In: SCHELBAUER, Analete Regina; LOMBARDI, José Claudinei; MACHADO, Maria Cristina Gomes. (Org.). Educação em debate: perspectivas, abordagens e historiografia. Campinas, SP: Autores Associados, 2006. p. 188.

MIGUEL, Maria Elisabeth Blanck. As escolas rurais e a formação de professores: a experiência do Paraná 1946-1961. In: WERLE, Flávia Obino Corrêa (Org.). Educação rural em perspectiva internacional: instituições, práticas e formação de professores. Ijuí: Ed. Unijuí, 2007. p. 79- 98.

MIGUEL, Maria Elisabeth Blanck. A formação do professor para as escolas rurais e as políticas de educação do homem do campo. In: WERLE, Flávia Obino Correa (Org.). Educação rural: práticas civilizatórias e institucionalização da formação de professores. São Leopoldo: Oikos; Brasília, DF: Liber Livro, 2010. p. 74-90.

MIGUEL, Maria Elisabeth Blanck. Pedagogia da escola nova na formação do professor primário paranaense: início, consolidação e expansão do movimento. 1992. 292 f. Tese (Doutorado em Educação)–Pontifícia Universidade Católica, São Paulo, 1992.

MIGUEL, Maria Elisabeth Blanck; VIEIRA, Alboni Marisa Dudeque Pianovski. A escola nova no Paraná: avanços e contradições. Revista Diálogo Educacional, Curitiba, v. 5, n. 14, p. 93-100, jan./abr. 2005.

NASCIMENTO, Maria Isabel Moura. Grupos escolares na região dos Campos Gerais (PR). In: VIDAL, Diana Gonçalves (Org.). Grupos escolares: cultura escolar primária e escolarização da infância no Brasil (1893-1971). Campinas, SP: Mercado de Letras, 2006. p. 323-337.

NÓVOA, António. A imprensa de educação e de ensino: concepção e organização do repertório português. In: CATANI; Denice Bárbara;

BASTOS, Maria Helena Câmara. (Org.). Educação em Revista: a imprensa periódica e a história da educação. São Paulo: Escrituras, 2002. p. 11-31.

OLIVEIRA, Maria Cecília Marins de. O grupo escolar dezenove de dezembro: história e organização. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO, 1., 2000. Anais eletrônicos... UFRJ, 2000. p. 1-12. Disponível em: < http://www.sbhe.org.br/novo/congressos/cbhe1/anais/099_maria_cecilia_martins.pdf >. Acesso em 23 abr. 2015.

PARANÁ. Secretaria de Educação e Cultura. Boletim da Secretaria de Educação e Cultura do Estado do Paraná. Curitiba, ano 1, v. 3, jul./out. 1951.

PARANÁ. Secretaria de Educação e Cultura. Boletim da Secretaria de Educação e Cultura do Estado do Paraná, Curitiba, ano 2, v. 7, maio/jun. 1952a.

PARANÁ. Secretaria de Educação e Cultura. Boletim da Secretaria de Educação e Cultura do Estado do Paraná, Curitiba, ano 3, v. 9, set./dez. 1952b.

PILOTO, Erasmo. A educação é direito de todos. Curitiba: Max Roesner, 1952.

SCHELBAUER, Analete Regina. Da roça para a escola: institucionalização e expansão das escolas primárias rurais no Paraná (1930-1960). Revista História da Educação, Porto Alegre, v. 18, n. 43, p. 71-91, maio/ago. 2014.

SCHENA, Denilson Roberto. O lugar da escola primária como portadora de um projeto de nação: o caso do Paraná (1890-1922). 2002. Dissertação (Mestrado em Educação) –Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2002.

SOUZA, Rosa Fátima de; ÁVILA, Virgínia. As disputas em torno do ensino primário rural (São Paulo, 1931-1947). Revista História da Educação, Porto Alegre, v. 18, n. 43, p. 13-32, maio/ago. 2014.

TRINDADE, Etelvina Maria de Castro; ANDREAZZA, Maria Luiza. Cultura e educação no Paraná. Curitiba: SEED, 2001.

VIDAL, Diana Gonçalves; CAMARGO, Marilena Jorge Guedes de. A imprensa periódica especializada e a pesquisa histórica: estudos sobre o Boletim de Educação Pública e a Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, Brasília, DF, v. 73, n. 175, set./dez. 1992.

WACHOWICZ, Lilian Anna. A relação professor/estado no Paraná tradicional. São Paulo: Cortez; Autores Associados, 1984.

WERLE, Flávia Obino Corrêa. Escola Normal Rural no Rio Grande do Sul: contexto e funcionamento. In: DIAS, Reginaldo Benedito; GONÇALVES,

José Henrique Rollo. (Org.). Educação rural em perspectiva internacional. Ijuí, RS: Unijuí, 2007. p. 155-196.

Downloads

Publicado

2017-10-20

Como Citar

IVASHITA, S. B.; SCHELBAUER, A. R. Boletim da Secretaria de Educação e Cultura do Paraná (1951 – 1953): representações sobre a escola rural. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 17, n. 2, p. 559–577, 2017. DOI: 10.20396/rho.v17i2.8650410. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8650410. Acesso em: 2 dez. 2021.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)