O paradoxo da escolarização do negro no século XIX: a necessidade de mão de obra qualificada versus os interesses da elite

Autores

  • Eliza Ribas Gracino Universidade Estadual de Ponta Grossa

DOI:

https://doi.org/10.20396/rho.v17i4.8651244

Palavras-chave:

Educação - História - Resenha

Resumo

NASCIMENTO, Maria Isabel Moura. O negro, da senzala para escola: a educação nos congressos agrícolas do Rio de Janeiro e de Pernambuco (1878). Curitiba, PR: Atena, 2017. 

Resenhado por: Eliza Ribas Gracino

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eliza Ribas Gracino, Universidade Estadual de Ponta Grossa

Doutorado em Educação do Programa de Pós Graduação em Educação da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG).

Referências

NASCIMENTO, Maria Isabel Moura. O negro, da senzala para escola: a educação nos congressos agrícolas do Rio de Janeiro e de Pernambuco (1878). Curitiba, PR: Atena, 2017.

Downloads

Publicado

2017-12-21

Como Citar

GRACINO, E. R. O paradoxo da escolarização do negro no século XIX: a necessidade de mão de obra qualificada versus os interesses da elite. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 17, n. 4, p. 1287–1289, 2017. DOI: 10.20396/rho.v17i4.8651244. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8651244. Acesso em: 2 dez. 2021.

Edição

Seção

Resenha