A imprensa periódica na pesquisa em história da educação: um estado de conhecimento

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/rho.v18i2.8652374

Palavras-chave:

Estado de conhecimento. História da educação. Imprensa. Revista Pedagógica.

Resumo

O trabalho que aqui se apresenta buscou averiguar as teses e dissertações, entre 1970 e 2011, que utilizam a imprensa, especificamente os periódicos educacionais, no período de consolidação dos ideais republicanos na sociedade brasileira. Primeiramente, realizou-se um levantamento preliminar de todas as pesquisas que têm a imprensa como fonte primária, seja jornal ou revista, para em seguida investigar quais utilizam revistas educacionais no recorte teórico proposto, início do século XX. Constatou-se pontos lacunares que possibilitaram o conhecimento sobre o posicionamento teórico nas teses e dissertações que se utilizam da imprensa como objeto de pesquisa para análise da educação, dando indícios da necessidade de trabalhos que utilizem os periódicos educacionais.

 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Claudia Maria Petchak Zanlorenzi, Universidade Estadual do Paraná

Doutora em História da Educação pelo Programa de Pós Graduação da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG). Professora da rede municipal de ensino de Irati e professora colaboradora da Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR).

Referências

CATANI, D. B.; BASTOS, M. H. C. (Org.). Educação em revista: a imprensa pedagógica e a história da educação. São Paulo: Escrituras, 2002.

CATANI, D. B. Educadores à meia – luz: um estudo sobre a Revista Ensino da Associação Beneficente do professorado público de São Paulo (1902-1918). Bragança Paulista: Ed. da EDUSF, 2003.

CATANI, D. B. A imprensa periódica educacional: revistas de ensino e o estudo do campo educacional. Revista Educação e Filosofia, v. 10, n. 20, p. 115-130, jul./dez. 1996.

FERREIRA, N. S. A. As pesquisas denominadas “estado da arte”. Revista Educação & Sociedade, ano XXIII, n. 79, ago. 2002.

FERNANDES, A. L. C. A santa causa da instrução e o progredimento da humanidade: Revistas Pedagógicas e construção do conhecimento pedagógico no Brasil e em Portugal no final do século XIX. 2004. Tese (Doutorado) – Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2004.

MARACH, C. B. Inquietações modernas: discurso educacional e civilizacional no periódico A Escola (1906-1910). 2007. 115 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2007.

MARTINS, A. L. Revistas em revista: imprensa e práticas culturais em tempos de república, São Paulo (1890-1922). São Paulo: Ed. da EDUSP; Ed. da FAPESP; Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2001.

MARX, K.; ENGELS, F. A ideologia alemã I. Lisboa: Presença, 1979.

MARX, K. Liberdade de imprensa. Porto Alegre: L&P, 2006.

NAGLE, J. Educação e sociedade na Primeira República. In: FAUSTO, B. (Org.). História da civilização brasileira: o Brasil Republicano – Sociedade e Instituições (1889-1930). 8. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2004. v. 2, p. 261-291. t III.

NASCIMENTO, M. I. M. Formação de professores: perspectiva para a pesquisa em educação. In: SCHELBAUER, A. R.; LOMBARDI, J. C.; GOMES, M. C.; NASCIMENTO, M. I. M. (Org.). Educação em debate: perspectiva, abordagens e historiografia. Campinas, SP: Autores Associados, 2006.

Downloads

Publicado

2018-06-29

Como Citar

ZANLORENZI, C. M. P. A imprensa periódica na pesquisa em história da educação: um estado de conhecimento. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 18, n. 2, p. 385–400, 2018. DOI: 10.20396/rho.v18i2.8652374. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8652374. Acesso em: 5 dez. 2021.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)