Conhecimento e a sua socialização na educação escolar para a pedagogia da autonomia de Paulo Freire

uma análise à luz da teoria histórico-crítica

Palavras-chave: Pedagogia da autonomia, Ontologia do ser social, Conhecimento sistematizado, Socialização do conhecimento, Pedagogia histórico-crítica

Resumo

Este artigo visa compreender a visão de Paulo Freire acerca do conhecimento sistematizado e sua socialização na escola, na obra Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. (FREIRE, 2016a). O fio condutor da análise será a ontologia, pois é a partir da compreensão do nascedouro do homem enquanto ser social e a serviço do processo de humanização por ele idealizado, que Freire explicita sua visão sobre o conhecimento e desenvolve sua teoria pedagógica, sustentando-se em uma base teórica de inspiração existencialista cristã e na filosofia humanista moderna da educação, conforme esclarece Saviani (2008). Neste prisma, tomando por referência a Pedagogia histórico-crítica, sistematizada a partir obras de Saviani (2013) Duarte, (2016) e Martins (2013), entre outros teóricos caberá neste artigo uma comparação entre o sentido do conhecimento para pedagogia da autonomia e para a Pedagogia histórico-crítica. Nossa tentativa aqui é de capturar a essência do pensamento de Freire (2016a) sobre conhecimento, para compreender até que ponto a sua teoria poderá contribuir para criar uma condição irreversível, superior e revolucionária de humanização.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Anderson dos Anjos Pereira Pena, Instituto Federal de Goiás

Mestrado em Cultura, Memória e Desenvolvimento Regional pela Universidade do Estado da Bahia (UNEB). Professor no Instituto Federal de educação, Ciência e Tecnólogaia de Goiás (IFG). 

Clarice Zientarski, Universidade Federal do Ceará

Doutorado em Educação pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Professora adjunta da Universidade federal do Ceará (UFC). 

Referências

DUARTE, N. Os conteúdos escolares e a ressurreição dos mortos: contribuição à teoria histórico-crítica do currículo. Campinas: Autores Associados, 2016.

DUARTE, N. Vigotski e o “aprender a aprender”: crítica às apropriações neoliberais e pós-modernas da teoria vigotskiana. Campinas: Autores Associados, 2011.

ENGELS, F. Sobre o papel do trabalho na transformação do macaco em homem. In: ANTUNES, R. (org.). A dialética do trabalho. São Paulo: Expressão Popular, 2013. v. 1.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 54. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2016a.

FREIRE, P. Pedagogia do oprimido. 62. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2016b.

FRIGOTTO, G. A produtividade da escola improdutiva: um (re)exame das relações entre educação e estrutura econômico-social capitalista. 9. ed. São Paulo: Cortez, 2010.

GRAMSCI, A. Os intelectuais e a organização da cultura. Tradução de Carlos Nelson Coutinho. 4. ed. Rio de Janeiro, RJ: Civilização Brasileira, 1982.

KOPNIN, P. V. A dialética como lógica e teoria do conhecimento. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1978.

KOSIK, K. Dialética do concreto. 2. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1976.

LEFEBVRE, H. Lógica formal/lógica dialética. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1975.

MARTINS, L. M. O desenvolvimento do psiquismo e a educação escolar: contribuições à luz da psicologia histórico-cultural e da pedagogia histórico-crítica. 2. ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2013.

MARX, K.; ENGELS, F. A ideologia alemã: crítica da mais recente filosofia alemã em seus representantes Feuerbach, B. Bauer e Stirner, e do socialismo alemão em seus diferentes profetas 1845- 1846. São Paulo: Boitempo, 2007.

MARX, K. Contribuição à crítica da economia política. 2. ed. São Paulo: Expressão Popular, 2008.

MARX, K. Manuscritos econômico-filosóficos. São Paulo: Boitempo, 2010. (Coleção Marx-Engels).

MARX, K. O capital: crítica da economia política: 34. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2016. livro 1.

SAVIANI, D. Escola e democracia. 40. ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2008.

SAVIANI, D. Pedagogia histórico-crítica: primeiras aproximações. 1. ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2013.

Publicado
2019-06-04
Como Citar
Pena, A. dos A. P., & Zientarski, C. (2019). Conhecimento e a sua socialização na educação escolar para a pedagogia da autonomia de Paulo Freire. Revista HISTEDBR On-Line, 19, e019025. https://doi.org/10.20396/rho.v19i0.8653948