Banner Portal
Renovação do marxismo na Argentina
PDF

Palavras-chave

José Aricó
Marxismo
Revista Pasado y Presente
Gramsci e América Latina

Como Citar

MELO, Alessandro de; MAROCHI, Ana Claudia. Renovação do marxismo na Argentina: José Aricó e a revista pasado y presente. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 20, p. e020026, 2020. DOI: 10.20396/rho.v20i0.8655089. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8655089. Acesso em: 15 jul. 2024.

Resumo

O artigo tem o objetivo de analisar uma parte da obra de José Aricó (1931-1991), intelectual argentino, fundador da Revista Pasado y Presente e um dos grande introdutores das ideias de Antonio Gramsci em seu país e na América Latina. O que se pretende estudar é a recepção da obra gramsciana pelo autor no movimento de ruptura de Aricó e seu grupo com o Partido Comunista Argentino - PCA, que se deu nos fins dos anos 50 e início dos anos 60. A característica mais importante na recepção das ideias de Gramsci naquele período e na conjuntura argentina, foi a renovação do marxismo gramsciano em relação à prática e à teoria do PCA, marcadamente stalinista, segundo a avaliação do grupo de Córdoba, do qual Aricó foi um dos grandes expoentes. Com o estudo do pensamento de José Aricó tem-se a intenção de apreender dois processos distintos: em primeiro lugar, analisar a sua leitura da obra de Gramsci e a crítica ao marxismo de caráter positivista, que o levou a ser expulso do PCA, juntamente com outros integrantes “gramscianos”. Por outro lado, possibilitar a realização de leituras mais densas e articuladas com as realidades de nossos países. O objeto principal da leitura são os dois Manifestos publicados por Aricó na Revista Pasado y Presente, nos anos de 1963 e 1964, por meio dos quais podemos compreender o que aqui se entende por renovação do marxismo na obra do autor.

https://doi.org/10.20396/rho.v20i0.8655089
PDF

Referências

ARICÓ, J. Examen de conciencia. Cuadernos Pasado y Presente, n. 4, p. 241-265, jan./mar. 1964.

ARICÓ, J. Geografia de Gramsci na América Latina. In: COUTINHO, C. N.; NOGUEIRA, M. A. (Org.). Gramsci e a América Latina. 2. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1988.

ARICÓ, J. La cola del diablo: itinerário de Gramsci en América Latina. Buenos Aires: Siglo XXI, 2005.

ARICÓ, J. Marx y América Latina. Buenos Aires: Fondo de Cultura Econômica, 2010.

ARICÓ, J. Nueve lecciones sobre economia y política en el marxismo. Buenos Aires: Fondo de Cultura Econômica; El Colégio de México, 2012.

ARICÓ, J. Pasado y presente. Cuadernos Pasado y Presente, n. 1, p. 1-17, abr./jun. 1963.

BURGOS, R. Os gramscianos argentinos: cultura e política na experiência de Pasado y Presente. 1999. 320 f. Tese (Doutorado em Ciência Política), Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1999.

COUTINHO, C. N. De Rousseau a Gramsci: ensaios de teoria política. São Paulo: Boitempo, 2011.

CRESPO, H. En torno a cuadernos de pasado y presente, 1968-1983. Seminário de Historia Intelectual del Colegio de México. México D. F., 2009. Disponível em: http://shial.colmex.mx/textos/crespo.pdf. Acesso em: 07 jun. 2019.

DEL BARCO, O. Carlos Marx y los manuscritos economico-filosoficos de 1844. Pasado y Presente, v. 1, n. 1, p. 101-106, abr./jun. 1963.

FRANCO, C. Presentación. In: ARICÓ, J. Marx y América Latina. Buenos Aires: Fondo de Cultura Econômica, 2010. p. 49-70.

GRAMSCI, A. Americanismo e fordismo. In: GRAMSCI, A. Maquiavel, a política e o Estado moderno. 5. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1988. p. 375-413.

GRAMSCI, A. Cuadernos de la cárcel. Edición crítica del Instituto Gramsci a cargo de Valentino Gerratana. Ciudad del Mexico: Ediciones Era, 1999. 5. v.

KOHAN, N. Gramsci en Argentina. In: KANOUSSI, D. (Org.). Gramsci en América: II Conferência internacional de estudos gramscianos. México D. F.: Plaza y Valdés, 2000. p. 73-108.

MARX, K. Teses sobre Feuerbach. Disponível em: http://www.marxists.org/portugues/marx/1845/tesfeuer.htm. Acesso em: 07 jun. 2019.

TCACH, C. De la revolución libertadora al cordobazo. Córdoba, el rostro anticipado del país. Buenos Aires: Siglo Ventiuno, 2012.

VIANNA, L. W. A revolução passiva: iberismo e americanismo no Brasil. Rio de Janeiro: Revan, 1997.

Revista HISTEDBR On-line utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.