A inserção da mulher no ensino de pós-graduação

o caso do Programa de Fitotecnia da UFV (1961-2018)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/rho.v21i00.8657176

Palavras-chave:

Mulher, Pós-Graduação, Ciências Agrárias

Resumo

O artigo trata do processo de inserção da mulher num dos cursos pioneiros na área das ciências agrárias, o Programa de Pós-Graduação em Fitotecnia (PPG-FIT) da Universidade Federal de Viçosa (UFV), entre os anos de 1961 e 2018. Nos dias atuais, a presença da mulher ocupa diversos espaços sociais e profissionais, muito diferente de cerca de 50 anos atrás, que eram ocupados quase que exclusivamente por homens. Se nas últimas décadas assistimos ao crescente empoderamento feminino nas mais diferentes atividades humanas, o propósito desta investigação consiste em analisar a presença da mulher no campo de conhecimento das ciências agrárias, mais especificamente no âmbito do curso de mestrado e doutorado em Fitotecnia, onde historicamente o predomínio do sexo masculino se mantem como uma de suas características marcantes. As informações coletadas no arquivo de Dissertações e Teses do PPG-FIT e os dados institucionais extraídos do Sistema de Apoio ao Ensino – SAPIENS da UFV, permitiram identificar a faixa etária e o sexo dos estudantes matriculados nos cursos de mestrado e doutorado, durante os primeiros cinquenta e sete anos de atividade deste Programa e verificar como vem se dando estas relações de gênero, em termos de ingresso e titulação, por meio do levantamento de percentual de matrícula e titulação nos cursos de mestrado desde 1961 e de doutorado, a partir de 1973, até o ano 2018, de modo a conhecer em que grau e instâncias vêm ocorrendo o avanço da presença feminina nestes cursos de pós-graduação stricto sensu tão  marcadamente ocupados pelo sexo  masculino.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Denilson Santos de Azevedo, Universidade Federal de Viçosa

Doutorado em Educação pela Universidade de São Paulo (USP). Professor associado da Universidade Federal de Viçosa (UFV).

Tatiani Gomes Gouvêa, Universidade Federal de Viçosa

Mestrado em Patrimônio Cultural, Paisagens e Cidadania pela Universidade Federal de Viçosa (UFV).  Assistente de administração na Universidade Federal de Viçosa (UFV).

Referências

AZEVEDO, D. S. de. Melhoramento do homem, do animal e da semente - O Projeto Político Pedagógico da Escola Superior de Agricultura e Veterinária do Estado de Minas Gerais (1920-1948): Organização e Funcionamento. 2005. 220 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 2005.

BARRETO, A. A mulher no ensino superior - distribuição e representatividade. Grupo Cadernos do GEA, n. 6, jul./dez. 2014.

BEZERRA, N. Mulher e universidade: a longa e difícil luta contra a invisibilidade. In: CONFERÊNCIA INTERNACIONAL SOBRE OS SETE SABERES NECESSÁRIOS À EDUCAÇÃO DO PRESENTE, 2010, Fortaleza. Anais [...]. Fortaleza, 2010. Disponível em: https://www.mp.ba.gov.br/sites/default/files/biblioteca/direitos-humanos/direitos-das-mulheres/artigostesesdissertacoes/teorias_explicativas_da_violencia_contra_mulheres/a_mulher_e_a_universidade.pdf. Acesso em: 20 fev. 2019.

BORGES, J. M.; SABIONI, G. S.; MAGALHÃES, G. F. P. A Universidade Federal de Viçosa no Século XX. 1. ed. Viçosa: Ed. da UFV, 2000.

BRUSCHINI, C. O trabalho da mulher brasileira nas décadas recentes. Estudos Feministas, v. 2, n. 2, p. 179-199, 1994.

CAPES – DINTER. Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Doutorado Interinstitucional. 2010. Disponível em: http://capes.gov.br/images/stories/

download/editais/Resultado_Capes_Setec_042009.pdf. Acesso em: 15 out. 2019.

COUTO, F. A. D. [Maio de 2016]. Viçosa: Programa Memória Viva. Entrevista concedida à TV Viçosa.

DEERE, C.; LEÓN, M. O empoderamento da mulher: direitos à terra e direitos de propriedade na América Latina. 1. ed. Porto Alegre: UFRGS, 2002.

ENES, T. Arquivo Histórico da Universidade Federal de Viçosa: subsídios e perspectivas para a história da educação superior no Brasil do século XX. In: CONGRESSO LUSO-BRASILEIRO DE HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO, 6., 2006, Uberlândia. Anais [...]. Uberlândia: Editora da UFU, 2006. CD-ROM.

FIÚZA, A. L. de. C. et al. Difusão de tecnologia e sexismo nas ciências agrárias. Ciência Rural, v. 39, n. 9, p. 2614-2620, 2009.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Síntese de indicadores sociais: uma análise das condições de vida da população brasileira: 2018 / IBGE. Coordenação de População e Indicadores Sociais. Rio de Janeiro: IBGE, 2018. Disponível em: https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv101629.pdf. Acesso em: 01 mar. 2019.

MEC. Ministério da Educação. Censo da educação superior 2016: Principais Resultados. Disponível em: http://download.inep.gov.br/educacao_superior/censo_

superior/documentos/2016/censo_superior_tabelas.pdf. Acesso em: 15 mar. 2018.

MELO, H. P. de.; LASTRES, H. M. M.; MARQUES, T. C. de. N. Gênero no sistema de ciência, tecnologia e inovação no Brasil. Niterói, v. 4, n. 2, p. 73-94, 2004.

OLIVER, G. de. S.; FIGUEIRÔA, S. F. de. M. Ceres, as mulheres e o sertão. Representações sobre o feminino e a agricultura brasileira na primeira metade do século XX. Cadernos Pagu, v. 29, p. 365-397, jul./dez. 2007.

PNADC. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua. Disponível em: https://www.ibge.gov.br/estatisticas/sociais/trabalho/9173-pesquisa-nacional-por-amostra

-de-domicilios-continua-trimestral.html?edicao=23018&t=destaques. Acesso em: 15 out. 2019.

SAFFIOTI, H. I. B. A mulher na sociedade de classes: mito e realidade. Petrópolis, Vozes, 1976. (Coleção Sociologia Brasileira, v. 4).

TOMAZONI, L. A mulher na ditadura militar: uma análise das limitações e consequências da participação política feminina. Cad. Esc. Dir. Rel. Int. (UNIBRASIL), Curitiba, v. 1, n. 22, p. 40-51, jan./jun. 2015. Disponível em: http://revistas.unibrasil.com.br/cadernosdireito/index.php/direito/article/view/837. Acesso em: 17 jul. 2019.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA. O lugar das mulheres na UFV. Disponível em: https://www2.dti.ufv.br/ccs_noticias/scripts/exibeNoticia.php?codNot=26814. Acesso em: 27 fev. 2019a.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA. Sapiens. Sistema de Apoio ao Ensino. Disponível em: https://www.ufv.br/. Acesso em: 23 fev. 2019b.

Downloads

Publicado

2021-05-03

Como Citar

AZEVEDO, D. S. de .; GOUVÊA, T. G. . A inserção da mulher no ensino de pós-graduação: o caso do Programa de Fitotecnia da UFV (1961-2018). Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 21, n. 00, p. e021011, 2021. DOI: 10.20396/rho.v21i00.8657176. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8657176. Acesso em: 20 set. 2021.