A escola unitária de Gramsci e os fundamentos da pedagogia histórico-crítica

vinculações teórico-conceituais no campo da didática

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/rho.v21i00.8658014

Palavras-chave:

Escola unitária, Pedagogia histórico-crítica, Didática

Resumo

 

Este artigo visa demonstrar as vinculações entre os fundamentos da pedagogia histórico-crítica e a proposta da escola unitária de Gramsci (2001) no campo da didática. O comunista Antônio Gramsci, conseguiu, apesar das imensas contradições impostas pelo encarceramento e censura infligidas pelo regime fascista italiano, propiciar subsídios para a teoria pedagógica marxista, fato que se comprova em sua proposta da escola unitária. Contudo, não chegou Gramsci a formular uma teoria pedagógica cabendo a Saviani (2008, 2013a, 2013c) e a um coletivo de outros intelectuais, dedicarem-se a desenvolver a teoria histórico-crítica, que vem se afirmando como a concepção e prática a serviço da materialização da escola de Gramsci. Ela tem o método de Marx (2008) como centralidade; mantém o rigor de análise sobre a sociedade capitalista e os compromissos com a sua erradicação, em prol da constituição da verdadeira universalidade e emancipação dos indivíduos do gênero humano em uma sociedade comunista.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcela Figueira Ferreira, Rede Pública Municipal de Fortaleza

Graduação em Pedagogia pela Universidade Estadual do Ceará (UECE). Professora Efetiva da Rede Pública Municipal de Fortaleza, CE. 

Anderson dos Anjos Pereira Pena, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás

Mestrado em Cultura, Memória e Desenvolvimento Regional pela Universidade do Estado da Bahia (UNEB). Professor Efetivo do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás (IFG).

Clarice Zientarski, Universidade Federal do Ceará

Doutorado em Educação pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Professora Adjunta da Universidade Federal do Ceará (UFC).

Referências

DUARTE, N. A anatomia do homem é a chave da anatomia do macaco. Educação & Sociedade, Campinas: CEDES, n. 71, p. 79-115, 2000.

DUARTE, N. A individualidade para si: contribuição a uma teoria histórico-crítica da formação do indivíduo. 3. ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2013. (Coleção educação contemporânea).

DUARTE, N. Os conteúdos escolares e a ressureição dos mortos: contribuição à teoria histórico-crítica do currículo. Campinas: SP: Autores Associados, 2016. (Coleção educação contemporânea).

DUARTE, N. Vygotski e o “aprender a aprender”: crítica às apropriações neoliberais e pós-modernas da teoria vigotskiana. 5. ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2011. (Coleção educação contemporânea).

FERREIRA, N. B. de. P. Catarse e literatura: uma análise com base na pedagogia histórico-crítica. In: MARSIGLIA, A. C. G. (Org.). Infância e pedagogia histórico-crítica. Campinas, SP: Autores Associados, 2013.

GASPARIN, J. L. Uma didática para a pedagogia histórico-crítica. 5. ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2009. (Coleção educação contemporânea).

GASPARIN, J. L.; PETENUCCI, M. C. Pedagogia histórico crítica: da teoria à prática no contexto escolar. Disponível em: http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/pde/arquivos/228-8.pdf. Acesso em: 19 maio 2019.

GRAMSCI, A. Cadernos do cárcere. 2. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2001. v. 2.

KOSIK, K. Dialética do concreto. 2. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1976.

LÊNIN, V. I. As tarefas das uniões da juventude (discurso no III Congresso de toda a Rússia da União Comunista da Juventude da Rússia – 2 de outubro de 1920). Revista HISTEDBR On-line, Campinas, número especial, p. 2-4, abr. 2011. Disponível em: file:///C:/Users/Age/Downloads/8639915-Texto%20do%20artigo-10473-1-10-20150902.pdf. Acesso em: 06 set. 2019.

LEONTIEV, A. O desenvolvimento do psiquismo. Tradução de Manual Dias Duarte, Lisboa: Livros Horizonte, 1978.

LURIA, A. R. Desenvolvimento cognitivo: seus fundamentos culturais e sociais. Tradução de Fernando Limorgeli. 8. ed. São Paulo: Ícone, 2017.

MARSIGLIA, A. C. G. Contribuições para os fundamentos teóricos da prática pedagógica histórico-crítica. In: MARSIGLIA, A. C. G. (org.). Infância e pedagogia histórico-crítica. Campinas, SP: Autores Associados, 2013.

MARSIGLIA, A. C. G.; MARTINS, L. M.; LAVOURA, T. N. Rumo à outra didática histórico-crítica: superando imediatismos, logicismos formais e outros reducionismos do método dialético. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 22, p. 1-28, 2019. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8653380/19234. Acesso em; 23 set. 2020.

MARTINS, L. M. Da formação humana em Marx à crítica da pedagogia das competências. In: DUARTE, N. (org.). Crítica ao fetichismo da individualidade. 2. ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2012.

MARTINS, L. M. O desenvolvimento do psiquismo e a educação escolar: contribuições à luz da psicologia histórico-cultural e da pedagogia histórico-crítica. Campinas, SP: Autores Associados, 2013.

MARX, K. Contribuição à crítica da economia política. 2. ed. São Paulo: Expressão Popular, 2008.

MÉSZÁROS, I. A educação para além do capital. Tradução Isa Tavares. 2. ed. São Paulo: Boitempo, 2008. (Mundo do trabalho).

NASCIMENTO, M. I. M.; SBARDELOTTO, D. K. A Escola unitária: educação e trabalho em Gramsci. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, n. 30, p. 275-291, jun. 2008. Disponível em: https://www.fe.unicamp.br/pf-fe/publicacao/5157/art17_30.pdf. Acesso em: 24 set. 2020.

SAVIANI, D. Escola e democracia. 40. ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2008.

SAVIANI, D. Gramsci e a educação no Brasil. In: LOMBARDI, J. C.; MAGALHÃES, L. D. R.; SANTOS, W. da. S. (Org.). Gramsci no liminar do século XXI. Campinas, SP: Librum, 2013a.

SAVIANI, D. Introdução. Sobre a recepção de Gramsci na educação brasileira. In: LOMBARDI, J. C.; MAGALHÃES, L. D. R.; SANTOS, W. da. S. (Org.). Gramsci no liminar do século XXI. Campinas, SP: Librum, 2013b.

SAVIANI, D. Pedagogia histórico-crítica: primeiras aproximações. 11. ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2013c.

SENA JÚNIOR. C. Z. de. Por linhas tortas: controvérsias marxistas sobre a leitura e recepção de Gramsci no Brasil. In: LOMBARDI, J. C.; MAGALHÃES, L. D. R.; SANTOS, W. da. S. (Org.). Gramsci no liminar do século XXI. Campinas, SP: Librum, 2013.

TULESKI, S. C. Vygotski: a construção de uma psicologia marxista. 2. ed. Maringá: Eduem, 2008.

VYGOTSKI, L. S. A construção do pensamento e da linguagem. Tradução de Paulo Bezerra. 2. ed. São Paulo: Editora WMF: Martins Fontes, 2009. (Textos de psicologia).

VYGOTSKY, L. S. A transformação socialista do homem. Marxists Internet Archives, 2004. Disponível em: https://www.marxists.org/portugues/vygotsky/1930/mes/transformacao.htm. Acesso em: 23 set. 2020.

Downloads

Publicado

2021-06-01

Como Citar

FERREIRA, M. F. .; PENA, A. dos A. P.; ZIENTARSKI, C. A escola unitária de Gramsci e os fundamentos da pedagogia histórico-crítica: vinculações teórico-conceituais no campo da didática. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 21, n. 00, p. e021021, 2021. DOI: 10.20396/rho.v21i00.8658014. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8658014. Acesso em: 19 set. 2021.