Banner Portal
Programa Future-se
PDF

Palavras-chave

Educação superior
Neoliberalismo
Future-se

Como Citar

GOMES, Marco Antônio de Oliveira; RODRIGUES, Ana Paula Aires; PITA, Crislaine Aparecida; CAETANO, Suzane Meneses. Programa Future-se: ou como fazer a educação superior pública andar para trás. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, SP, v. 24, n. 00, p. e024003, 2024. DOI: 10.20396/rho.v24i00.8661345. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8661345. Acesso em: 24 maio. 2024.

Resumo

O artigo abrange o recorte histórico do governo Bolsonaro (2019-2022) e explicita uma análise preliminar do Programa Future-se, apresentado à sociedade pelo Governo Federal em julho de 2019. O intento com a produção deste texto é contribuir para o debate de modo a possibilitar uma compreensão mais ampla acerca das proposições presentes no referido programa. Salienta-se que a discussão apresentada se caracteriza como uma pesquisa documental, a partir da análise histórica das configurações sociais que contribuíram para a elaboração do Future-se. Essas configurações, por sua vez, em nossa avaliação, encontram-se alicerçadas no ideário neoliberal, que tende, via de regra, pautar as ações de modo mercadológico. Entendemos, portanto, que a hegemonia do neoliberalismo traz implicações para todas as esferas da vida social atual. A análise nos levou a considerar que o Programa Future-se representa uma real ameaça a autonomia universitária e suas proposições afetarão de modo negativo a educação pública superior. Isso porque, segundo nossa avaliação, trata-se de um cavalo de Tróia, que se apresenta como modernizador, mas, tende a abrir precedentes que poderão implicar na concretização de políticas neoliberais, por meio do vínculo público-privado.

https://doi.org/10.20396/rho.v24i00.8661345
PDF

Referências

ABBAGNANO, N. Dicionário de filosofia. Tradução de Ivone Castilho Benedetti. 5. Ed. São Paulo: Martins Fontes, 2007.

ANDIFES. Carta de Vitória sobre o projeto future-se. 176º Reunião do Conselho Pleno da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior – Andifes, 25 e 26 de julho, Vitória, ES, 2019. Disponível em: https://www.unifesp.br/noticias-anteriores/item/3960-carta-da-andifes-sobre-o-projeto-future-se. Acesso em: 28 ago. 2020.

BASSO, J. D.; BEZERRA NETO, L. As influências do neoliberalismo na Educação brasileira: algumas considerações. Itinerarius Reflectionis Revista Eletrônica do Curso de Pedagogia do Campus, Jataí, v. 1, n. 16, jan./mar. 2014. Disponível em: https://revistas.ufj.edu.br/rir/article/view/29044/17224. Acesso em: 20 ago. 2020.

BATISTA, R. L. A ofensiva do capital e a reestruturação produtiva no final do século XX. In: TOLEDO, C. de A. A. de; NOMA, A. K. (org.). Políticas públicas educação na Contemporaneidade. Maringá: Eduem, 2017. p. 35-56. (Coleção Políticas e gestão da educação, v. 1).

BOITO JUNIOR, A. Política neoliberal e sindicalismo no Brasil. 2. ed. São Paulo: Xamã, 1999.

BOLSONARO diz que MEC estuda 'descentralizar' investimento em cursos de filosofia e sociologia. G1 Educação [online], 26 abr. 2019. Disponível em: https://g1.globo.com/educacao/noticia/2019/04/26/bolsonaro-diz-que-mec-estuda-descentralizar-investimento-em-cursos-de-filosofia-e-sociologia.ghtml. Acesso em: 30 maio 2023.

BRASIL. Lei 10.260/2001. Dispõe sobre o Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior e dá outras providências. Câmara de deputados. Brasília (DF), 2001. Disponível em: https://www2.camara.leg.br/legin/fed/lei/2001/lei-10260-12-julho-2001-329619-publicacaooriginal-1-pl.html. Acesso em: 30 de ago. de 2020.

BRASIL. Lei nº 11.096, de 13 de janeiro de 2005. Institui o Programa Universidade para Todos – PROUNI – regula a atuação de entidades beneficentes de assistência social no ensino superior; altera a Lei no 10.891, de 9 de julho de 2004, e dá outras providências. Diário Oficial da [República Federativa do Brasil], Brasília, DF, 14 jan. 2005. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2005/lei/l11096.htm. Acesso em: 30 de ago. de 2020.

BRASIL. Lei nº 4.024 de 20 de dezembro de 1961. Fixa as Diretrizes e Bases para a Educação Nacional. Disponível em: http://www.jusbrasil.com.br/legislacao/108164/lei-dediretrizes-e-base-de-1961-lei-4024-61. Acesso em: 29 ago. 2020.

BRASIL. Ministério da Administração Federal e da Reforma do Estado. Câmara de Reforma do Estado. Plano Diretor da Reforma do Aparelho do Estado. Brasília (DF): Presidência da República; Câmara de Reforma do Estado, 1995. Disponível em: http://bresserpereira.org.br/documents/mare/planodiretor/planodiretor.pdf Acesso em: 25 ago. 2020.

BRASIL. Ministério da Educação. Projeto de Lei de 2019. Institui o Programa Universidades e Institutos Empreendedores e Inovadores – Future-se, e dá outras providências. Disponível em: http://estaticog1.globo.com/2019/10/16/minuta_de_anteprojeto_de_lei__futurese__gt__portaria_1701__16102019.pdf?_ga=2.255942539.105700768.1579370451-399226138.1524520246. Acesso em: 30 ago. 2020.

CARDOSO, A. M. A década neoliberal: e a crise dos sindicatos no Brasil. 1. ed. São Paulo: Boitempo, 2003.

DIRIGENTES da Andifes concedem entrevista sobre o Future-se. Correio Braziliense, 17 de julho de 2019. Disponível em: https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/eu-estudante/ensino_ensinosuperior/2019/07/17/interna-ensinosuperior-2019,771653/ao-vivo-dirigentes-da-andifes-concedem-entrevista-sobre-o-future-se.shtml. Acesso em: 30 maio 2023.

FRIGOTTO, G. Sociedade e educação no governo Bolsonaro: anulação de direitos universais, desumanização e violência. Revista Desenvolvimento e Civilização, v. 2, n. 2, jul./dez. 2021. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/rdciv/article/viewFile/66270/41708 Acesso: 10 dez. 2021.

GONÇALVES FILHO, A.; FARAGE, E. Educação Superior Pública e o Future-se: o projeto do capital em tempos de ascensão da extrema direita. Revista Em Pauta: teoria social e realidade contemporânea, v. 17, n. 44, 2019. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/revistaempauta/article/view/45210/30942. Acesso em: 01 dez. 2021.

HOBSBAWM, E. A era dos extremos: o breve século XX (1914-1991). Tradução: Marcos Santarrita. 2º ed. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.

LENIN, V. I. O Estado e a revolução. 2. ed. São Paulo: Expressão Popular, 2010.

LIRA, F. R. F. T. de. Do socialismo ao neoliberalismo: o Chile dos anos 1970. Vitrine da conjuntura, Curitiba, v. 3, n. 6, ago. 2010. Disponível em: https://img.fae.edu/galeria/getImage/1/261427454798353.pdf. Acesso em: 10 ago. 2020.

LOWY, M. (org.). Revoluções. Tradução de Yuri Martins Fontes. São Paulo: Boitempo, 2009.

MENEZES, D.; PERA, G. "É a maior revolução na área de ensino no país dos últimos 20 anos, diz ministro". 2019a. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/ultimas-noticias/12-acoes-programas-e-projetos-637152388/83511-e-a-maior-revolucao-na-area-de-ensino-no-pais-dos-ultimos-20-anos-diz-ministro. Acesso em: 30 maio 2023.

MENEZES, D.; PERA, G. MEC apresenta programa de inovação no ensino superior para reitores de universidades. 2019b. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=78201:mec-apresenta-programa-de-inovacao-no-ensino-superior-para-reitores-de-universidades&catid=212#:~:text=%E2%80%9CO%20Future%2Dse%20%C3%A9%20um,a%20muitas%20m%C3%A3os%E2%80%9D%2C%20explicou. Acesso em: 25 ago. 2020.

MINISTRO da educação afirma que universidade é para 'somente algumas pessoas. O Globo, 30 de janeiro de 2019a. Disponível em: https://oglobo.globo.com/sociedade/ministro-da-educacao-afirma-que-universidade-para-somente-algumas-pessoas-23414713. Acesso em: 25 ago. 2020.

MINISTRO da educação diz que filmar professores em aula é direito dos alunos. O Estadão, São Paulo, 28 abr. 2019b. Disponível em: https://politica.estadao.com.br/noticias/geral,ministro-da-educacao-diz-que-filmar-professores-em-aula-e-direito-dos-alunos,70002808189. Acesso em: 25 ago. 2020.

MORAES, R. Neoliberalismo: de onde vem para onde vai? São Paulo: Senac, 2001.

NOMA, A. K. O Neoliberalismo: doutrina, movimento e conjunto de políticas. In: TOLEDO, C. de A. A. de; NOMA, A. K. (org.). Políticas públicas educação na Contemporaneidade. Maringá: Eduem, 2017. p. 35-56. (Coleção Políticas e gestão da educação, v. 1).

ORSO, J. P. Neoliberalismo: equívocos e consequências. In: LOMBARDI, J. C.; SANFELICE, J. L. (org.). Liberalismo e educação em debate. Campinas: Autores Associados, 2007.

PERRUDE, M. R. da S. Reforma do Estado e da educação no Brasil a partir da década de 1990: novos padrões de administração pública e de gestão educacional. In: TOLEDO, C. de A. A. de; NOMA, A. K. (org.). Políticas públicas educação escolar no Brasil. Maringá: Eduem, 2017. p. 42-57. (Coleção Políticas e gestão da educação, v. 2).

SILVA, A. V. M. da. A pedagogia tecnicista e a organização do sistema de ensino brasileiro. Revista HISTEDBR On-Line, v. 16, n. 70, p. 197-209, 2017. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8644737/15765. Acesso em: 20 de ago. de 2020.

SILVA, I. G. A reforma do Estado brasileiro nos anos 90: processos e contradições. Lutas Sociais, n. 7, 2001. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/ls/article/view/18778/13962. Acesso em: 15 ago. 2020.

SILVA, L. M. Considerações sobre o “Programa Institutos e Universidades Empreendedoras e Inovadoras – FUTURE-SE”. Brasília: Mauro Menezes & Advogados, 2019. Disponível em: http://oppceufc.files.wordpress.com/2019/08/ajn_fut_anexo-circ293-19.pdf. Acesso em: 30 ago. de 2020.

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Dissecando o currículo do Ministro da Educação. Jornal do Campus, 01 maio 2019. Disponível em: http://www.jornaldocampus.usp.br/index.php/2019/05/dissecando-o-curriculo-do-ministro-da-educacao/ Acesso em: 30 ago. 2020.

VIANA, N. Breve história do neoliberalismo. Revista Enfrentamento, n. 5, p. 4-10, jul./dez. 2008, Disponível em: https://www.academia.edu/2772090/Breve_Hist%C3%B3ria_do_Neoliberalismo. Acesso em: 14 ago. 2020.

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.

Copyright (c) 2024 Marco Gomes; Ana Rodrigues; Crislaine Pita; Suzane Caetano

Downloads

Não há dados estatísticos.