Ressurgências e sobrevivências das ideias de Warburg

Autores

DOI:

https://doi.org/10.24978/mod.v4i3.4672

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Emerson Dionisio Gomes de Oliveira, Universidade de Brasília

Docente e pesquisador do Departamento de Artes Visuais, no Programa de Pós-graduação em Artes Visuais e no Programa de Ciência da Informação da Universidade de Brasília. Pesquisador CNPq.

Maria de Fátima Morethy Couto, Universidade Estadual de Campinas

Couto é professora Livre-Docente do Instituto de Artes da Unicamp. Em seu estágio de pós-doutorado, realizado no Centro de Pesquisa TrAIN da University of the Arts (Londres), com bolsa da FAPESP, e no INHA (Paris) analisou a passagem de artistas ligados à arte construtiva/cinética oriundos da América do Sul, em Londres e Paris, durante as décadas de 1950/70. Já publicou diversos artigos referentes a este tema.

Marize Malta, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Malta é professora de história da arte/ artes decorativas/ ambiências interiores na Escola de Belas Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro.  Graduada em Arquitetura (USU), mestre em História da Arte (EBA-UFRJ) e doutora em História (UFF). Seu domínio de investigação é em história e teoria das ambiências, artes decorativas, arte doméstica, objetos do mal, coleções e modos de exibição.

Referências

ABREU, P. K. V. Desenhos de figurinos de Alexandra Exter para Aelita, rainha de Marte. Revista De História da Arte e da Cultura, 1(1), 81-104. Disponível em: ˂https://doi.org/10.20396/rhac.v1i1.13681˃.

ALLOA, E. Virada icônica: um apelo por três voltas no parafuso. Tradução de Aline Rena. MODOS. Revista de História da Arte. Campinas, v. 3, n.1 , p. 91-113, jan. 2019. Disponível em: ˂https://doi.org/10.24978/mod.v3i1.4077˃.

BARBOZA MARTÍNEZ, A. Sobre el método de la interpretación documental y el uso de las imágenes en la sociología: Karl Mannheim, Aby Warburg y Pierre Bourdieu. Sociedade e Estado, vol. 21, n. 2, p.391-414, ago 2006.

BARRETO, K. M. O 31º Panorama da Arte Brasileira como montagem em Warburg, Revista Palíndromo, vol.5, n.9. Disponível em: ˂https://doi.org/10.5965/2175234605092013210˃.

BARTHOLOMEU, C. Dossiê Aby Warburg, Arte & Ensaios, n. 19, 2009, p.118-143.

BICUDO BÁRBARA, L. Aby Warburg em português. Discurso, 46(1),255-270, 2016. Disponível em: ˂https://doi.org/10.11606/issn.2318-8863.discurso.2016.119164˃.

BINLOT, A. “Above, below, beneath” provides a window into the political stakes of Ebony G. Patterson's decadent, intricate tapestries from Document's Fall/Winter 2018 issue, Document Journal, nº13, nov. 2018. Disponível em: ˂https://www.documentjournal.com/2018/11/ebony-g-patterson-flashes-her-discordant-opulence/˃.

BORGES, C.; JESUS, S. de. Memória de gestos na obra de Agnès Varda: pintura, fotografia, cinema, ARS (São Paulo), vol. 8, n. 16, p. 65-72, 2010. Disponível em: ˂https://doi.org/10.1590/S1678-53202010000200005˃.

BURUCÚA, J. E. Historia, arte, cultura. De Aby Warbug a Carlo Ginzburg.1 edición. Buenos Aires, Fundo de Cultura Económica, 2003.

_____. Repercussões de Aby Warburg na América Latina, Concinnitas, vol. 21, n. 2, dez. 2012, p.252-280. Trad. de Alberto Chillón. Disponível em: ˂https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/concinnitas/article/view/12434/9655˃.

CAMPOS, D. Q. Uma ninfa à perseguir cabeças: imagens de Salomé na coluna Garotas do Alceu, ARS (USP), vol.14, nº28, 2016. Disponível em:˂https://doi.org/10.11606/issn.2178-0447.ars.2016.118373˃.

_____. Uma outra ninfa moderna: A pin-up como uma ninfa de Aby Warburg e Georges Didi-Huberman, Porto Arte, vol.22, nº36, 2017. Disponível em: ˂https://doi.org/10.22456/2179-8001.56421˃.

_____; FLORES, M. B. R. Vênus Desnuda: a nudez entre o pudor e o horror. REVISTA BRASILEIRA DE ESTUDOS DA PRESENÇA, v. 8, p. 248-276, 2018.

CAMPOS, L. E. Conhecendo Aby Warburg, Trans/Form/Ação, vol. 37, n. 1, p. 151-162, abril 2014. Disponível em <https://doi.org/10.1590/S0101-31732014000100008>.

CASSIRER, E.; VIEIRA NETO, S. O lugar de Kepler na história intelectual europeia. Cadernos De Filosofia Alemã: Crítica E Modernidade, 25(1), 165-174, 2020 Disponível em: ˂https://doi.org/10.11606/issn.2318-9800.v25i1p165-174˃.

COLI, J. Polaridades e anacronismos no pensamento de Warburg. MODOS. Revista de História da Arte. Campinas, v. 1, n. 2, p.09-21, mai. 2017. Disponível em: ˂https://doi.org/10.24978/mod.v1i2.755˃.

COSTA, L. C. Da grade múltipla da montagem: perspectivas para a imagem crítica na contemporânea. MODOS. Revista de História da Arte. Campinas, v. 1, n. 2, p. 98-112, mai. 2017. Disponível em: ˂https://doi.org/10.24978/mod.v1i2.761˃.

DIDI-HUBERMAN, G.; FRANCA-HUCHET, P. Imagem, evento, duração. Pós: Revista do Programa de Pós-graduação em Artes da EBA/UFMG, vol. 2, n. 4, nov.2012. Disponível em: ˂https://periodicos-des.cecom.ufmg.br/index.php/revistapos/article/view/15454˃.

EFAL, A. A "Fórmula de Pathos" de Warburg nos contextos Psicanalítico e Benjaminiano. Arte & Ensaios, n 35, trad. de Vera Pugliese, p. 196-211, 2018,. Disponível em: ˂https://revistas.ufrj.br/index.php/ae/article/view/15661˃.

FARINA, M. Os arquivos da arte na pathosformeln das redes e nas ruínas do coletivo. MODOS. Revista de História da Arte. Campinas, v. 1, n.2, p. 113-123, mai. 2017. Disponível em: ˂https://doi.org/10.24978/mod.v1i2.762˃.

FERNANDES, C. Aby Warburg entre a arte florentina em retrato e em retrato de Florença na época de Lorenzo de Medici, História: Questões & Debates, vol. 41, n. 2, 2004. Disponível em: ˂https://revistas.ufpr.br/historia/article/view/4631˃.

_____. Jacob Burckhardt e Aby Warburg: da arte à civilização italiana do Renascimento, Locus-Revista de História, vol. 12, n. 1, p.127-143, 2006.

_____. Aby Warburg: a astrologia como instrumento de orientação do homem no cosmos, Concinnitas, vol. 20, n. 36, 2019a.

_____. Aby Warburg negli studi latino-americani, Engramma. La tradizione classica nella memoria occidentale, v. 165, 2019b. Disponível em: <http://www.engramma.it/eOS/index.php?id_articolo=3610>.

_____. Aby Warburg: intercâmbios culturais entre o Norte e o Sul. Visualidades, vol. 17, n. 26, 2019c. Disponível em: ˂https://doi.org/10.5216/vis.v17.57277>.

FLORES, M. B. R.; PETRY, M. B. Na caverna de Tarsila: sobrevivências do primitivo como presença do não colonial. MODOS. Revista de História da Arte. Campinas, v. 3, n.1, p. 115-132, jan. 2019. Disponível em: ˂https://doi.org/10.24978/mod.v3i1.3770˃.

FRANCA-HUCHET, P. A montagem de ontem ou relembrando disposições. MODOS. Revista de História da Arte. Campinas, v. 2, n.1, p.260-275, jan. 2018. Disponível em:˂https://doi.org/10.24978/mod.v2i1.907˃.

GASPARETTO, D.A. Modos de conectar em redes instáveis. MODOS. Revista de História da Arte. Campinas, v. 2, n.2, p.73-90, mai. 2018. Disponível em: ˂https://doi.org/10.24978/mod.v2i2.915˃.

GOLDSTEIN, I. S. Da “representação das sobras” à “reantropofagia”: povos indígenas e arte contemporânea no Brasil. MODOS. Revista de História da Arte. Campinas, v. 3, n. 3, p. 68-96, set. 2019. Disponível em: ˂https://doi.org/10.24978/mod.v3i3.4304˃.

JACOBINI, M. L. De influências e sobrevivências: a transposição de uma memória de imagens por entre movimentos artísticos-culturais, Galáxia (São Paulo), n.31, p.196-200, jun 2016.

JOSCHKE, C. Para que serve a iconografia política? 19&20, Rio de Janeiro, v. XV, n. 1, jan.-jun. 2020. Trad. Arthur Valle. Disponível em:˂http://www.dezenovevinte.net/ha/joschke.htm˃.

LEHMKUHL, L. O lugar da imagem na reinstalação warburguiana, ArtCultura, 7 (11), 2005. Disponível em: ˂http://www.seer.ufu.br/index.php/artcultura/article/view/1354˃.

LISSOVSKY, M. A vida póstuma de Aby Warburg: por que seu pensamento seduz os pesquisadores contemporâneos da imagem?. Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi. Ciências Humanas, Belém, v. 9, n. 2, p. 305-322, ug. 2014 . Disponível em: ˂https://doi.org/10.1590/1981-81222014000200004˃.

MAGNANI, M. C. A. Sibilas: a sobrevivência das profetisas pagãs no mundo cristão, Horizonte. Revista de Estudos de Teologia e Ciências da Religião, vol. 17, n. 54, dez. 2019.

MALINOWSKI, G. Ato, atalho e vento: as fórmulas de páthos na história do cinema, Galáxia (São Paulo), n.37, p.109-119, abr. 2018.

MARTÍNEZ, I. U. El Arte como manipulación en Aby Warburg, Revista de Filosofia: Aurora, vol. 22, n. 31, 2010. Disponível em: ˂https://periodicos.pucpr.br/index.php/aurora/article/view/2542˃.

MARTINS, T. O museu como ensaio contemporâneo, Pós: Revista do Programa de Pós-graduação em Artes da EBA/UFMG, vol. 7, n. 13, mai.2017. Disponível em: ˂https://periodicos.ufmg.br/index.php/revistapos/article/view/15704˃.

MATA, L. C. da. Mimetismo e metamorfose. Revista do Instituto de Estudos Brasileiros, (61), 103-121, 2015. Disponível em: ˂https://doi.org/10.11606/issn.2316-901X.v0i61p103-121˃.

MATTOS, C. V. Arquivos da Memória: Aby Warburg e a História da Arte e a Arte Contemporânea, Concinnitas, vol.11, 2007, p.130-139.

OLIVEIRA, F.C.; OLIVEIRA, N. Leis, Serpentes e Baratas: análise reconstrutiva da sobrevivência das formas de fundamentos do Direito Moderno e seus efeitos na realidade brasileira. Sequência (Florianópolis), n. 81, p. 131-154, abr. 2019. Disponível em: ˂http://dx.doi.org/10.5007/2177-7055.2019v40n81p131˃.

PÉREZ-ORAMAS, L. Parangolé-Botticelli: pensamento da montagem e razão prática da história da arte. Forma transicional e geometria do carnaval, ARS (São Paulo), ago 2017, vol. 15, n.30, p.233-254.

PUGLIESE, V. Jonhann J. Winckelmann e Aby Warburg: diferentes olhares sobre os antigos e seus tempi, Archai. Revista sobre as Origens do Pensamento Ocidental, n. 18, p. 171-215, sept.-dec 2016. Disponível em: ˂http://dx.doi.org/10.14195/1984 -249X_18_5˃.

_____. A expografia de Lina Bo Bardi como mesa de montagem: transparências, opacidades e genealogias. MODOS. Revista de História da Arte. Campinas, v. 1, n. 2, p. 145-168, mai. 2017. Disponível em: ˂https://doi.org/10.24978/mod.v1i2.747˃.

SAMAIN, E. As ‘Mnemosyne(s) de Aby Warbug: Entre Antropologia, Imagens e Artre, Poiesis, n. 17, jul. 2011. Disponível em: ˂https://doi.org/10.22409/poiesis.1217.29-51˃.

_____. Antropologia, imagens e arte. Um percurso reflexivo a partir de Georges Didi-Huberman, Cadernos de Arte e Antropologia, vol. 3, n. 2, 2014, Disponíve em: ˂https://doi.org/10.4000/cadernosaa.391˃.

SIMÕES, I. M. Não há neutralidade: montagem fílmica e exposição para escritas de histórias da arte. MODOS. Revista de História da Arte. Campinas, v. 2, n. 3, p. 67-83, set. 2018. Disponível em: ˂https://doi.org/10.24978/mod.v2i3.1051˃.

TEIXEIRA, F. C. Aby Warburg e a pós-vida das Pathosformeln antigas. História da Historiografia: International Journal of Theory and History of Historiography, v. 3, n. 5, p. 134-147, 13 set. 2010.

TRENTO, F. B. Vivendo sob os murmúrios de Atlas. Galáxia (São Paulo), n.35, p.132-139, ago 2017.

TONIN, T. “A recepção italiana de Aby Warbug entre filologia e historiogradia da arte”, Palíndromo, v. 11, n. 24, p. 162-179, maio 2019. Disponível em: ˂http://dx.doi.org/10.5965/2175234611242019162˃.

TORRES, N.; CORREA, J. El dinero, una bomba molotov: supervivencias warburguianas en el arte latinoamericano post 68, Poiesis, v. 20, n. 34, 2019. Disponível em: ˂https://doi.org/10.22409/poiesis.v20i34.36385˃.

VALIO, L. B. M. Um projeto mais amplo de cidade: a memória de Lina Bo Bardi por Renata Lucas. MODOS. Revista de História da Arte. Campinas, v. 2, n. 2, p.54-71, mai. 2018. Disponível em: ˂https://doi.org/10.24978/mod.v2i2.902˃.

VIDICA, A. R. Tempo andante da intervenção urbana: relações temporais nas obras Imagens Posteriores, Giganto e Polaroides (in)visíveis. MODOS. Revista de História da Arte. Campinas, v. 2, n.1, p.111-131, jan. 2018. Disponível em: ˂https://doi.org/10.24978/mod.v2i1.900˃.

VIEIRA NETO, S. A. O Quattrocento florentino e a historiografia da arte em Aby Warburg, História da Historiografia: International Journal of Theory and History of Historiography, v. 11, n. 28, 8 dez. 2018.

WEDEKIN, L. A sublevação de Atlas: notas sobre o método de Georges Didi-Huberman, Revista Educação, Artes e Inclusão, vol.15, n. 1, 2019.

WARBURG, A. O problema está no meio. In: _____. A renovação da Antiguidade pagã: contribuições científico-culturais para a história do Renascimento europeu. Rio de Janeiro: Contraponto, 2013.

Downloads

Publicado

2020-09-01

Como Citar

GOMES DE OLIVEIRA, E. D.; COUTO, M. de F. M.; MALTA, M. Ressurgências e sobrevivências das ideias de Warburg. MODOS: Revista de História da Arte, Campinas, SP, v. 4, n. 3, p. 05–14, 2020. DOI: 10.24978/mod.v4i3.4672. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/mod/article/view/8662695. Acesso em: 18 ago. 2022.

Edição

Seção

Editorial

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 > >>