Atlântica Moderna: a natureza feita de crochê e vidro

Produção artística e saber artesanal em Ana Maria Tavares e Lina Bo Bardi

Autores

DOI:

https://doi.org/10.24978/mod.v4i2.4585

Palavras-chave:

Ana Maria Tavares. Lina Bo Bardi. Arte Brasileira Contemporânea. Artesanato. Design.

Resumo

A produção da artista Ana Maria Tavares é lembrada pelo diálogo crítico que estabelece com a construção do espaço contemporâneo, especialmente com a arquitetura e o design. Se nas décadas de 1990 e 2000 suas propostas colocavam em questão a configuração dos espaços de trânsito e consumo e suas bem arquitetadas “armadilhas”, a última década marca uma redefinição em sua trajetória. Através da análise da exposição Atlântica Moderna: Purus e Negros, realizada em 2014 no Museu da Vale em Vitória-ES, investigamos o significado da incorporação de peças feitas em crochê em sua produção. Tomando como referência importante a obra da arquiteta Lina Bo Bardi, e em especial seu encontro com o “pré-artesanato” nordestino, Tavares atribui novas camadas à visão política e antropológica que a arquiteta tinha frente ao popular nos anos 1960, incorporando questões que envolvem as relações entre arquitetura, paisagem e natureza.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marilia Solfa, Universidade Paulista

É mestre (2010) e doutora (2017) pelo Instituto de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo e docente na Universidade Paulista-UNIP.  Atua principalmente na linha de pesquisa “relações contemporâneas entre arte, arquitetura e design”.

Vanessa Rosa Machado, Universidade Federal de Viçosa

É mestre (2008) e doutora (2014) pelo Instituto de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo e docente na Universidade Federal de Viçosa. Atua na área de representação gráfica, linguagens visuais e arte brasileira.

Referências

ARAÚJO, A. O artesanato no campo expandido: as diferentes dimensões do fazer político. In: RENA, A. S. A; RENA, N. (org). Design e política. Belo Horizonte: Fluxos, 2014.

CAMPELLO, M. de F. M. B. Lina Bo Bardi: as moradas da alma. Dissertação (Mestrado). Escola de Engenharia de São Carlos - USP. São Carlos, 1997.

FERRAZ, M. C. (coord.). Museu de Arte de São Paulo. Portugal: Instituto Lina Bo e Pietro Maria Bardi, 1997.

FOSTER, H. Design as Crime. In: COLES, A. (ed.). Design and art. Cambridge, Mass.: MIT Press, 2007, p. 66-73.

MACHADO, V. R. Dos Parangolés ao Eat me: a gula ou a luxúria, mutações do “popular” na produção de Lina Bo Bardi, Lygia Pape e Hélio Oiticica nas décadas de 1960 e 1970. Tese (Doutorado). Instituto de Arquitetura e Urbanismo - USP. São Carlos, 2014.

MALASARTES, n.. 2, Rio de Janeiro: Imprinta. 1976.

PEREIRA, J. A. Lina Bo Bardi: Bahia, 1958-1964. Uberlândia: EDUFU, 2007.

RUBINO, S. Corpos, cadeiras, colares: Charlotte Perriand e Lina Bo Bardi, Cadernos. Pagu, Campinas, n. 34, p. 331-362, 2010.

RUBINO, S.; GRINOVER, M. Lina por escrito. São Paulo: Cosac & Naify, 2009.

SOLFA, M. Design: modos de [des]usos. Aproximações contemporâneas entre arte e design. Tese (Doutorado). Instituto de Arquitetura e Urbanismo - USP. São Carlos, 2017.

SUZUKI, M. Tempos de grossura: o design no impasse. São Paulo: Instituto Lina Bo e Pietro Maria Bardi, 1994.

_____. Lina e Lucio. Tese (Doutorado). Escola de Engenharia de São Carlos - USP. São Carlos, 2011.

TAVARES, A. M. Armadilhas para os sentidos: uma experiência no espaço-tempo da arte. Tese de Doutorado. São Paulo: ECA‐SP, 2000.

_____. Ana Maria Tavares: Depoimento. Belo Horizonte: C/Arte, 2003.

_____. Suspensão, mobilidade, deslocamentos, rotações: Arte e arquitetura feitas natureza-morta. In: LAGNADO, Lisette (org.). 27a. Bienal de São Paulo – Seminários, Rio de Janeiro: Cobogó, 2008, v. 1, p. 143-154.

_____. Natural-Natural: Paisagem e Artifício. Catálogo de exposição. Fortaleza: Centro Cultural Banco do Nordeste, 2013.

_____. Atlântica Moderna: Purus e Negros. Catálogo de exposição. Texto de Fabiola López-Durán e Nikki Moore. Rio de Janeiro: Imago, 2015.

_____. Entrevista concedida a Marilia Solfa. São Paulo, 16 mar. 2016.

_____. [Correspondência eletrônica pessoal]. Destinatários: Marilia Solfa e Vanessa Rosa Machado. Outono de 2020.

Downloads

Publicado

2020-05-25

Como Citar

SOLFA, M.; MACHADO, V. R. Atlântica Moderna: a natureza feita de crochê e vidro: Produção artística e saber artesanal em Ana Maria Tavares e Lina Bo Bardi. MODOS: Revista de História da Arte, Campinas, SP, v. 4, n. 2, p. 250–270, 2020. DOI: 10.24978/mod.v4i2.4585. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/mod/article/view/8662834. Acesso em: 2 fev. 2023.

Edição

Seção

Dossiê - A arte antiga no tempo presente