Sonia Andrade e Letícia Parente, duas videoartistas brasileiras em uma exposição de arte feminista de vanguarda dos anos 1970

Autores

DOI:

https://doi.org/10.24978/mod.v4i2.4553

Palavras-chave:

Artistas mulheres. Arte feminista. Exposições de arte feminista. Videoarte brasileira. Vanguarda dos anos 1970.

Resumo

Neste artigo, analisamos a presença de obras de Letícia Parente (1930-1991) e Sonia Andrade (1935) na exposição La Vanguardia Feminista de los años 70. Obras de la Verbund Collection, Vienna, sediada no Centro de Cultura Contemporânea de Barcelona, entre 2019 e 2020. Para tanto, estabelecemos como objetivo identificar intencionalidades no projeto curatorial, a partir da análise dos vídeos Preparação 1 e Tarefa 1, de Letícia Parente, e do vídeo sem título de Sonia Andrade, percorrendo também algumas das produções que compartilham o espaço expográfico com as obras das artistas brasileiras. Por procedimento metodológico, recorremos a investigações sobre videoarte brasileira; à análise de fotografias e diários de campo produzidos durante visitas à exposição e ao catálogo Sammlung Verbund: The Verbund Art Collection, Vienna, sobre a coleção de arte feminista a partir da qual a exposição foi elaborada. Por resultados, explicitamos contradições e potencialidades que atravessam a participação de Letícia Parente e Sonia Andrade na exposição La Vanguardia Feminista de los años 70.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Claudia França , Universidade Tecnológica Federal do Paraná

Na Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) é professora no Departamento Acadêmico de Desenho Industrial (DADIN) e doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Tecnologia e Sociedade (PPGTE). Atualmente é pesquisadora visitante na Universidade de Barcelona (UB), com bolsa pelo Programa de Doutorado-Sanduíche no Exterior (PDSE/CAPES).

Ronaldo Corrêa, Universidade Federal do Paraná

Mestre pelo PPGTE/UTFPR (2003), Doutor pelo PPGICH/UFSC (2008) e Pós-doutorado no PPGAS/UFRGS (2012-2013). Em 2007 realizou estágio de doutoramento no México- D.F., com bolsa da CAPES, no Posgrado en Ciéncias Antropológicas da Universidad Autónoma Metropolitana - unidad Iztapalapa. É professor no Departamento de Design da UFPR, do Programa de Pós-Graduação em Design na mesma instituição e professor convidado do Programa de Pós-Graduação em Tecnologia da UTFPR. 

Referências

CENTRO DE CULTURA CONTEMPORÂNEA DE BARCELONA (CCCB). Disponível em: < https://www.cccb.org/es/exposiciones/ficha/feminismos/231713>. Acesso em 15 dez. 2019.

COSTA, C. T. da. Videoarte no MAC. In: MACHADO, Arlindo (org). Made in Brasil. Três Décadas do Vídeo Brasileiro. São Paulo: Iluminuras, Itaú Cultural, 2007.

CRUZ, R. M. S. Cortes e recortes eletrônicos. In: MACHADO, Arlindo (org). Made in Brasil. Três Décadas do Vídeo Brasileiro. São Paulo: Iluminuras, Itaú Cultural, 2007.

hooks, b. O feminismo é para todo mundo: políticas arrebatadoras. Rio de Janeiro: Rosa dos tempos, 2018 [recurso digital].

MACHADO, A. As linhas de força do vídeo Brasileiro. In: MACHADO, A. (org). Made in Brasil. Três Décadas do Vídeo Brasileiro. São Paulo: Iluminuras, Itaú Cultural, 2007.

OLIVEIRA, M. M. de. Letícia Parente. The body and the opus as a witness of time. In: SCHOR, Gabriele. Feminist Avant-Garde. Art of the 1970s. The Sammlung Verbund Collection, Vienna. Munich, London, New York: Prestel, 2015.

PARENTE, A. Alô, é a Letícia? In: PARENTE, A.; MACIEL, K. (orgs.) Leticia Parente. Rio de Janeiro: +2 Editora, 2011.

SAMMLUNG VERBUND, 2020. Disponível em: <https://www.verbund.com/en-at/about-verbund/responsibility/art-collection>. Acesso em 03 jan. 2020.

SCHROEDER, C. S. As artes visuais sob vigilância: censura e repressão nos anos de ditadura. MODOS. Revista de história da arte. v. 3, n. 3, p. 45-59, 2019.

SCHOR, G. Feminist Avant-Garde. Art of the 1970s. The Sammlung Verbund Collection, Vienna. Munich, London, New York: Prestel, 2015.

TRIZOLI, T. Atravessamentos feministas: um panorama de mulheres artistas no Brasil dos anos 60/70. Tese (Doutorado). Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo: São Paulo, 2018.

Downloads

Publicado

2020-05-07

Como Citar

FRANÇA , A. C.; CORRÊA, R. Sonia Andrade e Letícia Parente, duas videoartistas brasileiras em uma exposição de arte feminista de vanguarda dos anos 1970. MODOS: Revista de História da Arte, Campinas, SP, v. 4, n. 2, p. 301–315, 2020. DOI: 10.24978/mod.v4i2.4553. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/mod/article/view/8662844. Acesso em: 18 ago. 2022.

Edição

Seção

Ex-posições / Resenhas