Waldemar Cordeiro e a Arteônica

reescrituras da arte digital no Brasil e na América Latina

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/modos.v5i2.8663931

Palavras-chave:

Arteônica, Waldemar Cordeiro, Arte digital, América Latina, Brasil

Resumo

Na passagem dos anos 1960 para os 1970, o artista brasileiro Waldemar Cordeiro (1925-1973) desenvolve suas primeiras obras em computer art a partir da aplicação do conceito matemático de “função derivada”. Na mesma época, organiza e participa de mostras e desenvolve uma série de ensaios antevendo que a utilização de recursos digitais seria um processo inevitável para o futuro da recepção da informação e da comunicação artística. Um olhar atento para a produção artística e teórica de Waldemar Cordeiro, depois de quase cinquenta anos de suas primeiras investidas no campo da arte e tecnologia, é uma excelente oportunidade não somente para revisitarmos sua trajetória, mas também para reescrevermos a história da arte digital e do pensamento sobre ela, colocando o Brasil e a América Latina em lugar central, e não periférico, em relação às narrativas europeias e estadunidenses. Waldemar Cordeiro e a Arteônica: reescrituras da arte digital no Brasil e na América Latina divide-se em três momentos. No primeiro, faremos uma pequena aproximação entre os teóricos da estética informacional e os ensaios de Waldemar Cordeiro, especialmente a partir de um dos seus textos mais instigantes, Arteônica, publicado no início dos anos 1970. No segundo momento, realizaremos uma breve leitura sobre a fase concretista e do concretismo semântico (ou popcretos) de Waldemar Cordeiro; discussão fundamental para o entendimento das questões colocadas pela fase da computer art (1969-1973). Para finalizar, analisaremos suas obras em arteônica no sentido de destacarmos as características de sua produção e sua relação com o contexto do país.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Priscila Arantes, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

Pesquisadora, curadora e professora do Departamento de Artes da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Pesquisadora colaboradora do Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo. 

Referências

ARANTES, P. Arte e mídia: perspectivas da estética digital. 2 ed. São Paulo, Editora Senac. São Paulo, 2012.

ARANTES, P. Digital Art in Brazil. In: CANDY, Linda; POLTRONIERI, Fabrizio; EDMONDS, Ernest (Eds.). Explorations in art and technology. London: Springer, 2018, p.93-100.

ARANTES, P. Post-History, Technical Images and Freedom in Times of Barbarism. Flusser Studies, Lugano, n. 18, p.1-8, nov. 2014. Disponível em: http://www.flusserstudies.net/sites/www.flusserstudies.net/files/media/attachments/arantes-post-history-archive.pdf. Acesso em: 17 ago. 2020.

ARANTES, P. Reescrituras da arte contemporânea: história, arquivo e mídia. Porto Alegre: Sulinas, 2015.

BELLUZZO, A. M. Waldemar Cordeiro: uma aventura da razão. São Paulo: MAC, 1986.

BENSE, M. Pequena Estética. São Paulo: Perspectiva, 1975.

CORDEIRO, W. Arte Concreta Semântica. In: CORDEIRO, A. Waldemar Cordeiro: Fantasia Exata. São Paulo: Itaú Cultural 2014, p.426-428.

CORDEIRO, W. Arteônica. In: CORDEIRO, A. Waldemar Cordeiro: Fantasia Exata. São Paulo: Itaú Cultural 2014, p.591-596.

CORDEIRO, A. Waldemar Cordeiro: Fantasia Exata. São Paulo: Itaú Cultural 2014.

COSTA, H. Waldemar Cordeiro: a ruptura como metáfora. São Paulo: Cosac & Naify; Centro Universitário Maria Antônia, 2002.

COUCHOT, E. A tecnologia na arte: da fotografia à realidade virtual. Porto Alegre: UFRGS, 2003.

FLUSSER, V. Filosofia da caixa preta. São Paulo: Hucitec, 1985.

MACHADO, A. Waldemar Cordeiro e a Arteônica. In: CORDEIRO, A. Waldemar Cordeiro: Fantasia Exata. São Paulo: Itaú Cultural, 2014, p.674-695.

MOLES, Abraham. Arte e computador. Porto. Afrontamento, 1990.

MORAIS, F. Reescrevendo a história da arte latino-americana. Disponível em: https://pt.scribd.com/document/63351505/Frederico-Morais-Reescrevendo-a-Historia-Da-America-Latina. Acesso em: 17 ago. 2020.

NUNES, F.V. Waldemar Cordeiro: da arte concreta ao “popcreto”. Disponível em: https://www.academia.edu/7099031/Waldemar_Cordeiro_da_arte_concreta_ao_popcreto_. Acesso em: 17 ago. 2020.

Downloads

Publicado

2021-10-15

Como Citar

ARANTES, P. Waldemar Cordeiro e a Arteônica: reescrituras da arte digital no Brasil e na América Latina. MODOS: Revista de História da Arte, Campinas, SP, v. 5, n. 2, p. 87–98, 2021. DOI: 10.20396/modos.v5i2.8663931. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/mod/article/view/8663931. Acesso em: 21 jan. 2022.

Edição

Seção

Artigos - Colaborações