O denominador comum da vanguarda

o prêmio Leirner de Arte Contemporânea

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/modos.v5i1.8664009

Palavras-chave:

Prêmio Leirner de Arte Contemporânea, Galeria de arte das folhas, Arte figurativa, Arte no segundo pós-guerra, Arte abstrata

Resumo

Este artigo examina as obras laureadas pelo Prêmio Leirner de Arte Contemporânea, distribuído anualmente entre 1958 e 1962 pela Galeria de Arte das Folhas, sediada em São Paulo. Financiados pelo industrial Isaí Leirner, os prêmios contemplavam as quatro categorias tradicionais da arte (pintura, escultura, desenho e gravura) e tinham caráter aquisitivo. Grande parte do conjunto é constituída por trabalhos abstratos de vertente não geométrica, mas há também um número considerável de trabalhos figurativos de tendências as mais diversas. Dadas a importância do Prêmio – um dos mais disputados à época – e a heterogeneidade do conjunto, faz-se necessário repensar as narrativas canônicas relativas à produção artística no Brasil entre o final da década de 1950 e início dos anos 1960. A julgar pelos Prêmios Leirner, a abstração lírica se desdobrava em múltiplas facetas, os artistas figurativos continuavam sendo reconhecidos, enquanto o concretismo e o neoconcretismo estavam longe de figurar na ordem do dia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Regina Teixeira de Barros, Universidade de São Paulo

Doutora em Estética e História da Arte pela Universidade de São Paulo.

Referências

ABRAMO, L. Savério Castellano. In: Clara Heteny, Gisela Eichbaum, Savério Castellano. São Paulo: Galeria de Arte das Folhas, jun. 1958.

ALVAREZ, M. Calligraphic Abstraction and Postwar Brazilian Informalist Painting. In: ALVAREZ, M.; FRANCO, A. (Orgs.). New Geographies of Abstract Art in Postwar Latin America. New York: Routledge, 2019.

ALVAREZ, M. Minor Transnational Brazilian Art, Third Text, 30: 1-2, p. 76-89, 22 dec. 2016. Disponível em: https://www.academia.edu/30578369/Minor_Transnational_Brazilian_Art. Acesso em: 20 abr. 2020.

ATRIBUÍDOS ontem os Prêmios Leirner da temporada 61/62. Folha de São Paulo, 10 jun. 1962.

AVELAR, A. C. de. A raiz emocional: arte brasileira na crítica de Lourival Gomes Machado. São Paulo: Alameda, 2014.

BARROS, R. T. de. A Galeria de Arte das Folhas e o Prêmio Leirner de Arte Contemporânea: arte e meio artístico em São Paulo, 1958-1962. 2020. Tese. (Doutorado em Estética e História da Arte) – PPGEHA/USP, São Paulo, 2020. Disponível em: https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/93/93131/tde-03122020-214613/.

BARROS, S. T. de; MESQUITA, I. Introdução. In: Expressionismo no Brasil: heranças e afinidades. São Paulo: Fundação Bienal de São Paulo: Imprensa Oficial do Estado, 1985.

BARCINSKI, F. W. (Org.). Sobre a arte brasileira: da Pré-história aos anos 1960. São Paulo: WMF Martins Fontes: Sesc, 2014.

BARDI, P. M. Fernando Odriozola. In: Fernando Odriozola, José Antonio da Silva, Lisa Ficker Hofmann, Moussia Pinto Alves, Raimundo de Oliveira, Yolanda Mohalyi. São Paulo: Galeria de Arte das Folhas, nov. 1958.

BERKOWTZ, M. Apresentação de Anna Letycia. In: Aluísio Carvão, Anna Letycia, Frank Schaeffer, Mario Toral, Rubem Ludolf, Sergio Camargo. São Paulo: Galeria de Arte das Folhas, out. 1958.

COUTO, M. de F. M. Por uma vanguarda nacional: a crítica brasileira em busca de uma identidade artística (1940-1960). Campinas: Unicamp, 2004.

D’AMBROSIO, O. A. F. Um mergulho no Brasil naïf: a Bienal Naïfs do Brasil do SESC Piracicaba 1992 a 2010. 2013. Tese (Doutorado em Educação, Arte e História da Cultura) – Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2013. Disponível em: http://tede.mackenzie.br/jspui/bitstream/tede/2068/1/Oscar%20Alejandro%20Fabian%20DAmbrosio.pdf. Acesso em: 15 set. 2020.

FERRAZ, G. Apresentação de Marcelo Grassmann. In: Alberto Teixeira, Decio Ferreira, Marcelo Grassmann, Maria Leontina. São Paulo: Galeria de Arte das Folhas, ago. 1958.

FERRAZ, G. Apresentação de Alberto Teixeira. In: Alberto Teixeira, Aldo Bonadei, Darcy Penteado, Yolanda Mohalyi. São Paulo: Galeria de Arte das Folhas, abr. 1961.

GERMANO, M. Apresentação de Yolanda Mohalyi. In: Alberto Teixeira, Aldo Bonadei, Darcy Penteado, Yolanda Mohalyi. São Paulo: Galeria de Arte das Folhas, abr. 1961.

GERMANO, M. Rita Rosenmayer. In: Diogo Serra, Luigi Zanotto, Maria Antonieta de Sousa Barros, Paulo Becker, Rita Rosenmayer. São Paulo: Galeria de Arte das Folhas, nov. 1960.

MAGALHÃES, A. G. Um outro acervo do MAC USP: Prêmios-Aquisição da Bienal de São Paulo, 1951-1963. In: MAGALHÃES, A. G. (Org.). Um outro acervo do MAC USP. São Paulo: Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo, 2019, p. 26. Disponível em: http://www.livrosabertos.sibi.usp.br/portaldelivrosUSP/catalog/view/354/310/1291-1. Acesso em: 2 dez. 2019.

MONTOUCHET, P. C. Mozart Pellá. In: Ernestina Karman, José Antônio da Silva, Mozart Pellá, Pietro Nerici, Thomaz Ianelli. São Paulo: Galeria de Arte das Folhas, ago. 1960.

MORAIS, F. Felícia Leirner: a arte como missão. Campos do Jordão: Museu Felícia Leirner, 1991.

OKANO, M. Manabu Mabe. São Paulo: Folha de São Paulo: Instituto Itaú Cultural, 2013.

PEDROSA, M. Arte, necessidade vital. In: ARANTES, Otília (Org.). Forma e percepção estética. São Paulo: Edusp, 1996, p. 39-57.

PONTUAL, R. América Latina: geometria sensível. Rio de Janeiro: Jornal do Brasil, 1978.

TAVORA, M. L. L. O campo artístico da gravura em São Paulo: ensino, produção e circulação. In: COLÓQUIO DO COMITÊ BRASILEIRO DE HISTÓRIA DA ARTE: história da arte em transe. 37., 2017, Salvador. Anais... Salvador: CBHA, 2018, p. 396-403. Disponível em: http://www.cbha.art.br/coloquios/2017/anais/pdfs/Maria%20Luisa%20Luz%20Tavora.pdf. Acesso em: 31 out. 2019.

VIEIRA, J. G. Mostra conjunta para os Prêmio Leirner. Folha de São Paulo, 4 jun. 1962.

ZANINI, W. (Org.). História geral da arte no Brasil. São Paulo: Instituto Walther Moreira Salles, 1983. v. 2.

Downloads

Publicado

2021-02-08

Como Citar

BARROS, R. T. de . O denominador comum da vanguarda: o prêmio Leirner de Arte Contemporânea. MODOS: Revista de História da Arte, Campinas, SP, v. 5, n. 1, p. 199–214, 2021. DOI: 10.20396/modos.v5i1.8664009. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/mod/article/view/8664009. Acesso em: 26 nov. 2022.

Edição

Seção

Dossiê - Arte abstrata no Brasil: novas perspectivas