Notas sobre a exposição Transbordar

transgressões do bordado na arte

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/modos.v5i2.8665171

Palavras-chave:

Bordado, Gênero, Hierarquias artísticas

Resumo

O objetivo deste texto é comentar a exposição Transbordar: transgressões do bordado na arte, com curadoria de Ana Paula Simioni, realizada no Sesc Pinheiros entre 26 de novembro de 2020 e 8 de maio de 2021. Nossa metodologia baseou-se em visitas à exposição, leitura do catálogo da mostra e de referências bibliográficas que abordam o tema, o que inclui textos de autoria da curadora e de outros pesquisadores, especialmente no Brasil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Renata Dias Ferraretto Moura Rocco, Universidade de São Paulo

Doutora pelo Programa de Pós-Graduação Interunidades em Estética e História da Arte da Universidade de São Paulo. Pós-doutoranda no Museu de Arte Contemporánea da Universidade de São Paulo. 

Referências

BARDI, P. M. A família Graz-Gomide. In: CAT. EXP. A família Graz-Gomide. O art-déco no Brasil. São Paulo: Museu Lasar Segall, 1976.

CAT. EXP. Transbordar: transgressões do bordado na arte. SIMIONI, A. P. (Curadoria). São Paulo: Sesc, 2020. Disponível em: https://sesc.digital/conteudo/artes-visuais/exposicao-transbordar/catalogo-transbordar. Acesso em: 30 mar. 2021.

MALTA, M. Paninhos, agulhas e pespontos: a arte de bordar o esquecimento na história. In: SIMPÓSIO NACIONAL DE HISTÓRIA. 28., 2015, Florianópollis. Anais eletrônicos… Florianópolis: ANPUH, 2015, p.1-12.

SIMIONI, A. P. Bordado e transgressão: questões de gênero na arte de Rosana Paulino e Rosana Palazyan. Proa – Revista de Antropologia e Arte, Campinas, n. 2, vol. 1, p.1-20, 2010. Disponível em: http://www.ifch.unicamp.br/proa. Acesso em: 16 mar. 2021.

SIMIONI, A. P. Mulheres Modernistas: estratégias de consagração na arte brasileira. Tese de Livre-Docência. São Paulo: Instituto de Estudos Brasileiros, IEB, 2018.

SIMIONI, A. P. Regina Gomide Graz: modernismo, arte têxtil e relações de gênero no Brasil. Revista do Instituto de Estudos Brasileiros – IEB, São Paulo, n. 45, p.87-106, set. 2007.

SIMIONI, A. P. Transgressões do bordado na arte. CAT. EXP. Transbordar: transgressões do bordado na arte. São Paulo: Sesc, 2020.

SIMIONI, A. P.; MIGLIACCIO, L. Art déco no Brasil: Coleção Fulvia e Adolpho Leirner. São Paulo: Olhares, 2020.

SOUSA, Juliana Padilha. Tramas invisíveis: bordado e a memória do feminino no processo criativo. Orientadora: Dr.ª Benedita Afonso Martins. Dissertação (Mestrado em Artes) –Instituto de Ciências das Artes, Universidade Federal do Pará, Belém, 2019.

VASCONCELOS, M. C. C. . A educação doméstica no Brasil de oitocentos. Revista Educação em Questão, Natal, v.28, n.14, p.24-41, jan./jun. 2007. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/educacaoemquestao/article/view/4463. Acesso em: 16 mar. 2021.

WATT, M. Textile Production in Europe: Embroidery, 1600–1800. In: Heilbrunn Timeline of Art History. New York: The Metropolitan Museum of Art, 2000. Disponível em: http://www.metmuseum.org/toah/hd/txt_e/hd_txt_e.htm. Acesso em: out. 2003.

Downloads

Publicado

2021-10-15

Como Citar

ROCCO, R. D. F. M. . Notas sobre a exposição Transbordar: transgressões do bordado na arte. MODOS: Revista de História da Arte, Campinas, SP, v. 5, n. 2, p. 357–372, 2021. DOI: 10.20396/modos.v5i2.8665171. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/mod/article/view/8665171. Acesso em: 17 jan. 2022.

Edição

Seção

Ex-posições / Resenhas

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)