Gêneros artísticos em discussão através de coleções de objetos asiáticos

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/modos.v5i3.8665547

Palavras-chave:

Conceitos de arte, Gêneros artísticos, Coleção de arte japonesa no Brasil

Resumo

A partir de pesquisas de levantamento e de campo já realizadas das principais coleções asiáticas no Brasil – Ema Klabin, Instituto Moreira Salles, Museu Oscar Niemeyer e Museu da Imigração Japonesa – analisaremos e refletiremos sobre o alargamento de gêneros artísticos baseado na história da arte japonesa em contraponto à eurocêntrica. Assim, a metodologia utilizada será qualitativa, dentro de uma abordagem historiográfica, indutiva e analítica. As coleções estudadas foram formadas por mobilidades e conexões pessoais estabelecidas sem uma pré-agenda institucional, por dois empresários e um diplomata brasileiros bem como por imigrantes japoneses. Externam a não hierarquização de gêneros artísticos e descortinam a compreensão oriental tradicional de arte.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Madalena Hashimoto Cordaro, Universidade de São Paulo

Doutorado em Filosofia (Estética) pela Universidade de São Paulo. Professor Senior junto ao Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais na Escola de Comunicações & Artes. 

Michiko Okano, Universidade Federal de São Paulo

Doutorado em comunicação e semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Professor colaborador de pós-graduação da Universidade de São Paulo. Professor do programa de pós-graduação da Universidade Federal de São Paulo. Professsor adjunto 3 graduação história da arte da Universidade Federal de São Paulo. 

Referências

AZEVEDO, O.; AVANO, R.; LOSNAK, M. Haruo Ohara. Londrina: Positivo, 2008.

BELTING, H. O fim da história da arte. Tradução: Rodnei Nascimento. São Paulo: Cosac Naify, 2006.

BURGI, S. (Org.). Haruo Ohara. Rio de Janeiro: IMS, 2008. Disponível em: https://ims.com.br/exposicao/haruo-ohara-fotografias/.

COELHO, J. T. Gesto e detalhe. In: MUSEU OSCAR NIEMEYER. Ásia, a terra, os homens, os deuses. Curitiba: Museu Oscar Niemeyer, 2018. Catálogo da exposição, p. 15-28.

CONRAD, S. Historia global: una nueva visión para el mundo actual. Tradução: Gonzalo García. Barcelona: Editorial Planeta, 2017.

COSTA, P. de F. Sinfonia de objetos: a coleção de Ema Gordon Klabin. São Paulo: Iluminuras, 2007.

DE WAAL, E. A lebre com olhos de âmbar. Tradyção: Alexandre Barbosa. Rio de Janeiro: Intrínseca, 2011.

INSTITUTO MOREIRA SALLES (Ed.). Ukiyo-e pinturas do mundo flutuante. Coordenação, estudo iconográfico, textos e revisão do catálogo de Madalena Hashimoto Cordaro. São Paulo: Instituto Moreira Salles, 2008.

HASHIMOTO CORDARO, M. N. O sistema das artes no período Edo. In: PINACOTECA DO ESTADO DE SÃO PAULO (Ed.). O florescer das cores – a arte do período Edo. Tradução: Madalena Hashimoto Cordaro. São Paulo: Pinacoteca do Estado de São Paulo, Agência de Cultura do Japão, 2008, p. 319-325.

KAUFMANN, T. D. Towards a geography of art. Chicago: The University of Chicago Press, 2004.

KYLE CROSSLEY, P. O que é história global. Tradução: Vera Joscelyne. Petrópolis: Editora Vozes, 2015.

NAKATSUKA, H. Nippon vs bijutsu. Oboegaki [Japão vs belas-artes. Memorando]. In: MUSEU DE ARTE MODERNA DE OSAKA. Nippon vs bijutsu – kindai nihonga to gendai bijutsu: Taikan, Seihō kara Murakami Takashi made (Japão vs belas-artes – da nihonga moderna à arte contemporânea: de Taikan, Seihō até Takashi Murakami. Osaka: Tōhō Shuppan, 2006.

OKANO, M. A arte do Japão e da China. In: COSTA, P.F. (Org.). A coleção Ema Klabin. São Paulo: Fundação Cultural Ema Gordon Klabin, 2017, p. 127-139.

PINACOTECA DO ESTADO DE SÃO PAULO. O florescer das cores – a arte do período Edo. Tradução: Madalena N. Hashimoto Cordaro. São Paulo: Pinacoteca do Estado de São Paulo, Agência de Cultura do Japão, 2008 [Textos de: Aoki Tamotsu, Célia Oi, Kobayashi Ayako, Saitō Takamasa, Madalena Hashimoto Cordaro].

ROUSMANIERE, N. C. (Ed.). KAZARI Decoration and display in Japan 15th-19th centuries. New York: Japan Society, 2002.

SAID, E. W. Orientalismo: o Oriente como invenção do Ocidente. Tradução: Rosaura Eichenberg. São Paulo: Companhia das Letras, 1990.

SATŌ, D. Modern Japanese art and the Meiji state: the politics of beauty. Tradução: Hiroshi Nara. Los Angeles: Getty Research Institute, 2011.

TSUJI, N. History of art in Japan. Tradução: Nicole Coolidge Rousmaniere. New York: Columbia University Press, 2018.

Downloads

Publicado

2021-10-15

Como Citar

HASHIMOTO CORDARO, M. .; OKANO, M. Gêneros artísticos em discussão através de coleções de objetos asiáticos. MODOS: Revista de História da Arte, Campinas, SP, v. 5, n. 3, p. 197–221, 2021. DOI: 10.20396/modos.v5i3.8665547. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/mod/article/view/8665547. Acesso em: 26 nov. 2022.

Edição

Seção

Dossiê - A "virada global" como um futuro disciplinar para a História da Arte