Mestiçagem como problema visual

notas sobre a colonialidade do ver na América Latina

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/modos.v6i1.8666346

Palavras-chave:

Corpo, Imagem, Racialidade, Pintura de castas, Paulo Nazareth

Resumo

A partir da articulação entre imagens que suscitam questões raciais no contexto latino-americano – os regimes de visualidade sistematizados no México colonial em torno da mestiçagem/hibridização de diferentes grupos étnicos no século XVIII e a produção do artista brasileiro Paulo Nazareth na primeira década do século XXI – buscamos investigar possíveis elaborações poéticas e estratégias performativas que reposicionam enunciados acerca da formação de identidades nacionais na contemporaneidade latino-americana, destacando suas implicações hierárquicas, eugenistas e políticas na construção de determinado olhar diante dos corpos racializados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tadeu Ribeiro Rodrigues, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Doutorando no Programa de Pós-graduação em Artes da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, mestre em Estudos Contemporâneos das Artes pela Universidade Federal Fluminense e bacharel em História da Arte pela Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Referências

AMANCIO, T. Nós, os latinos?, 2019. Disponível em: <https://medium.com/@thomazamancio/n%C3%B3s-os-latinos-f7e273a2417c>. Acesso em: 05 jan. 2021.

BARRIENDOS, J. A colonialidade do ver: rumo a um novo diálogo visual epistêmico, Revista Epistemologias do Sul, v.3, n. 1, p. 38-56, 2019.

CASTRO-GÓMEZ, S. La hybris del punto cero: ciencia, raza e ilustración en la Nueva Granada (1750-1816). Bogotá: Editorial Pontificia Universidad Javeriana, 2005.

COSTA, L. C. Ambiguidade relevante: experiência itinerante e documentação visual, Revista Arte & Ensaios. Rio de Janeiro: 2016, n. 31, p. 60-69.

DUSSEL, E. Europa, modernidad y eurocentrismo. In: LANDER, E. A colonialidade do saber: eurocentrismo e ciências sociais. Perspectivas latino-americanas. Buenos Aires: CLACSO, 2005.

GONZALEZ, L. Por um feminismo afro-latino-americano. Organização de Flávia Rios e Márcia Lima. Rio de Janeiro: Zahar, 2000.

KATZEW, I. Casta painting: images of race in eighteenth-century Mexico. New Haven: Yale University Press, 2004.

MALDONADO-TORRES, N. A topologia do Ser e a geopolítica do conhecimento: Modernidade, império e colonialidade, Revista Crítica de Ciências Sociais, n.80, p. 71-114, 2008.

MIGNOLO, W. Historias locales/ diseños globales: colonialidad, conocimientos subalternos y pensamiento fronterizo. Madrid: Akal, 2003.

MUNANGA, K. Rediscutindo a mestiçagem no Brasil: identidade nacional versus identidade negra. Belo Horizonte: Autêntica, 2020.

NAZARETH, P. Entre-lugar: identidades em trânsito. Entrevista concedida a Michel Masson. Revista online do Departamento de Arquitetura e Urbanismo da Pontifícia Universidade Católica. Rio de Janeiro: PUC-Rio, 2018, v.4, n.6.

NAZARETH, P. Mas não se come com a mão de qualquer jeito, existe uma maneira [...]. Entrevis-ta concedida ao Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais da Escola de Belas Ar-tes, UFRJ, Revista Arte & Ensaios. Rio de Janeiro: 2019, n.38, p. 9-47.

NAZARETH, P. Paulo Nazareth: arte contemporânea/LTDA (textos J. Melo et al.). Rio de Janei-ro: Cobogó, 2012.

QUIJANO, A. Colonialidade do poder, Eurocentrismo e América Latina. In: A colonia-lidade do saber: eurocentrismo e ciências sociais. Perspectivas latino-americanas. Buenos Aires: CLACSO, 2005.

RODRÍGUEZ-GARCÍA, D. The Abomination of Hybridity: Mixophobia as State Policy, Glocalism: Journal of Culture, Politics and Innovation. 2013.

STOCKE, V. Los mestizos no nacen sino que se hacen. In: COELLO, A.; STOLCKE, V. (Org.). Identidades Ambivalentes en América Latina (Siglos XVI-XXI). Barcelona: Bellaterra, 2008, p. 14-51.

OLIVEIRA, E. de O. e. O mulato, um obstáculo epistemológico. Argumento, ano 1, n. 3. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1974.

TRIELLI RIBEIRO, G. O fim do fim da arte: a poética itinerante de Paulo Nazareth, Revista Landa. Florianópolis: UFSC, 2016, v.5, n.1.

Downloads

Publicado

2022-01-10

Como Citar

RODRIGUES, T. R. Mestiçagem como problema visual: notas sobre a colonialidade do ver na América Latina. MODOS: Revista de História da Arte, Campinas, SP, v. 6, n. 1, p. 540–562, 2022. DOI: 10.20396/modos.v6i1.8666346. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/mod/article/view/8666346. Acesso em: 11 ago. 2022.

Edição

Seção

Dossiê - Arte e diáspora africana: conflitos, cânones, recomeços