Artes e diáspora africana

conflitos, cânones, recomeços

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/modos.v6i1.8667936

Palavras-chave:

Arte da diáspora africana, Arte negra, Cânone Artístico, Racismo, Colonialismo

Resumo

O texto apresenta o dossiê “Artes e diáspora africana: conflitos, cânones, recomeços”, cuja chamada de contribuições foi feita em dezembro de 2020. Após uma brevíssima revisão do campo de estudos que, no Brasil, tratou do tema desde o início do século XX, são delineados os principais núcleos temáticos que orientaram a organização dos dezesseis artigos que compõem o dossiê. Simultaneamente, as linhas gerais de cada um dos artigos e algumas de suas interconexões são discutidas. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Arthur Valle, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Professor de História da Arte na Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Doutorou-se em Artes Visuais pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e realizou estágios pós-doutorais na Universidade Federal Fluminense, Niterói/Brasil e na Universidade Nova, Lisboa/Portugal. É membro do Comitê Brasileiro de História da Arte (CBHA) e do International Council on Monuments and Sites (ICOMOS). É editor do periódico eletrônico 19&20 (https://www.doi.org/10.52913/19e20).

Roberto Conduru, Southern Methodist University

Roberto Conduru doutorou-se em História na Universidade Federal Fluminense. Atualmente, é Endowed Distinguished Professor of Art History da Meadows School of the Artes, Southern Methodist University. Durante parte da preparação desse dossiê, no segundo semestre de 2021, esteve como Florence Gould Foundation Fellow no Clark Art Institute. É membro do Comitê Brasileiro de História da Arte (CBHA) e do International Council of Museums (ICOM).

Referências

ARAUJO, E. (org.). A Mão afro-brasileira: significado da contribuição artística e histórica. São Paulo, SP: Tenenge, 1988.

BARATA, M. Arte negra. Revista da Semana, v. 42, n. 20, p. 16-17 e 34, mai. 1941.

BARATA, M. A escultura de origem negra no Brasil. Brasil Arquitetura Contemporânea, n. 9, p. 51-56, 1957.

CUNHA, M. C. da. Arte afro-brasileira. In: ZANINI, W. (ed.). História Geral da Arte no Brasil. São Paulo: Instituto Walter Moreira Salles, 1983, v. 2, p. 973-1033.

FRANCIS, J. The Being and Becoming of African Diaspora Art. Journal of American Studies, v. 47, n. 2, p. 405-416, 2013.

FROTA, L. C. Mitopoética de 9 Artistas Brasileiros. Rio de Janeiro: FUNARTE, 1978.

LEITE, J. R. T. Pintores Negros do Oitocentos. São Paulo: Editora MWM, 1988

LODY, R. Coleção Perseverança: um documento de Xangô alagoano. Maceió: Universidade Federal de Alagoas, 1985.

LODY, R. O Negro no Museu Brasileiro: Construindo identidades. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2005.

LODY, R. O povo do santo: religião, história e cultura dos orixás, voduns, inquices e caboclos. Rio de Janeiro: Pallas, 1995.

MUNANGA, K. Arte afro-brasileira: O que é afinal? In: AGUILAR, Nelson (ed.). Mostra do Redescobrimento: Arte afro-brasileira. São Paulo: Associação Brasil 500 anos Artes Visuais, 2000, p. 98-111.

NASCIMENTO, A. do. Cultura e estética no Museu de Arte Negra. GAM: Galeria de Arte Moderna, Rio de Janeiro, n. 14, p. 21-22, 1968.

NASCIMENTO, A. do A arte negra: museu voltado para o futuro. In: NASCIMENTO, A. do. O quilombismo. Petrópolis: Vozes, 1980, p. 133-140.

QUERINO, M. As Artes na Bahia: Escorço de uma contribuição histórica. Salvador: Lyceu de Artes e Ofícios, 1909.

QUERINO, M. Artistas Baianos — indicações biográficas. Rio de Janeiro: Imprensa Nacional, 1909.

QUERINO, M. A raça africana e os seus costumes na Bahia. In Anais do V Congresso Brasileiro de Geografia. Salvador: Imprensa Oficial do Estado, 1916.

QUERINO, M. Costumes Africanos no Brasil. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1938.

RAMOS, A. Arte negra no Brasil. Cultura, n. 2, p. 189-212, 1949.

RIGAUD, M. Vè-Vè. Diagrammes rituels du Voudou. New York: French and European Publications Inc., 1974.

RODRIGUES, N. As bellas-artes nos colonos pretos do Brazil: a esculptura. Kósmos, Rio de Janeiro, ano I, n. 8, n. p., ago. 1904.

SALUM, M. H. L. Cem anos de arte afro-brasileira. In: AGUILAR, N. (ed.). Mostra do Redescobrimento: Arte afro-brasileira. São Paulo: Associação Brasil 500 anos Artes Visuais, 2000, p. 112-121.

THOMPSON, R. F. African Influence on the Art of the United States. In: ROBINSON, A. L.; FOSTER, C. C.; OGILVIE, D. H.. Black Studies in the University: A Symposium. Yale University Press, 1969, p. 122-70.

THOMPSON, R. F. Flash of the Spirit: African and Afro-American Art and Philosophy. New York: Vintage Books Edition, 1984.

VALLADARES, C. do P. O negro brasileiro nas artes plásticas. Cadernos Brasileiros, 10: 47, 1968, p. 97-109.

Downloads

Publicado

2022-01-03

Como Citar

VALLE, A.; CONDURU, R. Artes e diáspora africana: conflitos, cânones, recomeços. MODOS: Revista de História da Arte, Campinas, SP, v. 6, n. 1, p. 106–120, 2022. DOI: 10.20396/modos.v6i1.8667936. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/mod/article/view/8667936. Acesso em: 11 ago. 2022.

Edição

Seção

Dossiê - Arte e diáspora africana: conflitos, cânones, recomeços