“Contar o tempo”

balanço de uma experiência

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/modos.v6i3.8670949

Palavras-chave:

Tempo e arte contemporânea, Centro Maria Antônia, Mostra contar o tempo, Artes na Universidade de São Paulo

Resumo

A mostra Contar o tempo, que ocorreu no Centro Maria Antônia da Universidade de São Paulo, reuniu trabalhos de arte que apresentam formas e materialidades diversas de percepção e apercepção do tempo. Partiu-se da ideia de que o tempo não é um fluxo contínuo, homogêneo e mensurável. Tampouco a experiência temporal pode ser considerada única, unidirecional e uniforme, pois as dimensões sociais, políticas, psicológicas e intelectuais interferem no que se compreende como tempo. A exposição procurou mostrar também a atuação da universidade pública na busca da produção e da circulação do conhecimento, demonstrando o papel e o comprometimento dessa instituição com as artes visuais, assim como com a sociedade. Desse modo, a reflexão que aqui se desenvolve apresenta os traços gerais dessa experiência e das obras expostas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Dária Jaremtchuk, Universidade de São Paulo

Professora Livre Docente pela Escola de Artes, Ciências e Humanidades pela Universidade de São Paulo. 

Downloads

Publicado

2022-09-19

Como Citar

JAREMTCHUK, D. “Contar o tempo”: balanço de uma experiência. MODOS: Revista de História da Arte, Campinas, SP, v. 6, n. 3, p. 372–400, 2022. DOI: 10.20396/modos.v6i3.8670949. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/mod/article/view/8670949. Acesso em: 8 fev. 2023.

Edição

Seção

Ex-posições / Resenhas