Banner Portal
Políticas públicas de informação no contexto da inclusão e gestão da informação: uma análise sobre as políticas públicas da Secretaria Municipal de Educação de Juazeiro do Norte - CE
PDF

Palavras-chave

Políticas Públicas de Informação. Políticas Públicas de Educação. Inclusão. Gestão da Informação. Tecnologia de informação e comunicação. Juazeiro do Norte - CE

Como Citar

PEREIRA, Naira Michelle Alves; SILVA, Jonathas Luiz Carvalho. Políticas públicas de informação no contexto da inclusão e gestão da informação: uma análise sobre as políticas públicas da Secretaria Municipal de Educação de Juazeiro do Norte - CE. RDBCI: Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Campinas, SP, v. 13, n. 1, p. 6–41, 2015. DOI: 10.20396/rdbci.v13i1.1579. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rdbci/article/view/1579. Acesso em: 23 jun. 2024.

Resumo

O presente trabalho tem por objetivo, investigar percepções referentes as políticas públicas de informação no contexto das políticas públicas de educação da Secretaria Municipal de Educação de Juazeiro do Norte/CE. A metodologia do presente artigo foi estabelecida quanto aos fins como sendo de cunho exploratório e descritivo, pois se busca estabelecer uma possível interpolação das políticas públicas de informação no âmbito das políticas públicas de educação existentes na Secretaria Municipal de Educação de Juazeiro do Norte/CE. Quanto aos meios, a pesquisa classifica-se como sendo bibliográfica e documental, uma vez que foi realizada revisão da literatura para construção do referencial teórico e, utilizados documentos disponibilizados nos portais de comunicação do governo federal, estadual e municipal, para descrever e analisar as políticas públicas em estudo. No que se refere a natureza dos dados, sua análise foi realizada por meio de uma abordagem qualitativa a partir da aplicação de entrevistas junto aos coordenadores responsável pelo gerenciamento das políticas públicas em estudo. Considera-se que, o município de Juazeiro do Norte/CE precisa de investimento por parte do governo em infraestrutura informacional e tecnológica no campo educacional, que garantam o melhor desempenho dos significados informacionais percepcionados no âmbito dessas políticas educacionais.

https://doi.org/10.20396/rdbci.v13i1.1579
PDF

Referências

BARRETO, A. A. A questão da informação. São Paulo em Perspectiva, São Paulo, v. 8, n. 4, p. 3-8, 1994. Disponível em: <http://www.alternex.com.br/~aldoibict/quest/quest.htm>. Acesso em 26 fev. 2012.

BEAL, A. Gestão estratégica da informação: como transformar a informação e a tecnologia da informação em fatores de crescimento e de alto desempenho nas organizações. São Paulo: Atlas, 2004.

BONILLA, M. H. S. Educação e Inclusão Digital, 2002. Disponível em: http://seminarioscientificos.dcc.ufba.br/pub/Inclusao/Documentos/bonilla-educacaoeinclusaodigital.rtf. Acesso em: 20 abr. 2012.

BRANCO, M. A. F. Política nacional de informação em saúde no Brasil: um olhar alternativo, 2001. Tese (Doutorado em Medicina Social) – Instituto de Medicina Social – Universidade Estadual do Rio de Janeiro – UERJ, Rio de Janeiro, 2001.

CABEDA, M. Inclusão digital e educação on-line em prol da cidadania: pontos para reflexão. Revista Brasileira de Aprendizagem Aberta e a Distância, São Paulo, Fevereiro. 2004.

CARVALHO, A. M. G. A apropriação da informação: um olhar sobre as políticas públicas sociais de inclusão digital. Marília: UNESP, 2010, 169f.Tese (Doutorado em Ciência da Informação) – Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Filosofia e Ciências, 2010.

CERVO, A. L.; BERVIAN, P. A.; DA SILVA, R. Metodologia científica. 6 ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2007.

FERREIRA, Rubens da Silva. A sociedade da informação no Brasil: um ensaio sobre os desafios do Estado. Ci. Inf., Brasília, v. 32, n. 1, p. 36-41, jan./abr. 2003.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4 ed. São Paulo: Atlas, 2006.

GODOY, A. et. al. Cartilha de inclusão, 2000. Disponível em: < file:////Komm-15/arquivos/Portal da Inclusao/site/0...200907/TEXTOS-INFORMATIVOS/CARTILHA DA INCLUSÃO.htm> Acesso em: 04 maio 2012.

GONZÁLEZ DE GÓMEZ, M. N.. Da política de informação ao papel da informação na política contemporânea. Revista Internacional de Estudos Políticos, v. 1, n. 1, p. 21-32, 1999.

GUIMARÃES, T. O que não é inclusão digital. Disponível em: . Acesso em: 30 mar. 2012.

JAMBEIRO, O.; SILVA, H. P. Políticas de Informação: digitalizando a inclusão social. Estudos de Sociologia, Araraquara, 17, 147-169, 2004.

JARDIM, J. M.; SILVA, Sérgio C. A.; NHARRELUGA, R. S. Análise de políticas públicas: uma abordagem em direção as políticas públicas de informação. Perspectiva em Ciência da Informação, v. 14, n. 1, p. 2-22, jan./abr. 2009.

LUCAS, A. et al. Estudo de usuário como estratégia para gestão da informação e do conhecimento: um estudo de caso. Revista ACB: Biblioteconomia em Santa Catarina, Florianópolis, v.13, n.1, p.59-79, jan./jun., 2008.

MARTELETO, R. M. Conhecimento e sociedade: pressupostos da antropologia da informação. In: AQUINO, Míriam A. O campo da Ciência da Informação: gênese, conexões e especificidades. João Pessoa: Ed. Universitária, 2002. p.101-115.

MELO, A. M. Acessibilidade e desing universal. In: PUPO, D. T; MELO, A. M.; FERRÉS S. P. Acessibilidade: discurso e prática no cotidiano das bibliotecas. Campinas, SP: UNICAMP/Biblioteca, 2006, p. 17-20.

MÍDIA e deficiência. Brasília: Andi, Fundação Banco do Brasil, 2003. (Série Diversidade). Disponível em: < http://serv01.informacao.andi.org.br/25ddd12e_117460dd374_-7ffe.pdf> Acesso: 10 maio 2012.

PASSERINO, L. M.; MONTARDO, S. P. Inclusão social via acessibilidade digital: Proposta de inclusão digital para Pessoas com Necessidades Especiais. Revista da Associação Nacional dos Programas de Pós-Graduação em Comunicação, abr., 2007. Disponível em: Acesso em: 04 abr. 2012.

PERROTTI, E; PIERUCCINI, I. Infoeducação: saberes e fazeres da contemporaneidade. In: LARA, M. L. G.; FUGINO, A.; NORONHA, D. P. (Orgs.). Informação e contemporaneidade: perspectivas. Recife: NÉCTAR, 2007, p. 45-98.

PIERUCCINI, I. A ordem informacional dialógica: estudos sobre a busca de informação em educação. São Paulo: USP, 2004, 232f. Tese (doutorado) – Universidade de São Paulo/ Escola de Comunicações e Artes, Programa de pós-graduação em Ciências da Comunicação, 2004.

REZENDE, Y. Informação para negócios: os novos agentes do conhecimento e a gestão do capital intelectual. Ci. Inf., Brasília, v. 31, n. 2, p. 120-128, maio/ago. 2002.

RIBAS, Cláudia S. da Cunha; ZIVIANI, Paula. O profissional da informação: rumos e desafios para uma sociedade inclusiva. Inf. & Soc.: Est., João Pessoa, v.17, n.3, p.47-57, set./dez. 2007.

RICHARDSON, R. J. Pesquisa social: métodos e técnicas. 3 ed. São Paulo: Atlas, 2011.

RONDELLI, E. Quatro passos para a inclusão digital. Revista I-Coletiva, jun. 2003. Disponível em: <http://www.icoletiva.com.br/secao.asp?tipo=editorial&id=9>. Acesso em: 30 mar. 2012.

SILVA, Â. C. Educação e tecnologia: entre o discurso e a prática. Ensaio: aval. pol. públ. Educ., Rio de Janeiro, v. 19, n. 72, p. 527-554, jul./set. 2011.

SILVA, T. E. Política de Informação na pós-modernidade: reflexões sobre o caso do Brasil. Inf. & Soc.:Est, João Pessoa, v.1, n.1, p.8-13, jan./dez. 1991.

SILVA, H. et. al. Inclusão digital e educação para a competência informacional: uma questão de ética e cidadania. Ci. Inf., Brasília, v. 34, n. 1, p.28-36, jan./abr. 2005.

SILVA, T. E.; TOMAÉL, M. I. A gestão da informação nas organizações. Inf. Inf. , Londrina, v. 12, n. 2, jul./dez. 2007.

TORRES, E. F.; MAZZONI, A. A.; ALVES, J. B. M. A acessibilidade à informação no espaço digital. Ci. Inf., Brasília, v. 31, n. 3, p. 83-91, set./dez. 2002.

VALENTIM, M. L. P. et al. Gestão da informação utilizando o método informapping. Perspectiva em Ciência da Informação, v. 13, n. 1, p. 184-198, jan./abr. 2008.

A Revista Digital de Biblitoeconomia e Ciência da Informação /  Digital Journal of Library and Information Science utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto, em que:

  • A publicação se reserva o direito de efetuar, nos originais, alterações de ordem normativa, ortográfica e gramatical, com vistas a manter o padrão culto da língua, respeitando, porém, o estilo dos autores;
  • Os originais não serão devolvidos aos autores;
  • Os autores mantêm os direitos totais sobre seus trabalhos publicados na Revista Digital de Biblitoeconomia e Ciência da Informação /  Digital Journal of Library and Information Science, ficando sua reimpressão total ou parcial, depósito ou republicação sujeita à indicação de primeira publicação na revista, por meio da licença CC-BY;
  • Deve ser consignada a fonte de publicação original;
  • As opiniões emitidas pelos autores dos artigos são de sua exclusiva responsabilidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.