Gestão da qualidade em bibliotecas escolares:

um estudo de caso em uma biblioteca escolar na cidade de Ponta Grossa - PR

Autores

  • Josiane Mello UFRN

DOI:

https://doi.org/10.20396/rdbci.v11i1.1655

Palavras-chave:

Bibliotecas escolares, Gestão da qualidade, Melhoria contínua

Resumo

O presente artigo faz uma reflexão a respeito da gestão da qualidade em bibliotecas escolares. Apresenta um estudo realizado em uma biblioteca escolar na cidade de Ponta Grossa – PR, com o objetivo geral de analisar as ações da gestão da qualidade existentes nesse ambiente, visando à melhoria contínua. Para alcance deste objetivo, utilizaram-se as ferramentas da qualidade: Diagrama causa – efeito e Plano de ação 5W2H. Para a coleta de dados fez-se uso de entrevistas com o quadro funcional da biblioteca, utilizou-se documentos administrativos e observação direta do ambiente estudado. Quanto aos procedimentos metodológicos a pesquisa caracteriza-se do ponto de vista de: sua natureza como aplicada; da abordagem do problema qualitativa; dos objetivos como exploratória e descritiva e dos procedimentos técnicos como pesquisa bibliográfica, documental e estudo de caso. Como resultados constataram-se, que a biblioteca estudada já desenvolvia algumas ações da gestão da qualidade isoladamente, porém faz-se necessário uma ação de melhoria no que refere-se ao baixo índice de utilização dos serviços ofertados bem como uma otimização no que refere-se ao gerenciamento da biblioteca. Por fim, desenvolveu-se um plano de ação de melhorias, conforme a ferramenta da qualidade 5W2H, a fim de tornar a biblioteca uma unidade agregadora de valor.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Josiane Mello, UFRN

Mestre em Engenharia de Produção pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná, área de concentração: Gestão Industrial, linha de pesquisa: Gestão do Conhecimento e Inovação (2012). Bacharel em Biblioteconomia pela Universidade Federal de Santa Catarina (2007). Especialista em Gestão Industrial - Conhecimento e Inovação pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná (2010). Especialista em Gestão de Bibliotecas Escolares pela Universidade Federal de Santa Catarina (2011). Atua como pesquisadora nos Grupos de pesquisa: Grupo de Estudos em Projetos no Instituto (GREPI) e Sustentabilidade em Sistemas Produtivos - (LESP). 

Referências

ANTUNES, Walda de Andrade. Biblioteca e sistema de ensino. Boletim ABDF.Nova Série, Brasília, v. 9, n.2, p. 121-125, abr./jun. 1986.

BARBÊDO, S. A. D. Sistema de gestão da qualidade em serviços:estudo de caso em uma biblioteca universitária. 2004. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção) –Programa de Pós Graduação em Engenharia de Produção, Universidade Federal de Itajubá, Itajubá-MG, 2004.

BARBOSA, Reni Tiago Pinheiro. Biblioteca escolar: estudo do usuário e animação de leitura. Releitura,Belo Horizonte, n. 1, p. 31-38, nov./dez. 1991.

BARROSO, Maria Alice. Um modelo flexível para a biblioteca escolar. Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação,Brasília, v. 17, n. 1, p. 12-17, jan./ jul. 1984.

CALDEIRA, Paulo da Terra. O espaço físico da biblioteca. In: CAMPELLO, Bernadete Santos. A biblioteca escolar: temas para uma prática pedagógica. 2.ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2003. 62 p. p. 47-50.

CAMPELLO, Bernadete. A competência informal na educação para o século XXI. In: ______.et al. A biblioteca escolar.Belo Horizonte: Autêntica, 2005. p. 09 -11.

CAMPELLO, Bernadete Santos et al. A biblioteca escolar: temas para uma prática pedagógica. 2.ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2008.

CARVALHO, Maria da Conceição. Educação de usuário em bibliotecas escolares: considerações gerais. Revista de Biblioteconomia de Brasília,Brasília, v. 9, n. 1, p. 22-29, jan./jun. 1981.

CARVALHO, Maria da Conceição. Procura-se um espaço para a leitura nas bibliotecas escolares. Boletim ABDF. Nova Série, Brasília, v. 9, n. 2, p. 111-115, abr./jun. 1986.

CASTRO FILHO, Claudio Marcondes de. Os caminhos da biblioteca escolar. In: ROMÃO, Lucília Maria Sousa (Org.). Sentidos da biblioteca escolar. São Carlos: Alphabeto, 2008. p. 73-91.

CERDEIRA, Theodolindo. A biblioteca escolar no planejamento educacional. Revista de Biblioteconomia de Brasília, Brasília, v. 5, n. 1, p. 35-43, jan./jun. 1977.

CHAGAS, Magda. Organização de bibliotecas escolares.Florianópolis: CIN/CED/UFSC, 2010.

COLÉGIO MARISTA. Disponível em: http://www.marista.org.br/marista-pio-xii-biblioteca/D774/. Acesso: 30 mar. 2011.

COSTA, Tarcilla Martins da. Biblioteca escolar do Centro Pedagógico da UFMG. Revista da Escolade Biblioteconomia da UFMG, Belo Horizonte, v. 4, n. 2, p. 278-282, set. 1975.

ESPAÑA. Ministério de Educación. La biblioteca escolar en El contexto de la reforma educativa. Madrid: MEC, 1995. (Educar en La sociedad de información. Serie Monografías, nº 1). Disponível em:<http://www.isftic.mepsyd.es/w3/recursos2/bibliotecas/html/01documarco.htm>. Acesso em: 21 set. 2009.

FARIA, Maria Isabel; PERICÃO,Maria da Graça. Dicionário do livro: da escrita ao livro eletrônico. São Paulo: Editora da USP, 2008.

FEDERAÇÃO INTERNACIONAL DE ASSOCIAÇÕES DE BIBLIOTECAS E INSTITUIÇÕES. Manifesto para as bibliotecas escolares. 1999. Disponível em: <http://www.bmferreiradecastro.com/documentos/Manifesto%20para%20a%20Biblioteca%20Escolar.pdf>. Acesso em: 10 abr. 2009.

FEDERAÇÃO INTERNACIONAL DE ASSOCIAÇÕES DE BIBLIOTECAS E INSTITUIÇÕES.Diretrizes da IFLA/UNESCO para a biblioteca escolar. 2002. Disponível em: . Acesso em: 10 abr. 2009.

FEIGENBAUM, A. V. Controle da qualidade total. São Paulo: Ed. Makron Books, 1994.

FRAGOSO, Graça Maria. A bela adormecida precisa acordar. In: MACEDO, Neusa Dias de (org.) Biblioteca escolar brasileira em debate: da memória profissional a um fórum virtual. São Paulo : SENAC / CRB8, 2005. p. 46-50.

GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa.4.ed. São Paulo : Atlas, 2009.

HILLESLIEINI, Araci Isaltina de Andrade; FACHIN, Gleisy Regina Bories. Biblioteca escolar: relato de experiência. Revista ACB: Biblioteconomia em Santa Catarina, Florianópolis, v. 5, n.5, 2000.

LIMA. Lauro de Oliveira. A biblioteca escolar no contexto educacional brasileiro. In: SEMINÁRIONACIONAL SOBRE BIBLIOTECAS ESCOLARES, 1., out. 1982, Brasília. Anais... Brasília: INL, CERLAL,UNB, 1982.

KUHLTHAU, Carol C. Como usar a biblioteca na escola: um programa de atividades para o ensino fundamental. Tradução e adaptação de Bernadete Santos Campello et al. 2. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2004. 303 p.

MACEDO, Neusa Dias de. (Org.). Biblioteca escolar brasileira em debate: da memória profissional a um fórum virtual. São Paulo: Senac, 2005. p.167-403.

MAYRINK, Paulo Tarcísio; MORANDIN, Rosana Helena; VANALLI, Tereza Raquel. Avaliação de coleção da FDE em bibliotecas de escolas da região de Marília. Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação, São Paulo, v. 25, n. 3/4, p. 49-59, jul./dez. 1992.

NERY, Alfredina. Biblioteca escolar: um jeito de ajeitar a escola. In: GARCIA, Edson Gabriel (Org.). Biblioteca escolar: estrutura e funcionamento. São Paulo: Loyola, 1989. p. 51-60.

OLIVEIRA, Alaide Lisboa de. Escola e Biblioteca. Revista da Escola deBiblioteconomia da UFMG, BeloHorizonte, v. 1, n. 2, p. 184-195, set. 1972.

QUEIROZ, Raimunda Augusta de. A biblioteca escolar e o seu papel no sistema educacional. Revista de Cultural UFES, Vitória, n. 22, p. 47-56, 1982.

RAMALHO, Maria Olinda Horta. O silêncio na biblioteca escolar: necessidade ou mito? Revista de Biblioteconomia e Comunicação, Porto Alegre, v. 3, p. 87-90, jan./dez. 1988.

RASCHE, Francisca. Políticas públicas para bibliotecas escolares.Florianópolis: CIN/CED/UFSC, 2009.

RIBEIRO, Maria Solange Pereira. Desenvolvimento de coleção na biblioteca escolar: uma contribuição a formação critica sócio-cultural do educando. Transinformação, Campinas, v.6, n.1/2/3, p.60-73, jan./dez. 1994.

ROMÃO, Lucília Maria Sousa (Org.). Sentidos da biblioteca escolar. São Carlos: alphabeto, 2008.

RUEDA, Rafael. Bibliotecas escolares: guía para el profesorado de educación primaria. Madrid: Narcea, 1998.

SANCHES NETO, Miguel. Desordenar uma biblioteca: comércio & indústria da leitura na escola. Leitura: teoria & pratica, Campinas, v.14, n.26, p.31-34, dez.1995.

SANTOS, Inácia Rodrigues dos. A biblioteca escolar e a atual pedagogia brasileira. Revista de Biblioteconomia de Brasília, Brasília, v. 1, n. 2, p. 145-150, jul./dez. 1973.

SILVA, Waldeck Carneiro da. A miséria da biblioteca escolar. 2. Ed. São Paulo: Cortez, 1999.

SILVEIRA, Itália Maria Falceta da. Ensinar a pensar: uma atividade da biblioteca escolar. Revista de Biblioteconomia & Comunicação, Porto Alegre, v.7, p.9-30, jan./dez. 1996.

VARVAKIS, Gregório. Gestão da qualidade dos serviços embibliotecas escolares. Florianópolis: CIN/CED/UFSC, 2010.

Downloads

Publicado

2013-01-04

Como Citar

MELLO, J. Gestão da qualidade em bibliotecas escolares: : um estudo de caso em uma biblioteca escolar na cidade de Ponta Grossa - PR. RDBCI: Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Campinas, SP, v. 11, n. 1, p. 111–137, 2013. DOI: 10.20396/rdbci.v11i1.1655. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rdbci/article/view/1655. Acesso em: 8 dez. 2021.

Edição

Seção

Relato de Experiencia